18/08/17
25º/15ºLONDRINA
13/01/2012 18:58
É possível estacionar?

Londrina: 35 carros disputam uma vaga na região central

Entre às 8h e 18h, motorista londrinense precisa contar com a sorte para vencer a disputa territorial e colocar o carro no local almejado

Enquanto a frota de veículos cresce anualmente em Londrina, o número de vagas na região central diminui, o que torna a simples tarefa de estacionar em uma façanha praticamente impossível, principalmente durante o horário comercial.

Segundo o levantamento do Portal Bonde, o quadrilátero central de Londrina (entre a Avenida Juscelino Kubitscheck, Leste-Oeste e a Rua Brasil) tem aproximadamente 5.100 vagas, incluindo cerca de 1.400 locais administrados pela Zona Azul. No entanto, a frota de automóveis, de acordo com o Detran, está acima dos 180 mil carros.

Ou seja, uma vaga de estacionamento pode ser disputada por até 35 veículos na região central de Londrina. Entre às 8h e 18h, o londrinense precisa contar com a sorte para vencer a disputa territorial e colocar o carro no local almejado.


Nos dias de chuva a situação pode até piorar. O preparador físico, Péricles Magalhães, disse que troca a motocicleta pelo carro quando chove e encontra muita dificuldade para estacionar o veículo. "Hoje eu tive sorte. Virei a esquina e a vaga já estava ali", lembrou.

Mas, a maioria dos condutores sofre para estacionar o carro na região central. A dona de casa, July Fernandes, não conseguiu encontrar uma vaga e teve que andar algumas quadras até o Centro da cidade. "É terrível. Nem pagando (a Zona Azul) eu consigo parar perto de onde eu preciso", criticou.

Para não perder mais tempo, o advogado Alisson Roberto Martins começou a pagar um estacionamento próximo do escritório quase todos os dias. "Quem reclama mais são os clientes que não vêm mais ao escritório. Agora, a gente atende na residência", comentou. "É complicado para achar uma vaga. Tem que rodar muito", justificou.

Tendência é ficar ainda mais difícil

O diretor de Trânsito do Instituto de Pesquisa e Planejamento de Londrina (Ippul), Hirak Ohara, disse que não é possível aumentar as vagas no quadrilátero central da cidade. Ao contrário, a tendência é diminuir ainda mais as vagas de estacionamento na região para melhorar o fluxo de veículos e evitar congestionamentos.

Entre as intervenções, o Ippul estuda a possibilidade de abertura de uma terceira faixa para veículos em algumas ruas da região central, o que iria reduzir ainda mais o número de vagas.

O último corte ocorreu com a implantação da faixa exclusiva para ônibus na Avenida Duque de Caxias e Rua Professor João Cândido, quando cerca de 700 vagas foram eliminadas.

Questionado sobre as melhorias no transporte coletivo e a implantação de faixa exclusiva em outras ruas do Centro, Ohara respondeu que o assunto precisa ser estudado com a participação da Companhia Municipal de Trânsito e Urbanização (CMTU).


Rafael Fantin - Redação Bonde
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
Hospedado pela: