Bonde - O Maior Portal do Paraná
Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
27º / 19º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Saúde
10/03/2011 -- 16:33

Segurança emocional também implica em segurança sexual

Mulheres e homens lidam com insegurança de maneiras diferentes; compreender necessidades do parceiro ajuda a equilibrar rlacinamento

Saúde - Folha de Londrina
QR:
Add to Flipboard Magazine.

As mulheres amam os homens mais do que eles as amam e ouço-as chorarem ao falar do marido ou namorado, e vê-las com dor e perguntar: eu o amo tanto! Dou-lhe tudo que tenho e mesmo assim não me ama como eu o amo. Onde errei?

É você quem rema o barco do seu relacionamento? Quando você se esforça em oferecer e não pergunta o que recebe em troca. O que fazer ? Pare de remar! Pare de fazer planos, de correr para abraçar, de iniciar contatos sexuais, de começar conversas intímas, pare tudo e veja o que acontece.

Se ele não tomar as iniciativas, então era você quem preenchia os vazios emocionais. Tome providencias: faça lista das maneiras como você preenche vazios, isso ajudará a tomar consciência deste hábito e livrar-se dele.

Dê a oportunidade dele preencher os vazios. Ou ele irá perceber o que sucede e começará a remar o barco; ou o não envolvimento e a falta de interesse dele ficarão revelados, e notará o relacionamento se deteriorar.

Existe um risco nisso tudo; poderá descobrir que está sozinha nessa. Descobrirá que seu parceiro não tem muito a oferecer a você. Saiba como se sair do relacionamento difícil: não o culpe, não o condene, não o xingue, não generalize, só diga como está se sentindo: sinto-me triste, com medo, magoada, etc., quando você faz isto?

Não estou sugerindo que ande nas pontas dos pés quando os homens estão por perto e evite dar-lhes um feedback negativo. Sugiro que se comunique com sensibilidade. E, naturalmente, se um homem estiver maltratando-a ou magoando-a, não se preocupe como ele irá reagir - defenda-se!

Elogie-o, de vez em quando. Não consigo enfatizar o quanto de reconhecimento e apreciação os homens necessitam - mais do que você imagina. O seu homem talvez não peça; nega que precisa; pode até portar-se como se não gostasse quando você o elogia. Não acredite nele!

Quando os homens vêem as mulheres sofrendo, geralmente culpam-se por se sentirem os causadores de tal dor, e irritam-se com você por fazê-los sentirem-se mal consigo mesmos. Interpretam seu estado emocional alterado como histeria, e presumem que você está pior do que se sente e ficam com medo que uma vez que você comece, não pare mais.

Eles não entendem que as mulheres tem mais elasticidade emocional que eles. Isso significa que, como mulheres, podem num minuto estar chorando e no outro instante estão prontas para fazer amor. Os homens tem problemas muito maiores em passar de um estado para outro. E acham que elas também, e entram em pânico quando as vêem muito aborrecidas.

O que temos que entender é que os homens se definem a partir do trabalho e suas realizações e as mulheres a partir de seus relacionamentos. Os homens gostam de mulheres inteligentes, que sejam espontâneas e com muita naturalidade.

Assegure-se de que sua vida esteja plena de outras atividades criativamente satisfatórias, de modo que seu relacionamento não seja a única válvula de escape para sua energia criativa. Quanto mais autônoma for como mulher, menos precisará de um relacionamento para completar sua vida.

Eliane Marçal, psicóloga clínica e hipnoterapeuta (Londrina)
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 27/11/2014 08:51
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE