Bonde - O Maior Portal do Paraná
Domingo, 21 de Dezembro de 2014. | Bem-vindo usuário! Faça login ou cadastre-se.
27º / 21º Londrina - PR Outras Cidades Google Twitter Whatsapp - (43) 9124-1630 Facebook Youtube - Vídeos
Economia
04/01/2010 -- 21:28

Saiba quanto custa construir em cada região do país

Na região sudeste, o preço do metro quadrado de área construída é de R$ 758,86, o mais caro do país

Redação Bonde
QR:
Add to Flipboard Magazine.

Os consumidores do Sudeste foram os que mais desembolsaram na hora de construir um imóvel em dezembro. Pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), divulgada nesta quarta-feira (13), revela que o custo do metro quadrado na região fechou 2009 a R$ 758,86 – o valor inclui materiais e mão-de-obra. Já o custo médio nacional atingiu R$ 716,34 no último mês do ano.

Em seguida estão as regiões norte, com valor de R$ 715,55; Sul, com metro quadrado a R$ 702,51; e centro-oeste, com R$ 684,68.

Os moradores do nordeste, por sua vez, foram os que pagaram menos na hora de construir no mês passado: R$ 671,24.

Altas

A região Nordeste foi a que apresentou maior alta no ano. O aumento acumulado de 2009 foi de 6,05%. Os brasileiros da região Norte também sentiram a alta dos custos que, no ano, aumentaram 6,02%.

Moradores do Sul e do Centro-Oeste sentiram os menores aumentos nos preços na hora de construir, de 5,31% e 5,86%, respectivamente. Já os moradores do Sudeste sentiram alta de 5,87% no ano, enquanto a variação média nacional encerrou 2009 em 5,85%.

Por estado

Analisando os dados por estado, o Acre apresentou maior variação: o custo ficou 9,64% maior no ano. Em seguida ficou o Rio Grande do Norte, onde os preços subiram 8,32% em 2009. A menor variação no acumulado do ano foi registrada no Amapá, onde os preços subiram apenas 2,76%.

No mês passado, o estado com o metro quadrado mais caro foi Roraima. Para se construir lá foi preciso desembolsar R$ 813,15. No mesmo mês, o valor médio no Piauí foi o menor: R$ 637,91

Índice

O Índice Nacional da Construção Civil engloba o preço dos materiais, que ficaram 0,22% mais caros em outubro, e da mão-de-obra, que, por sua vez, apresentou alta de 0,49%, no período analisado. (Fonte: Site InfoMoney).
Abaixo, usuários do Facebook que comentaram outras notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 21/12/2014 11:55
PUBLICIDADE
Carregando ...
PUBLICIDADE
 
PUBLICIDADE