Bonde - O Maior Portal do Paraná
Quarta-feira, 23 de Julho de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
25º / 14º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook
Saúde
14/04/2009 -- 19h48

Qual é a diferença entre os sais marinho, iodado e light?

Com a procura de melhor qualidade de vida, muitas pessoas trocaram o sal refinado pelo sal marinho por ser integral

Sua Saúde-Folha de Londrina
QR:
 
Reprodução
O sal de cozinha é importante na manutenção do metabolismo e equilíbrio do nosso sistema de defesa

O sal é usado há muito tempo pelo homem. Apesar de ser essencial, atualmente o sal está sendo utilizado em grandes quantidades na alimentação, o que pode provocar várias patologias e agravar outras, como a hipertensão arterial.

Vários estudos já mostraram que o cloreto de sódio, o nome técnico do sal de cozinha, é importante na manutenção do metabolismo e equilíbrio do nosso sistema de defesa. Podemos encontrar o sal em muitos alimentos sem a necessidade de acrescentá-lo às preparações.

Com a procura de melhor qualidade de vida, muitas pessoas trocaram o sal refinado pelo sal marinho. Mas, qual é a diferença entre eles?

O sal marinho é o sal sem refinamento, ou seja, integral. Contém aproximadamente 84 minerais que são eliminados durante o processo de refinação. O iodo é perdido durante o procedimento, por isso, o sal refinado é acrescido de iodo, que é utilizado para prevenir o bócio (aumento da tireóide) como uma medida de saúde pública. O sal marinho é mais escuro e seu sabor é menos salgado que o do refinado - ele tem um leve sabor adocicado.

O uso excessivo de sal pode agravar determinadas doenças, como a hipertensão arterial. Nesses casos, sugere-se o uso do cloreto de potássio em vez de cloreto de sódio. O cloreto de potássio é comercializado pelo nome de sal diet ou sal light (contém 50% de cloreto de potássio e 50% de cloreto de sódio). Ele tem um leve sabor salgado e deve ser utilizado por recomendação de um nutricionista ou médico.

Além do sal que colocamos nas preparações, devemos levar em conta o sal intrínseco dos alimentos, ou seja, o sal que os alimentos in natura contêm e o sal usado nos alimentos industrializados.

Portanto, se você tem a orientação de seu médico ou nutricionista de moderar o consumo de sal, verifique sempre nas embalagens dos alimentos a quantidade de sal que eles possuem.

Beatriz Ulate, nutricionista
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 23/07/2014 18:30
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE