Bonde - O Maior Portal do Paraná
Quinta-feira, 23 de Outubro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
32º / 17º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Mulher
14/10/2011 -- 11h23

Três medidas para ter ossos fortes e fugir da osteoporose

Redação Bonde
QR:
Add to Flipboard Magazine.
Reprodução
Reprodução

Para o Dia Mundial da Osteoporose (20 de outubro) deste ano, a Fundação Internacional da Osteoporose (IOF - International Osteoporosis Foundation) está emitindo um relatório de 24 páginas que promove uma estratégia de três passos para ter ossos saudáveis e músculos fortes.

Para a professora Heike Bischoff-Ferrari, diretora do Centro sobre Envelhecimento e Mobilidade da Universidade de Zurique/Waid City Hospital e autora do relatório, não importa a idade que uma pessoa tenha, ela pode otimizar a saúde dos ossos seguindo essas medidas essenciais.

"Primeiro, você deve garantir um consumo suficiente de vitamina D. Segundo, sua dieta deve incluir uma quantidade adequada de cálcio e proteína. Por último, você deve garantir que esteja fazendo exercícios físicos e fortalecimento dos músculos diariamente", orienta a professora.

Ela enfatizou que para serem eficazes, os três componentes têm de ser combinados. "Os benefícios de uma nutrição saudável e de vitamina D suficiente reforçam os benefícios do exercício e vice-versa", disse.

O relatório toca no problema importante das quedas e das fraturas relacionadas a quedas nos idosos, e observa também o seguinte:

• O consumo adequado de cálcio e de proteína pode ser melhor obtido por meio de uma dieta alimentar que inclua laticínios, nozes, feijões e determinadas verduras ricas em cálcio, frutas e água mineral. Laticínios fornecem as maiores quantidades de cálcio e também fornecem proteína.

• Os idosos com redução do consumo de proteína são mais vulneráveis a fraqueza muscular, perda de massa magra e fragilidade têm maior risco de quedas e fraturas.

• A vitamina D é produzida na pele mediante exposição à luz do sol. As fontes de vitamina D nos alimentos são bastante limitadas, sendo que pequenas quantidades também são encontradas principalmente em peixes gordos e ovos.

• Conforme evidenciado pelas altas taxas de deficiência de vitamina D em todo o mundo, a maioria das pessoas não obtêm os níveis adequados de vitamina D pela luz do sol. Alguns motivos para isso são: pouca luz do sol no inverno em latitudes acima e abaixo de 33o, cobertura de nuvens e poluição do ar, uso de protetores solares, uso de roupas que cobrem a maior parte do corpo, e a tendência geral para estilos de vida em ambientes fechados, tanto dos jovens quanto dos mais velhos.

• A produção de vitamina D pela pele diminui com a idade, o que deixa os idosos com quatro vezes menos capacidade de produzir a vitamina em comparação com os adultos mais jovens.

• Nos idosos, comprovou-se que o suplemento de vitamina D reduz o risco de quedas e fraturas em 20%. A IOF recomenda que os níveis de vitamina D sejam de 800 a 1000 IU diariamente para todas as pessoas que correm risco e para todos com mais de 60 anos de idade.

• A atividade física diária é absolutamente essencial para fortalecer os ossos e os músculos em todas as idades.

• Os exercícios mais eficazes são atividades calistênicas (aeróbicas) como correr, subir escadas, pular ou andar rapidamente, assim como exercícios para fortalecer os músculos (musculação, hidroginástica e pilates).

• Os programas de exercícios calistênicos que aumentam a velocidade dos movimentos, fortalecem os músculos e o equilíbrio nos idosos, podem trazer 25% a 50% de redução de quedas.

• O fumo, excesso de álcool e baixo peso (índice da massa corporal abaixo de 19) têm comprovadamente um efeito negativo para a saúde dos ossos.

O professor Cyrus Cooper, diretor do Comitê de Consultores Científicos da IOF, diz que, a saúde dos ossos é importante em todas as fases da vida. "Insisto para que todos sigam as recomendações fornecidas neste relatório. Quantidade adequada de cálcio e proteína, de vitamina D, e exercícios diários são três ingredientes fundamentais que ajudam a maximizar o desenvolvimento dos ossos e o crescimento, na infância e na adolescência".

"Em adultos, ajudam a manter e melhorar a massa óssea e a resistência dos músculos. Para os idosos, os programas devem incluir especificamente fortalecimento dos músculos e treinamento para equilíbrio. Junto com o consumo adequado de proteína e suplementos de vitamina D, esses fatores comprovadamente ajudam a reduzir as quedas e as fraturas associadas", completenta Cooper.

Clique aqui para mais informações sobre o Dia Mundial da Osteoporose e para baixar o relatório "Três Medidas para ter Ossos Inquebráveis: vitamina D, cálcio e exercícios".
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 22/10/2014 23:45
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE