19/10/17
30º/20ºLONDRINA
 -
 -
18/10/2017 - 14:36
Imprimir Comunicar erro mais opções
A realização da Copa da Primeira Liga em 2018 continua sendo uma incerteza. Não há ainda nenhuma definição e nem a garantia que a competição será disputada.

Uma coisa é certa. Os clubes não querem abrir mão dos R$ 50 milhões garantidos pelo contrato com a TV, válido ainda por dois anos. É um valor muito mais atrativo para a equipes em comparação com os estaduais.

O grande problema é que o calendário da próxima temporada é ainda mais apertado, em razão da Copa do Mundo. Por isso, os clubes estudam três formatos para a realização da competição no ano que vem.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube - Campeão em 2017, LEC propõe Primeira Liga durante a Copa do Mundo
Campeão em 2017, LEC propõe Primeira Liga durante a Copa do Mundo


O Londrina defende a tese que a Primeira Liga seja realizada durante o período da Copa do Mundo, entre junho e julho. Até mesmo para a grande da TV seria interessante.

Tomara que os clubes se entendam e cheguem a um denominador comum já que o fortalecimento da Primeira Liga será muito bom para o futebol brasileiro.

Leia também

LEC ainda pode faturar R$ 1 milhão na Primeira Liga
Tubarão 100% na Primeira Liga
17/10/2017 - 22:11
Imprimir Comunicar erro mais opções
Se no primeiro turno jogar no estádio do Café era um tormento para o Londrina, o panorama agora mudou. A vitória na noite desta terça-feira (17) por 1 a 0 sobre o Figueirense confirmou o bom momento do Tubarão diante da sua torcida. Pena que o público foi pífio mais uma vez. Pouco mais de 1,8 mil torcedores.

Foi o oitavo jogo seguido sem derrota em casa. São cinco jogos pela série B (quatro vitórias e um empate) e três pela Primeira Liga (uma vitórias e dois empates). Como tem mais quatro partidas no Café até o fim da série B dá para terminar bem a competição.

A vitória diante do Figueira foi difícil, mas merecida. O LEC foi o time que mais procurou o gol e poderia ter feito um placar mais tranquilo no segundo tempo. Perdeu pelo menos quatro chances claras para marcar.

O Figueirense veio para jogar com três zagueiros e nitidamente para não perder. Quem joga para empatar, normalmente perde. A equipe catarinense tem muitos problemas técnicos e vai sofrer até o final para tentar fugir do rebaixamento.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube - Carlos Henrique comemora o gol da vitória do Londrina no Café
Carlos Henrique comemora o gol da vitória do Londrina no Café


Depois de um início de partida lento, o Londrina melhorou a partir dos 20 minutos e fez o gol da vitória oito minutos depois com Carlos Henrique.

Ótima jogada de Negueba, o melhor em campo, que achou Romulo na entrada da grande área. O garoto, que havia entrado no lugar de Jumar, machucado, fez grande partida e só não fez o gol porque o goleiro Saulo fez ótima defesa. No rebote, o centroavante estufou as redes.

A vitória foi magra, mas fundamental para o alviceleste. E comprovou também o bom momento do sistema defensivo tão criticado. Foi o segundo jogo seguido sem sofrer gols.

O Tubarão chegou aos 43 pontos e se ganhar do Paysandu no sábado (21), também no Café, não corre mais riscos de queda e pode até vislumbrar um final de Brasileiro com alguma ambição maior.

17/10/2017 - 15:51
Imprimir Comunicar erro mais opções
Após quase três horas de uma acalorada discussão nesta terça-feira (17), em Curitiba, os 12 clubes definiram a fórmula de disputa do Campeonato Paranaense de 2018. Depois de quatro anos com o mesmo formato, o Estadual terá um novo regulamento.

A competição terá duas taças - primeiro e segundo turnos - e lembra a forma como o Campeonato Carioca foi jogado por vários anos - hoje já não é mais assim - com a disputa da Taça Guanabara e Taça Rio.

Na primeira fase, os 12 clubes serão divididos em dois grupos. No primeiro turno, os times enfrentam os rivais do outro grupo. Os dois primeiros de cada chave avançam a semifinal, que será em jogo único, com os vencedores fazendo a final, também em partida única. O campeão do turno garante vaga na decisão do campeonato.

No returno, os times se enfrentam dentro do grupo. Os dois primeiros avançam para a semifinal e quem passar vai para a final. Assim como no primeiro turno, em jogos únicos. Se a mesma equipe vencer os dois turnos será declarada campeã estadual sem a necessidade da grande final.

Em caso de decisão, as partidas finais estão agendadas para os dias 1º e 8º de abril. O Paranaense vai começar no dia 21 de janeiro e terá 17 datas reservadas. Os dois piores times, somando a pontuação dos dois turnos, serão rebaixados.

Julia Abdul-Hak/FPF
Julia Abdul-Hak/FPF - Reunião dos clubes em Curitiba definiu a nova fórmula do Paranaense 2018
Reunião dos clubes em Curitiba definiu a nova fórmula do Paranaense 2018


A definição dos grupos levou em consideração a questão técnica e o Estatuto do Torcedor. As chaves da primeira fase serão formadas da seguinte forma: Coritiba, Cianorte, Paraná, Cascavel, Foz do Iguaçu e Maringá de um lado e Atlético, Londrina, Prudentópolis, Rio Branco, Toledo e União do outro.

Já havia passado da hora do Paranaense ter uma mudança de regulamento em uma tentativa de valorizar a competição, que perdeu muito valor nos últimos anos.

Acredito que o novo formato seja interessante, sobretudo para os clubes do interior, que terão a oportunidade de se recuperarem, caso façam uma campanha ruim no primeiro turno, por exemplo. Até quem ganhou um turno fica motivado para buscar o título direto.

Até a limitação de 30 inscrições de jogadores - com possibilidade de cinco trocas - é interessante e impede que alguns clubes escalam dois, três times diferentes ao longo da competição. Pelo menos com a nova configuração, se cria uma motivação extra no próximo ano.
16/10/2017 - 10:56
Imprimir Comunicar erro mais opções
A vitória por 2 a 0 sobre o Juventude foi importante para o Londrina em vários aspectos. Trouxe tranquilidade e alívio ao elenco, quebrou uma sequência de seis derrotas seguidas fora de casa e marcou a boa performance do sistema defensivo.

O esquema com três volantes funcionou, os dois zagueiros e os laterais foram muito bem, além do goleiro César. E isso foi fundamental para o Londrina quebrar uma maratona de 12 jogos seguidos sofrendo pelo menos um gol no Brasileiro.

A última partida que o LEC não havia sofrido gol havia sido no empate em 0 x 0 com o Náutico, no estádio do Café, no dia 22 de julho. Depois disso foram 12 partidas sendo vazado e um total de 23 gols sofridos.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube - Zagueiro Dirceu foi um dos melhores em campo em Caxias do Sul
Zagueiro Dirceu foi um dos melhores em campo em Caxias do Sul


Neste intervalo, o time tomou gol até mesmo nas vitórias. Confira a sequência: Guarani 2 x 3 LEC, América-MG 3 x 2 LEC, LEC 0 x 1 Vila Nova, Inter 3 x 1 LEC, LEC 4 x 1 Brasil, Luverdense 1 x 0 LEC, LEC 3 x 2 Ceará, Paraná 2 x 1 LEC, LEC 1 x 1 Santa Cruz, Oeste 4 x 1 LEC, LEC 4 x 1 CRB e Criciúma 2 x 1 LEC.

Apesar de seguir com a pior defesa da série B, com 42 gols sofridos, não há dúvidas que o sistema defensivo alviceleste melhorou nas últimas partidas e a expectativa é que o time sofra menos gols nesta reta final da competição.

Leia também

Gols de bola aérea ainda atormentam o Londrina
LEC tem a 40ª marca mais valiosa do futebol brasileiro
13/10/2017 - 23:41
Imprimir Comunicar erro mais opções
O Londrina voltou a ser o visitante indigesto do primeiro turno e ganhou com muita autoridade por 2 a 0 sobre o Juventude na noite chuvosa desta sexta-feira (13), em Caxias do Sul.

O LEC se adaptou melhor ao gramado encharcado do Alfredo Jaconi, dominou as ações da partida, criou as melhores oportunidades e sofreu poucos riscos.

O Juventude teve como única alternativa ofensiva as bolas aéreas. Como a defesa do alviceleste esteve impecável, o time da casa poderia jogar o dia inteiro que não faria gol.

O Londrina teve ótimas atuações como dos dois zagueiros, do volante Jumar e dos atacantes Negueba e Safira. Funcionou o esquema com dois centroavantes e o time voltou a vencer fora depois de seis derrotas seguidas.

Deu certo mais uma vez a liberdade para Germano jogar. Ele apareceu como centroavante para abrir o placar aos 31 minutos do primeiro tempo. Cruzamento de Negueba para Carlos Henrique, que fez o passe de cabeça para Germano marcar de cabeça também.



Apesar de uma certa pressão no início do segundo tempo do Juventude, o goleiro César pouco trabalhou. Com o passar do tempo, o Londrina foi tomando conta e tinha o contra ataque aberto para matar o jogo.

E o segundo gol saiu aos 32, após um chute forte de Safira da meia direita, que contou com a falha do goleiro Matheus, enganado pelo gramado molhado. O LEC colocou na roda o Juventude nos minutos finais e poderia até ter aumentado o placar.

Vitória justa que leva o Londrina aos 40 pontos e traz alívio e tranquilidade para o time neste momento da série B. E motiva a equipe para os dois jogos da próxima semana no estádio do Café - Figueirense e Paysandu - e que podem garantir o primeiro objetivo do clube no Brasileiro.
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE