Bonde - O Maior Portal do Paraná
Gastronomia
29/08/2008 -- 09h57

Como aproveitar melhor o gengibre na mesa?

Na culinária, essa raiz de sabor exótico e marcante pode ser utilizada de forma ralada, batida ou em pedaços

Redação Bonde
QR:
Add to Flipboard Magazine.
Reprodução
Reprodução
Ingerir gengibre facilita a digestão e evita enjôos e náuseas

Ele não é propriamente bonito, não dá aquela vontade de comer com os olhos, mas o gengibre é uma raiz rica em propriedades terapêuticas, muito utilizada como condimento e remédio caseiro há pelo menos 5000 anos. Originário da Ásia, o gengibre começa a ganhar espaço nos carrinhos de supermercado e sacolas de feira do brasileiro. "A propriedade descongestionante do gengibre é bem conhecida da população. Os chás feitos com pedaços da raiz são indicados para o combate de gripes, resfriados, tosse. Funcionam também como anti-séptico e antiinflamatório, ajudando nos males que acometem as vias respiratórias e a garganta", afirma Mariana Reis, nutricionista da unidade de São Paulo da rede de Clínicas Anna Aslan.

A Organização Mundial de Saúde (OMS) também reconhece a ação da raiz sobre o sistema digestivo. "Ingerir gengibre facilita a digestão e evita enjôos e náuseas. Sua função bactericida também o torna um ótimo remédio para ferimentos e úlceras", defende a nutricionista.

Estudos recentes sobre o gengibre pesquisam uma ação anticancerígena da raiz. Segundo pesquisadores do Instituto Hormel, da Universidade de Minnesota, nos Estados Unidos, o gingerol, substância responsável pelo sabor exótico do gengibre, seria capaz de deixar mais lento o crescimento dos tumores de intestino. Já os estudos da Universidade de Michigan (EUA) apontam o pó extraído da raiz como um ótimo coadjuvante no tratamento do câncer de ovário, por levar as células cancerígenas a cometerem apoptose (espécie de suicídio) e autofagia (canibalismo). Estudos da Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) também atestaram os benefícios da raiz para a circulação sangüínea. Se essa propriedade for comprovada, o gengibre poderá ser indicado até para casos de disfunção erétil no futuro.

O gengibre na cozinha

"Na culinária, essa raiz de sabor exótico e marcante pode ser utilizada de forma ralada, batida ou em pedaços", diz Renata Rothbarth, nutricionista da unidade de Curitiba da rede de Clínicas Anna Aslan. "O ideal é comprar o gengibre fresco. A aparência é muito importante, pois geralmente quando ele está ressecado por fora, fica murcho por dentro. Para garantir uma boa escolha, verifique se o alimento está liso, claro e firme. Vale ressaltar que quanto mais velha for a raiz, mais picante será o seu sabor", explica a nutricionista.
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 29/08/2014 12:34
ENCONTRE UMA RECEITA
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE