Travesti de 20 anos é morta com três tiros no PR

Mariana Franco Ramos - Redação Bonde - 13/07/2013 -- 10:49
Imprimir Comunicar erro mais opções

A travesti Natália Sotero, de 20 anos, foi assassinada a tiros na madrugada deste sábado (13) no bairro Boqueirão, em Curitiba. De acordo com o delegado Rubens Recalcatti, titular da Delegacia de Homicídios (DH), o crime aconteceu por volta de 2h30, na Rua Bom Jesus do Iguape, em um ponto onde a vítima costumava fazer programas.

"Ela estava junto com outras ‘trans’, quando passou alguém lá, conversou com ela, discutiu e, meia hora depois, voltou com outros quatro caras em um carro preto. Houve uma briga e um dos indivíduos deu três ou quatro tiros", contou.

Natália morreu no local, antes da chegada do socorro. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) da cidade. Os homens fugiram em seguida. Segundo Recalcatti, a jovem, conhecida como "Piu", era natural de Santa Catarina, mas morava na capital paranaense há dois anos. A DH segue investigando a ocorrência, para identificar os autores. "Já temos informações importantes e estamos trabalhando para solucionar o caso", disse o delegado.

Segundo a página "Quem a homofobia matou hoje", administrada pelo Grupo Gay da Bahia (GBB), o assassinato de Natália Sotero foi o terceiro de travesti ou transexual registrado desde o início de 2013 na capital paranaense. Nicole Borges, de 20 anos, e "Mônica Lewinski", de 38, foram mortas em janeiro e fevereiro deste ano, respectivamente.

O Paraná ocupa o segundo lugar no último ranking de homicídios contra "trans"[/email] divulgado pelo GBB. De janeiro de 2008 a dezembro de 2012, o Estado registrou 47 assassinatos contra essa parcela da população, sendo 11 no ano passado. Em números absolutos, fica atrás apenas de São Paulo, com 57 (28 em 2012).
PUBLICIDADE
TOP DO BONDE
PUBLICIDADE
 
Hospedado pela: