Bonde - O Maior Portal do Paraná
Sábado, 20 de Dezembro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
30º / 20º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Saúde
18/05/2010 -- 19:20

Quais são as consequências do divórcio?

Sempre cercado de tristeza, o ponto final de um relacionamento pode ser desesperador para aqueles que não estão preparados para uma mudança nos planos

Sexo & Comportamento - Folha de Londrina
QR:
Add to Flipboard Magazine.

O divórcio é considerado um dos eventos mais estressantes da vida das pessoas, em função das consequências biopsicossociais dele decorrentes. Desestruturação emocional, rebaixamento na auto-estima, medo, angústia, tristeza, insegurança, insônia e isolamento são alguns dos sentimentos e emoções que passam a povoar o universo de muitas pessoas divorciadas, sobretudo nos dois primeiros anos após a separação.

Quando nos casamos, fazemos todo um projeto de vida a dois, e o divórcio costuma caracterizar-se como a falência de um sonho acalentado, muitas vezes, durante anos.

Se é um processo difícil, doloroso, que afeta todas as pessoas envolvidas, tanto pais quanto filhos, então por que nos Estados Unidos começaram a ocorrer festas em comemoração ao divórcio?

Passamos a fazer parte de uma sociedade de descartáveis, na qual procuramos nos desfazer de tudo aquilo que não queremos mais, uma roupa, um calçado, eletrodomésticos que não nos servem mais, um amigo que nos decepcionou e um(a) companheiro(a) que deixou de satisfazer as nossas necessidades emocionais e/ou sexuais.

O rompimento de uma relação só será motivo de comemoração se colocar um ponto final em uma relação não mais gratificante e que traga apenas discórdia, dor e sofrimento para um ou ambos os membros de um casal.

Neste momento, a comemoração fará parte do ritual de entrada em uma nova etapa da vida, na qual haja a oportunidade de rever todos os pontos negativos e falhas do relacionamento findo, para não incorrer novamente nos mesmos erros que levaram ao seu término.

Refletir sobre os motivos que levaram ao divórcio, que contribuíram para que um relacionamento se tornasse nocivo e prejudicial, pode favorecer, do ponto de vista psicológico, à construção saudável de novos relacionamentos.

Trabalhando durante anos com grupos de pessoas separadas, é possível constatar que a fase inicial de desestruturação, em geral, é seguida de uma outra, em que mais seguras e livres de emoções negativas, essas pessoas passam a ter uma visão mais positiva do futuro e da vida.

Mitos e verdades

- Mito: o divórcio destrói o projeto de vida das pessoas, tornando-as infelizes, problemáticas e desajustadas

- Verdade: o divórcio requer ajustamento, e quando bem conduzido, poderá propiciar reflexões, preparando as pessoas para relacionamentos futuros mais felizes e harmoniosos

Carmen Garcia de Almeida, psicoterapeuta conjugal e familiar
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 20/12/2014 09:54
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE