Bonde - O Maior Portal do Paraná
Sábado, 01 de Novembro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
29º / 20º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Saúde
03/09/2006 -- 17h28

ERVA DE BICHO Polygonum hidropiperoides

Rui Cépil Diniz
QR:
Add to Flipboard Magazine.

Aspectos agronômicos: Planta da família Polygonaceae, nativa do Sul da América do Norte, América Central e do Sul. Cresce espontaneamente em pântanos, várzeas e ao longo de cursos d'água.

Nomes comuns: Acataia, pimenta d'água, pimenta do brejo, capiçoba, cataia, curage.

Erva anual de clima tropical a subtropical. Em regiões sujeitas a geadas fortes, morre durante o inverno. É exigente quanto a umidade, desenvolvendo-se melhor com o solo na capacidade de campo (próxima ao encharcamento). Requer solos de fertilidade mediana, com bom teor de matéria orgânica e com boa retenção hídrica.

Propagação: Por sementes ou divisão de touceiras. O plantio pode ser feito o ano todo.

Espaçamento De 20 a 50 cm entre plantas x 50 cm entrelinhas.

Porte da planta: Erva prostrada, podendo chegar a 50 cm de altura. Pode ser cultivada em matas ciliares.

Colheita: Pode-se colher as folhas ou toda a planta, três meses após o plantio no campo.

Secagem: Temperatura ideal de secagem de 45ºC.

Usos terapêuticos: Adstringente, vasoconstritor, hemostático, cicatrizante, antiinflamatório, diurético.

Princípios ativos: Taninos, flavonóides (quercetina, rutina, canferol), saponinas, ácidos orgânicos, fitosterina, perlagonidina, heterosídeos cumarínicos.

Partes utilizadas: Planta toda ou somente a parte aérea.

Formas de uso e dosagem: Uso interno: chá, 10 a 30 g/litro de água, duas xícaras/dia. Tintura: 05 g em um copo de água, três vezes/dia. Uso externo: banhos mornos, 10 a 30 g/litro de água, três vezes/dia.

Tempo de uso: Pelo tempo que se fizer necessário.

Efeitos colaterais: Abortivo (emenagogo).
Contra-indicações: Uso contra indicado na gravidez, lactação e em crianças.

Lembramos, que as informações aqui contidas, terão apenas finalidade informativa, não devendo ser usadas para diagnosticar, tratar ou prevenir qualquer doença, e muito menos substituir os cuidados médicos adequados.

Fonte principal de consulta: ''Cultivo de plantas aromáticas e medicinais'' Iapar Autor: Paulo Guilherme F. Ribeiro (Eng. Agr.); Co-autor: Rui Cépil Diniz (médico com especialização em Fitomedicina e Saúde da Família. Tel.(43) 3321-0652, e-mail:fitoterapia@asms.londrina.pr.gov.br) Livro em fase de conclusão para publicação.
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 31/10/2014 23:46
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE