15/12/17
33º/19ºLONDRINA
 -
 -
13/08/2017 - 00:33
Imprimir Comunicar erro mais opções


Estreia na direção do britânico Simon West, Con Air: A Rota da Fuga da boa fase da carreira de Nicolas Cage, que após ter ganho seu Oscar de melhor ator por Despedida em Las Vegas, foi alçado ao posto de herói de ação. Aqui ele é Cameron Poe, um ex-presidiário que pega carona em um avião que transporta criminosos. Durante o voo, eles sequestram a aeronave liderados por Cyrus (John Malkovich). Cabe a Poe enfrentar seus companheiros de viagem e, para isso, conta com a ajuda do agente federal Vince Larkin (John Cusack, em seu primeiro papel em um filme desse tipo). O roteiro de Scott Rosenberg não se exime de utilizar diversos clichês do gênero, porém, de maneira harmônica com a proposta do filme. É visível a intenção do diretor em fazer um filme que tem como objetivo principal entreter o espectador por quase duas horas. Sem mais delongas. Em tempo: John Cusack exigiu aparecer calçando uma sandália de couro. Vai saber a razão. Talvez por pura rebeldia. De qualquer maneira, ele detestou o resultado final e renega este filme até hoje. Uma pena. Às vezes, a tosquice pode ser divertida.

CON AIR: A ROTA DA FUGA (Con Air - EUA 1997). Direção: Simon West. Elenco: Nicolas Cage, John Cusack, John Malkovich, Steve Buscemi, Colm Meaney, Ving Rhames, Monica Potter, Mykelti Williamson e Rachel Ticotin. Duração: 115 minutos. Distribuição: Buena Vista.
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Marden Machado
 
Escrevo, todos os dias, sobre um filme, complementando minha participação nos programas Light News (na rádio Transamérica Light FM - 95,1), na rádio CBN Curitiba (90,1 FM), no programa Caldo de Cultura (UFPR TV - canais 15 da NET, 71 da TVA ou via web no http://www.tv.ufpr.br/), e no canal http://www.youtube.com/cinemarden.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE