Londrina na latinha - Carlos Oliveira
11/05/2017 - 12:41
Imprimir Comunicar erro mais opções
O projeto lei nº 78/2016, que proíbe a cobrança de qualquer tipo de multa ou penalidade motivadas pela perda ou extravio de cartão ou tickets de estacionamentos comerciais, foi aprovado em redação final na sessão plenária da Assembleia Legislativa do Paraná.

A matéria segue afora para a sanção do governador Beto Richa.

A proposta prevê que os estabelecimentos mantenham registro de entrada e saída dos veículos e que, em caso de perda do cartão fornecido aos motoristas, consultem esse documento para efeito de cobrança dos serviços.
04/05/2017 - 12:30
Imprimir Comunicar erro mais opções
Representantes do Poder Judiciário estiveram reunidos ontem, com o prefeito Marcelo Belinati para discutir a implantação do programa "Família Acolhedora".

No município de Cascavel, onde o programa já funciona com sucesso, o Serviço Família Acolhedora é uma modalidade de acolhimento, sendo que a inclusão no programa é uma medida de caráter excepcional voltado à proteção de crianças e adolescentes que tenham seus direitos ameaçados ou violados e que se faça necessário o afastamento temporário do convívio familiar de origem. O encaminhamento é realizado exclusivamente pela Vara da Infância e Juventude, possibilitando a inserção em Família Acolhedora até que a família de origem tenha condições de receber o dependente de volta ou até que a Equipe Técnica do Serviço realize encaminhamento para outra modalidade de abrigo de permanecia continuada.

A ideia para Londrina é iniciar a implantação do programa com a adesão de 10 famílias e 25 crianças.

O prefeito Belinati garantiu que vai agilizar o envio do Projeto de Lei à Câmara Municipal.

26/04/2017 - 13:00
Imprimir Comunicar erro mais opções
Encerra, na próxima sexta-feira (28), o prazo para a contribuição de quem deseja destinar parte do seu Imposto de Renda Devido ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (FMDCA). Até esta data, toda pessoa física que faz a Declaração Completa de Ajuste Anual do Imposto de Renda pode destinar ao FMDCA até 3% do seu Imposto de Renda Devido, do exercício de 2017 (ano calendário de 2016). O procedimento deve ser feito exclusivamente junto à Receita Federal durante a Declaração, em um campo próprio reservado para a destinação ("Doações Diretamente na Declaração – ECA"), e mediante DARF emitida no momento de sua realização.

Com as destinações do imposto devido feitas ao Fundo, o Município repassa recursos às instituições e entidades que atendem crianças e adolescentes e integram a rede de proteção municipal. A intenção é estimular a participação da comunidade para viabilizar o desenvolvimento de projetos que possam fortalecer as ações das instituições que atendem a este público.

Estão aptas a receber o repasse somente as entidades devidamente cadastradas no Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA), gerenciador do fundo. Para chegar a essa condição, a instituição deve ter projetos aprovados pelo comitê de avaliação da Comissão de Fundos do Conselho.

Após o dia 28 de abril, o contribuinte não poderá mais fazer a destinação de até 3% do seu Imposto de Renda Devido com a finalidade de transferir o percentual ao FMDCA. Depois do prazo, se não houve recolhimento do DARF da destinação o contribuinte deve realizar a retificação da Declaração Completa de Ajuste Anual e não poderá colaborar com a campanha no período.

Destinação - No restante do ano, as pessoas físicas e jurídicas com domicílio fiscal em Londrina, ou em qualquer localidade, podem acessar o portal da Prefeitura - www.londrina.pr.gov.br - para efetuar a destinação. Neste caso, pessoas físicas podem destinar até 6% e as pessoas jurídicas podem destinar até 1%, desde que a empresa seja tributada com base no Lucro Real.

A edição 2017 da campanha, que visa incentivar a doação de imposto ao FMDCA, foi lançada no dia 3 de março pela Prefeitura de Londrina, por meio da Secretaria Municipal de Assistência Social

Atualmente, 95 entidades estão cadastradas e aptas ao recebimento de recursos destinados para projetos de atendimento a crianças e adolescentes em Londrina. Aproximadamente 109 mil declarações de Imposto de Renda são entregues por ano em Londrina e, destas, 36 mil contribuintes fazem a opção pelo modelo completo de declaração, tornando-os aptos à destinação no limite de 3% do imposto devido. No entanto, em 2016, apenas 273 contribuintes fizerem a destinação do imposto ao Fundo Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, resultando em R$ 322 mil.

Realização - A ação é uma iniciativa da Secretaria Municipal de Assistência Social e do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente, com apoio do Sindicato das Empresas de Assessoramento, Perícias, Informações, Pesquisas e de Serviços Contábeis de Londrina e Região (Sescap-Ld); Sindicato dos Contabilistas de Londrina (Sincolon); Unimed Londrina; Associação Comercial e Industrial de Londrina (Acil); Associação Guarda Mirim; Rede do Terceiro Setor de Londrina e empresas voluntárias.


N.COM
18/04/2017 - 18:30
Imprimir Comunicar erro mais opções
A secretária municipal de educação, Maria Tereza Paschoal de Moraes, informou que Londrina apresenta atualmente 708 crianças na fila de espera por uma vaga em creche.

De acordo com as declarações da secretária na Câmara de vereadores, a prioridade na oferta de vagas segue alguns critérios, entre eles, pais que estão empregados.

Segundo os dados apresentados, a rede apresentava no final do ano passado 13.228 crianças matriculadas, porém no início deste ano o número saltou para 15.316. A secretaria ainda explicou que esses novos alunos serão totalmente custeados pelo município no ano de 2017.

11/04/2017 - 13:01
Imprimir Comunicar erro mais opções
O Núcleo de Comunicação da Prefeitura está informando que o Programa do Voluntariado Paranaense de Londrina (Provopar) realizará nesta terça-feira (11) e quarta-feira (12), das 12h às 17h, um bazar beneficente em sua sede, na Avenida Juscelino Kubitschek, 2.882, Vila Ipiranga.

Segundo a gerente administrativa do Provopar-LD, Ana Lúcia Conde, no local estarão à venda diversos artigos provenientes de apreensões da Receita Federal como celulares de modelos mais simples, tapetes para sala de estar, artigos de pesca como linha, vara e isca artificial, tonner para impressoras e lingeries.

O cidadão que adquirir os produtos no bazar comprará artigos a preços acessíveis, e ajudará a entidade que há 35 anos vem trabalhando com assistência social, em prol daqueles que mais precisam. Isso porque a renda será revertida para os trabalhos sociais realizados pela entidade. Diariamente, o Provopar atende 1.235 criança e adolescentes, que vivem em situação de vulnerabilidade social.
Carlos Oliveira
 
Carlos Oliveira é natural de Grandes Rios - PR, onde nasceu em 24 de janeiro de 1972. Começou sua carreira no rádio, em 1990, como locutor esportivo da Rádio Alvorada (Londrina). Como repórter trabalhou na antiga Rádio Norte AM e desde 1999 faz parte do departamento de jornalismo da Rádio Paiquerê AM. É setorista da Câmara de vereadores de Londrina há mais de 15 anos



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
 
Hospedado pela: