28/07/17
26º/11ºLONDRINA
11/07/2017 14:47
Entenda

Campanha chama atenção para os impactos negativos do consumo em excesso

O Instituto Akatu aproveita que esta terça (11) é o Dia Mundial da População para mostrar que os estilos de vida voltados ao consumo em excesso são inviáveis, mais ainda com uma população crescente. Hoje, a humanidade já consome mais recursos do que a Terra é capaz de regenerar

Em 11 de julho, é comemorado o Dia Mundial da População, data criada pela ONU para reforçar a necessidade de encontrar soluções para as questões e problemas da população, atualmente contabilizada em mais de 7 bilhões de pessoas. Para 2050, a estimativa é que cheguemos a 9,7 bilhões de habitantes. Hoje, uma das grandes questões mundiais é lidar com as consequências do consumo excessivo, visto que a população atual já consome 60% de recursos naturais a mais do que a Terra consegue regenerar.

Para que as pessoas reflitam sobre seus próprios atos de consumo, buscando a suficiência e não o excesso, o Instituto Akatu lança a campanha "Viva mais com menos". "A reflexão em torno dos nossos hábitos diários de consumo é fundamental! Já consumimos muito mais que a Terra é capaz de regenerar e isso ocorre quando apenas 16% da população mundial é responsável por 78% do consumo total. Se toda a humanidade consumisse como os habitantes mais ricos do mundo, seriam necessários quase cinco planetas para suprir esse consumo", afirma Helio Mattar, diretor-presidente do Instituto, ONG que atua há 16 anos pelo consumo consciente.


Podemos considerar consumo excessivo aquele que acontece para além de uma real necessidade, seguindo apenas a lógica da compra pela compra em si. Muitas vezes motivado por promoções ou por outros estímulos publicitários, que atiçam o desejo dos consumidores. Veja, a seguir, algumas dicas para desfrutar mais com menos.
Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
Hospedado pela: