Bonde - O Maior Portal do Paraná
Quarta-feira, 17 de Setembro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
31º / 16º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook
Saúde
06/01/2012 -- 15h28

Crianças são as principais vítimas da doença do carrapato

Criar animais dentro de casa é perigoso para a saúde de adultos e principalmente das crianças podendo causar perda de memória e surtos psicóticos

Redação Bonde
QR:
Add to Flipboard Magazine.

Muitas pessoas tratam seus animais de estimação como se fossem verdadeiros filhos, deixando-os que durmam na mesma cama, dêem lambidas em suas bocas e permaneçam dentro do quarto, sala e cozinha durante todo o dia. O contato e carinho por animais são saudáveis, no entanto, o convívio exige cuidados especiais com a higiene. Mesmo quem esteja envolvido com animais de grande porte ou quem pratica hipismo, por exemplo, está sujeito a adquirir doenças de consequências muito graves.

A doença de Lyme é uma das que podem ser transmitidas pelos carrapatos contidos nos animais e se não tratada, pode levar o paciente à inatividade. A Dra. Maria Emilia Gadelha Serra, especialista em Medicina Biológica da Academia Brasileira de Medicina, conta que tratou de um caso emblemático de uma criança de 12 anos que sofria de enxaqueca desde os seis anos e com o passar dos anos perdeu a memória, parou de andar, teve sua idade mental regredida para um ano e meio, além de apresentar surtos psicóticos. Mas, quando o caso chegou às suas mãos, a especialista diagnosticou a doença de Lyme, logo iniciando o tratamento com a limpeza da flora intestinal que, para a surpresa da família, apresentou resultado quase imediato: a criança voltou ao seu estado normal em apenas uma semana.

A especialista explica que a doença de Lyme é uma infecção causada pela bactéria Borrelia burgdorferi deixada pelo carrapato, responsável por fabricar uma neurotoxina que afeta vários órgãos, inclusive o sistema nervoso, a pele, o coração e as articulações. Os primeiros sintomas podem ser manchas vermelhas na pele, dor de cabeça e febre. Além desta, outras enfermidades podem ser contraídas por meio do contato ou picada dos carrapatos como a erliquiose canina, que afeta a visão e pode ocorrer tanto nos animais quanto nos seres humanos.

Outra doença causada pelo contato com animais que é mais comum e conhecida é a toxoplasmose, transmitida principalmente pelos gatos, hospedeiros do protozoário Toxoplasma gondii.

Cuidados especiais

Segundo a Dra. Maria Emilia, o único meio de prevenir estas doenças é verificar se o animal possui carrapatos e combater a infestação. "É muito importante que os pais fiquem atentos às crianças, desde as que possuem animais de estimação, aquelas que vivem ou foram passear em fazendas, ou ainda aquelas que praticam hipismo. O carrapato pode estar na criança e ninguém perceber, é preciso revisá-la todos os dias", alerta. As crianças estão mais sujeitas a pegarem doenças do animal porque o sistema imunológico não está totalmente desenvolvido, ao contrário dos adultos, que detectam mais mecanismos de defesa.

Atitudes como beijar os animais facilita a contaminação por vírus e bactérias. Além disso, o animal de estimação deve ter o seu espaço fora da casa porque o seu pelo é nocivo à saúde e pode provocar reações alérgicas e doenças respiratórias. Quem mora em apartamento pode acomodar o seu bicho na área de serviço.

Outra dica essencial é sempre ter um monitoramento de um veterinário para cuidar de seus animais, seguir à risca suas indicações aplicando as vacinas e medicamentos estabelecidos por ele e manter o animal limpo com banhos regulares. A Dra. Maria Emilia ressalta ainda que uma boa higiene é primordial para o combate de doenças. Outra recomendação fundamental é o hábito de lavar as mãos após o contato com qualquer animal.

www.saudeempautaonline.com.br
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 17/09/2014 13:38
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE