Bonde - O Maior Portal do Paraná
Sábado, 25 de Outubro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
30º / 17º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
BondeNews
11/05/2007 -- 16h20

Má-escovação dentária pode causar várias doenças

Redação Bonde
QR:
Add to Flipboard Magazine.

É sabido pela maioria das pessoas que é preciso escovar os dentes freqüentemente para que se obtenha boa saúde bucal. Além disso, o mau hálito pode ser evitado com uma boa escovação, principalmente aquela realizada na língua, e quase nunca o odor desagradável vêm do estômago, como as pessoas costumam pensar.

Porém, o que muitos não sabem é que uma escovação mal feita leva a doenças gengivais, como a gengivite e a periodontite. "A gengivite é a inflamação da gengiva devido à higienização deficiente, quando o paciente não faz a escovação adequada ou não usa fio dental. Ela causa inchaço, vermelhidão e sangramento gengival. Somente em suas formas mais agudas, graves, causa dor. Já a Periodontite é um problema mais sério, que pode levar à perda dos dentes", explica Amanda Gonçalves Pinto, dentista da Odontoclinic.

A dentista alerta para o fato de que as doenças gengivais, na maioria das vezes, não causam dor, o que faz com que o cliente não procure o atendimento do dentista, agravando o quadro. "Por isso, é bom ficar atento aos sinais da instalação de doenças gengivais, como o sangramento ao escovar ou passar o fio dental ou a retração gengival, o inchaço da gengiva e, em casos isolados, até mesmo alguma dor", diz.

Cáries, placa bacteriana e tártaro

Mais conhecidos, o tártaro, a placa bacteriana e as temidas cáries também são provocados pela má-escovação. "A escovação ineficiente permite o acúmulo e o aumento da placa bacteriana, que é um a massa de bactérias que causa cáries. Já o tártaro, ou cálculo dental, nada mais é do que a placa bacteriana que é calcificada pelos sais existentes na saliva. A placa bacteriana que não é removida devido à escovação incorreta ou insuficiente se transforma no tártaro, que então só pode ser removido pelo dentista através de raspagens".

Mau hálito: um problema que vem, em geral, da língua

A halitose é o odor desagradável emitido pela boca. Em 90% dos casos, esse mau cheiro é provocado pelo acúmulo de resíduos de alimentos na língua (saburra) que, se não forem removidos corretamente, fermentam, criam bactérias e liberam o enxofre (o causador do mau cheiro).

90% dos casos de halitose são causados pela boca. Além do acúmulo de saburra, dentes cariados, periodontite, gengivite e placa bacteriana podem causar o odor. Os outros 10% podem estar ligados a doenças como o diabetes e insuficiências renal e hepática.

Dicas de saúde bucal

- Não deixe de fazer visitas constantes ao dentista: ele saberá qual é o seu problema e como tratá-lo da melhor forma.
- Se você é portador de diabetes, insuficiência renal ou hepática, redobre os cuidados com sua saúde.
- A higiene é o melhor tratamento: escove os dentes ao menos três vezes por dia. Use sempre o fio dental e um raspador de língua. A escova de dentes não é suficiente para limpar a língua. Se você já tem halitose, use o raspador também três vezes ao dia.
- Balas, chicletes e anti-sépticos bucais somente disfarçam o problema. Não há nada mais eficiente que a higienização.
- As pessoas acordam com mau hálito porque à noite há menor produção de saliva e, portanto, maior fermentação e liberação de odores de enxofre.
- Beba bastante água e coma alimentos fibrosos: a água aumenta a produção de saliva e as fibras ajudam a limpar a língua.
- Quem sofre de halitose passa por isolamento social, perdendo chances de emprego e até de relacionar-se em sua vida pessoal. O problema é sério, mas simples de resolver. Procure sempre um dentista.
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 25/10/2014 16:43
PUBLICIDADE
BONDENEWS
Você já tem candidato definido para a eleição de governador?
Não
Sim
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE