Bonde - O Maior Portal do Paraná
Segunda-feira, 28 de Julho de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
22º / 14º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook
Saúde
10/06/2009 -- 21h49

O que é artrose e como pode ser tratada?

A artrose pode levar à destruição da articulação e até causar a sua deformidade.

Sua Saúde-Folha de Londrina
QR:
 
Reprodução
Ocorre com maior freqüência em adultos de meia idade e idosos e algumas vezes não apresenta uma causa conhecida.

A artrose é uma doença degenerativa e não inflamatória, que afeta as articulações, causando dor e incapacidade progressiva, e pode levar à destruição da articulação e até causar a sua deformidade.

Ocorre com maior freqüência em adultos de meia idade e idosos e algumas vezes não apresenta uma causa conhecida. Pode ser conseqüência de defeitos congênitos, traumatismos, infecções ou inflamações ou por sobrecarga ao longo da vida.

As superfícies das articulações ósseas são revestidas por uma cartilagem de aspecto gelatinoso e são lubrificadas pelo líquido sinovial, que permitem um movimento bem ajustado.

As articulações que estão mais sujeitas à artrose são aquelas mais exigidas ao longo da vida. As mais freqüentes são as artroses de joelho, quadril e coluna vertebral.

Os primeiros sintomas podem se manifestar como um leve desconforto em torno da articulação ou alguma rigidez articular. Normalmente, a dor piora com atividade física e melhora com repouso. Com o tempo, os sintomas se intensificam mesmo em repouso e o paciente começa a notar dificuldades para realizar tarefas simples como tomar banho, vestir-se ou calçar os sapatos.

Inicialmente, o tratamento é clínico, com o uso de medicações para combater a dor e a inflamação, associados a medidas de suporte como fisioterapia, exercícios terapêuticos, restrição de atividades de carga para a articulação afetada e a conscientização do paciente para fatores que pioram a artrose como aumento de peso, tabagismo, etilismo, uso de corticóides e atividades físicas de alto impacto.

Recentemente, estão sendo pesquisados medicamentos que retardam a lesão cartilaginosa e estudos com células tronco para cultivo de cartilagem, ainda em fase experimental.

Quando a patologia evolui para um estágio incapacitante, pode ser necessário o procedimento cirúrgico como a artroscopia para remover ou reparar estruturas lesadas, efetuar a retirada de corpos livres ou tecidos anormais, com o objetivo de melhorar os sintomas e a função.

Porém, nos casos mais avançados, podem ser necessárias cirurgias mais complexas como mudanças de eixo ou rotação das articulações, ou até mesmo recorrer à substituição da articulação com próteses ortopédicas feitas de materiais especiais como ligas metálicas ou cerâmicas. Também nesta área existem indicações específicas, que devem ser analisadas por um médico ortopedista.

Apesar dos avanços da medicina na área de ortopedia apresentarem várias opções terapêuticas, a prevenção continua sendo o principal meio para se evitar a artrose.

Um indivíduo que mantém hábitos e estilo de vida saudáveis como manter o peso dentro dos limites por meio de boa alimentação e que pratica atividades físicas moderadas, regulares e sem excessos terá poucas possibilidades de desenvolver uma artrose.

Áureo S. Cinagawa, ortopedista
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 28/07/2014 19:30
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE