Blog do Lucio Flávio - Lucio Flávio
17/04/2014 - 19:30
 
A Confederação Brasileira de Futebol confirmou na tarde desta quinta-feira os jogos do Londrina contra o Grêmio Barueri pela segunda fase da Copa do Brasil.

O primeiro confronto será no dia 1º de Maio, feriado do dia do Trabalho, uma quinta-feira, às 21h50 no estádio do Café. A volta acontece uma semana depois, dia 8, às 19h30, na Arena Barueri, em São Paulo.

Após o treino desta quinta, os jogadores do Londrina foram liberados e terão três dias de folga. A reapresentação acontece na próxima segunda-feira a tarde no CT da SM Sports.
17/04/2014 - 12:24
 
O gestor Sérgio Malucelli fechou no final da manhã desta quinta-feira o empréstimo do atacante Arthur, artilheiro do Londrina no Paranaense, para o Flamengo.

O jogador fica por empréstimo na Gávea até o fim do ano e o rubro-negro terá opção de compra de 50% dos direitos econômicos do atleta. Arthur se apresenta na próxima terça-feira no Rio de Janeiro.
17/04/2014 - 11:57
 
O gestor do Londrina Sérgio Malucelli acertou a renovação do contrato de quatro jogadores do clube por mais dois anos.

O zagueiro Dirceu, o lateral Paulinho, o meia Rone Dias e o atacante Joel renovaram os seus vínculos com o Lec. Com isso, os atletas ficam para a sequência da temporada.
17/04/2014 - 11:18
 
A festa de comemoração dos 58 anos do Londrina Esporte Clube será no próximo dia 25 no Iate Clube de Londrina. Festa que será ainda mais especial pela conquista do título paranaense deste ano.

Os convites para o evento custam R$ 70. Durante a celebração serão feitas homenagens a pessoas que fazem e fizeram parte da vida alviceleste, além do sorteio de camisas oficiais e outros prêmio.

Participe e comemora junto o aniversário do Tubarão! Os convites estão sendo comercializados em sete locais.

No Boulevard Londrina Shopping - Quiosque do Tubarão, nas quatro lojas da Karilu Sports, nas bilheterias do VGD e no Iate Clube.
17/04/2014 - 11:02
 
Três titulares na campanha vitoriosa do Londrina no Campeonato Paranaense têm os seus contratos vencendo no final de abril.

O zagueiro Dirceu, o lateral Paulinho e o meia Rone Dias. Segundo o gestor Sérgio Malucelli, Paulinho e Rone têm um pré-contrato assinado com o clube, porém o lateral já mostrou interesse em não continuar no Lec. Se não surgir uma ótima proposta, Rone Dias deve ficar.

Em relação a Dirceu, a tendência é que o zagueiro renove com o Londrina, mas com uma cláusula contratual que o libere caso surja uma proposta melhor.

O objetivo do gestor é manter todo o elenco pelo menos até os dois confrontos contra o Grêmio Barueri pela Copa do Brasil.

O Londrina que já acertou duas contratações para o restante da temporada. O goleiro Marcelo Rangel e o lateral-esquerdo Diego Prates.
15/04/2014 - 10:44
 
O zagueiro Dirceu e o lateral Paulinho do Londrina estão na seleção do Campeonato Paranaense feita por 36 jurados e promovida pelo jornal Gazeta do Povo.

O vice-campeão Maringá emplacou cinco jogadores: o goleiro Ednaldo, o lateral Reginaldo, o meia Max e os atacantes Cristiano e Gabriel Barcos, além do técnico Claudemir Sturion.

Completam a lista o zagueiro Luccas Claro e o meia Alex do Coritiba e o volante Otávio e o meia Marcos Guilherme do Atlético.

Alex foi escolhido o craque do campeonato e Marcos Guilherme a revelação. Respeitando os critérios de quem votou, entendo que o volante Diogo Roque e o atacante Arthur, ambos do Lec, mereciam um lugar na seleção.
15/04/2014 - 10:05
 
O time do Maringá Futebol Clube, vice-campeão paranaense, já foi desmontado. A diretoria do time da Cidade Canção confirmou o desmanche da equipe.

Como todos os jogadores e também o técnico Claudemir Sturion tinha contrato até o término do estadual, foram liberados e já estão desvinculados do clube. Os patrocinadores também tinham compromisso até o último domingo.

Sem a garantia dos parceiros não foi possível segurar nenhum atleta. O artilheiro Cristiano já acertou com o Criciúma, que deve ser o destino também do londrinense Joel.

A direção do Maringá também não garante a participação do clube na série D do Brasileiro. Se não conseguir novos apoios para montar um time competitivo, a equipe pode abrir mão da vaga na competição nacional. Se isso acontecer, o J. Malucelli seria o outro representante do Paraná no campeonato.
14/04/2014 - 10:46
 
Futebol vencedor se faz com profissionalismo, investimento, planejamento, organização, credibilidade e objetivos a médio e longo prazos.

Em 2009, o Londrina estava no fundo do poço e o fechamento do clube era iminente. O alviceleste foi rebaixado para a segunda divisão do Paranaense e acumulava milhões em dívidas trabalhistas, fiscais e administrativas. Uma intervenção da Justiça do Trabalho acendeu uma luz no fim do túnel.

Os resultados demoraram a aparecer. Em 2010, uma parceria, intermediada pela Justiça, com um grupo chamado Universe quase levou o time para a terceira divisão e aumentou ainda mais as dívidas.

Os frutos começaram a surgir a partir do início de 2011 quando a SM Sports assumiu o futebol do clube por dez anos. Com alto investimento e cobrindo todos os custos do futebol, conseguiu o primeiro objetivo: o título da divisão de acesso e a volta a elite do futebol paranaense.

Em 2012, o time fez campanha apenas mediana no paranaense e não garantiu calendário para o restante da temporada. Fazia parte do aprendizado. Fora de campo, a Justiça ofereceu um acordo com os credores trabalhistas.

Como tinha uma porcentagem dos recursos que entravam na conta do parceiro, patrocínios, rendas, venda de jogadores, o Londrina foi quitando os seus passivos trabalhista e chegou ao final de 2013 sem dívidas.

No futebol, 2013 seria decisivo. Era preciso ter um calendário anual. A campanha no Paranaense foi brilhante e a conquista do título seria justa. Mas, no futebol não há justiça. O time fracassou nos momentos decisivos e o exemplo maior foi a desclassificação na série D, ao tomar dois gols em Caxias do Sul em três minutos.

Fazia parte do aprendizado. E o clube aprendeu. Sem ser brilhante como em 2013, o time cresceu na hora certa e aproveitando a fórmula de disputa, o mata-mata, ganhou os jogos decisivos e com muitos méritos faturou o título paranaense de 2014.

E depois de voltar a ser grande no Paraná o clube está pronto para voltar a ser forte em nível nacional. A gestora tem condições para isso e sabe, hoje, o que representa a marca Londrina.

Mas, o clube ainda tem desafios pela frente. O Londrina hoje tem um futebol de série A, com estrutura e investimentos invejáveis para um time do interior. O clube ainda está longe disso.

Este é o momento para se reestruturar totalmente, quitar as demais dívidas, reconstruir seu patrimônio físico e social e avançar, para quem sabe, no futuro, andar com as próprias pernas.
13/04/2014 - 18:24
 


Depois de 22 anos o grito de é CAMPEÃO ressoa novamente na garganta do torcedor do Londrina. O Tubarão volta ao topo do futebol paranaense e ao lugar que a história sempre lhe reservou.

Londrina volta a ser, na prática, grande no futebol do Paraná e agora o passo é voltar a ser forte em cenário nacional.

A final em Maringá teve tudo que uma grande final merece. Jogo nervoso, disputado, emoção, lances criados e perdidos, muita garra e determinação. A definição nos pênaltis foi a melhor final possível, pelo equilíbrio das duas partidas: 2 a 2 no Café e 1 a 1 no Willie Davids.

Dentro dos 90 minutos, o Maringá foi melhor em campo. Mas, a sorte de campeão estava ao lado do Londrina desde os primeiros minutos quando Max acertou a trave de Vítor. E nunca faltou luta e disposição dos atletas do Lec.

O goleiro brilhou com três defesas espetaculares ao longo do jogo e com uma nos pênaltis. Vítor, contestado no início do seu trabalho, foi o herói alviceleste neste domingo iluminado na Cidade Canção.

Após sair do sufoco, o Londrina chegou ao gol através de Maicon Silva, aos 26 minutos. O lateral, que garantiu a classificação em Criciúma, fez linda jogada individual e abriu o placar.

Não deu para comemorar muito. Três minutos após, o artilheiro Cristiano, de cabeça, empatou o jogo. O atacante ficaria com a marca de vilão ao bater o último pênalti para fora e garantir o título ao Londrina.

No segundo tempo o jogo foi mais equilibrado, mas o Londrina criou pouco e o Maringá perdeu duas grandes chances. As penalidades eram inevitáveis.

Rone Dias errou o primeiro, mas Paulinho, Dirceu, Silvio e Arthur marcaram para o Londrina. Max, Fábio Gomes e Léo Maringá fizeram para o time da casa. Fábio Martins e Cristiano proporcionaram a explosão da galera alviceleste.

Tubarão é campeão de forma merecida. Time cresceu nas decisões o Paraná voltou a ser alviceleste. E o torcedor londrinense tão sofrido e apaixonado volta a sorrir de novo.

12/04/2014 - 11:58
 
A diretoria do Maringá Futebol Clube está confiante no título do Campeonato Paranaense neste domingo no Willie Davids. A direção já entrou em contato com o Corinthians para entregar a faixa no dia 16.

No futebol, ninguém vence nem perde na véspera.
< 1 | 2 | 3 | 4 | 5 >
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social-Jornalismo e Administração-Marketing. Repórter Esportivo da Rádio Paiquerê AM desde 1997. Repórter também da Folha de Londrina. Participou de coberturas esportivas nacionais e internacionais como Copa do Mundo, Olimpíadas e Copa América. Twitter: @Luciobortoti



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
PUBLICIDADE