Sábado, 29 de Abril de 2017
20/04/2017 09:45
Após 11 meses

Empresário do setor de suínos envolvido na Publicano 5 deixa a prisão

O juiz da 3ª Vara Criminal de Londrina, Juliano Nanuncio, revogou a prisão preventiva e colocou em liberdade o empresário do setor suínos Antônio Luiz da Cruz, que estava preso desde a deflagração da Operação Publicano 5, em maio do ano passado. A decisão é de terça-feira, mesmo dia que Cruz deixou a cela que ocupava na unidade dois da Penitenciária Estadual de Londrina (PEL2).

Cruz é acusado de manter, juntamente com outros empresários do setor, um antigo acordo de corrupção com auditores da Receita Estadual. Frigoríficos da região teriam sonegado milhões em impostos e, para isso, pagado propinas também milionárias. Na mesma ocasião foi preso outro empresário do setor, Aparecido Domingues do Santos, o Dinho do Porco, de Quatiguá, o último dos investigados da Publicano que está detido. Todos os demais – são pelos menos duas centenas de envolvidos – estão em liberdade ou em prisão domiciliar. A defesa de Santos já solicitou a revogação da prisão, pedido que deve ser apreciado em breve pelo juiz.

O advogado de Cruz, André Salvador, disse que o principal argumento para solicitar a revogação da prisão – que durou 11 meses – foi a ausência de requisitos para a manutenção da medida. "Não estavam mais presentes os requisitos para a prisão preventiva. Ele (Cruz) não tem mais empresas e os fiscais supostamente envolvidos estão afastados da função", afirmou, lembrando que seu cliente ficou quatro meses detido no 4º Distrito Policial até ser ser transferido à PEL 2.


Leia mais na Folha de Londrina.
Loriane Comeli - Grupo Folha
comentários
Abaixo, usuários do Facebook que interagiram com as notícias no Bonde
Plugin gerado com dados do Facebook com a App - Última atualização: 28/04/2017 23:15
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
Hospedado pela: