18/10/17
32º/20ºLONDRINA
PUBLICIDADE
16/05/2016 18:10
Subiu 12%

Alta nos preços da gasolina e do etanol torna o GNV mais competitivo

O aumento dos preços da gasolina e do etanol – além da necessidade de controlar os gastos em tempos de crise – está fazendo com que muitos motoristas optem pelo gás natural veicular (GNV). De acordo com a Companhia Paranaense de Gás (Compagas), o volume de vendas do GNV no Estado subiu 12% de janeiro a abril deste ano. Atualmente, a frota de veículos com GNV no Paraná é de 33.765 veículos.

De acordo com a empresa, a escolha é justificada pela economia gerada com o GNV. Segundo informações do Sistema de Levantamento de Preços da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP), o valor médio do litro da gasolina para o consumidor paranaense é de R$ 3,63 e do etanol é R$ 2,64. Os dados são de pesquisa realizada entre 01/05 a 07/05/2016. Já o preço médio do GNV no Paraná, de acordo com a ANP, é de R$ 2,27 o metro cúbico.

Com os atuais preços médios e o rendimento previsto –13 km/m³ de gás natural; 10 km/l de gasolina; 7km/l de etanol – para rodar 100 quilômetros com o GNV, o motorista gasta cerca de R$ 17,50. Para percorrer a mesma distância com gasolina, o custo é de aproximadamente R$ 36,30 e, com o etanol, de R$ 37,71. A economia pode chegar 53,5% para quem abastece com GNV.


A gerente de Marketing da Compagas, Patricia Alberti, destaca que, no Paraná, os motoristas que usam GNV têm ainda o desconto no IPVA. Para os carros movidos a gás natural, o custo do imposto é de 1% sobre o valor do veículo, índice que sobre para 3,5% para aqueles movidos a gasolina e/ou álcool.

"O preço da instalação do kit GNV varia de R$ 3 mil a R$ 4 mil. Para quem roda cerca de 4 mil quilômetros por mês, por exemplo, o tempo de retorno do investimento é, em média, de 5 meses" afirma Patrícia.

A gerente destaca ainda o crescimento do número de veículos convertidos para o gás natural no Estado. De acordo com ela, foram feitas 24 conversões para o GNV nos primeiros três meses de 2015 e 73 no mesmo período deste ano, o que representa um aumento de 204%.

No site da Compagas é possível acessar para conferir as vantagens do combustível (www.compagas.com.br/index.php/simulador-de-economia-gnv).

A Compagas, conta atualmente com 37 postos revendedores de GNV nas cidades de Curitiba, Campo Largo, Colombo, Paranaguá, Pinhais, Ponta Grossa e São José dos Pinhais. Um ponto de venda em Londrina comercializa o gás fornecido pela GasLocal. São mais de 33,7 mil veículos que já utilizam o gás natural no Estado e 16 oficinas credenciadas pelo Institutito Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro) para fazer a conversão.

A Compagas

A concessionária responsável pela distribuição de gás natural no Paraná completou 20 anos em 2014. Empresa de economia mista, tem como acionista majoritária a Companhia Paranaense de Energia (Copel), com 51% das ações, a Gaspetro, com 24,5% e a Mitsui Gás e Energia do Brasil, com 24,5%.

Em março de 2000 a empresa passou a ser a primeira distribuidora do Sul do País a fornecer gás natural com a inauguração do ramal sul do gasoduto Bolívia – Brasil (Gasbol).

A Companhia conta com mais de 32 mil clientes dos segmentos residencial, comercial, industrial, veicular e geração de energia elétrica e está presente em 17 municípios – Araucária, Curitiba, Campo Largo, Balsa Nova, Palmeira, Ponta Grossa, São José dos Pinhais, Colombo, Quatro Barras, Fazenda Rio Grande, São Mateus do Sul, Pinhais, Campina Grande do Sul, Paranaguá, Londrina, Carambeí e Castro.
Redação Bonde com AEN
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
6
Continue Lendo
PUBLICIDADE