Bonde - O Maior Portal do Paraná
Sexta-feira, 31 de Outubro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
32º / 20º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Saúde
08/10/2009 -- 19h15

Já ouviu falar na síndrome do Don Juan?

A doença faz com que homem procure compulsivamente por mulheres, mas não consiga sentir prazer com nenhuma delas

Sexo&Comportamento-Folha de Londrina
QR:
Add to Flipboard Magazine.
Reprodução
Reprodução
A síndrome de Don Juan é uma doença e deve ser tratada.

O Don Juanismo foi muito estudado pela psicanálise. Quando nos deparamos com um homem com esta síndrome, estamos diante de um histérico. Para a psicanálise, histeria é uma psiconeurose que, antigamente, acreditava-se que só as mulheres apresentavam. Sua etiologia está ligada a um Complexo de Édipo mal ou não elaborado, causando sentimentos de culpa por um desejo proibido incestuoso, recalcado no inconsciente. A culpa aciona a atuação do superego, nosso código de valores internos, fazendo com que o Don Juan procure por mulheres compulsivamente, mas não consiga sentir prazer com nenhuma delas.

Alguns apresentam sintomas como dificuldade de ereção, outros, de ejaculação precoce; alguns não conseguem ejacular. Há também aqueles homens, que, embora consigam uma relação sexual aparentemente satisfatória, não preenchem o vazio interno, tendo a sensação de que serão traídos, pois, inconscientemente, sentem que devem ser punidos, por haver traído o pai em seu desejo incestuoso pela mãe.

Esta não elaboração edípica ocorre, muitas vezes, por não sentir um pai forte o suficiente que causasse nele o medo da castração, levando-o à proibição deste desejo e à sua sublimação. Num primeiro momento, canalizando a libido na infância para a aprendizagem escolar, e na adolescência, à busca de uma namorada, vindo a ter uma vida sexual-amorosa satisfatória.

Devido a todo este conflito amoroso não resolvido com as figuras parentais internalizadas na infância, o Don Juan mostra-se uma pessoa insegura, muitas vezes defendendo-se de núcleos homossexuais presentes em quadros de histeria, por defesa de sentimentos persecutórios de traição, frutos de um superego acusador, mostrando sua compulsividade por mulheres, sem conseguir um porto seguro para ancorar, infeliz, perdido e trôpego em seus caminhos. Muitas vezes, entrega-se também à bebida ''para esquecer'' aquilo que não consegue elaborar.

É necessário psicoterapia psicanalítica para que possa elaborar seu Complexo de Édipo, livrando-se, assim, desta síndrome e podendo ser feliz.

Mitos e Verdades

- Mito: o Don Juan é um cara hipersexualizado e bem resolvido

- Verdade: a síndrome de Don Juan é uma doença e deve ser tratada

Denise Hernandes Tinoco, doutora e mestre em Psicologia Clínica, docente em graduação e pós-graduação e psicoterapeuta de abordagem psicanalítica
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 30/10/2014 23:45
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE