24/09/17
33º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
22/08/2012 09:37
Mais no Sul e Sudeste

Mortalidade por câncer de mama diminui no Brasil

Estudo publicado na revista cientifica Clinics, da Universidade Federal de São Paulo, revela que a mortalidade por câncer de mama diminuiu em algumas regiões do Brasil.

Liderado pelo pesquisador e mastologista Dr. Ruffo Freitas-Junior, da Universidade Federal de Goiás, o estudo avaliou dados entre 1980 e 2009 das várias regiões brasileiras, utilizando os dados do Sistema de Informações sobre Mortalidade da Organização Mundial da Saúde (SIM/OMS) e do Ministério da Saúde (DATASUS).

No período avaliado, a mortalidade por câncer de mama ficou estabilizada no Brasil, com uma diminuição de 0,4% ao ano. Os responsáveis por essa melhora foram as regiões Sudeste e Sul, que apresentaram uma diminuição de 0,9% e 0,3% ao ano, respectivamente.


Considerando as taxas de mortalidade nos Estados, no Rio Grande do Sul, houve uma diminuição anual de 0,8%; em São Paulo, de 1,9%; e, no Rio de Janeiro, a queda foi de 0,6%.

Porém, a região Nordeste apresentou um aumento anual de 5,3% na mortalidade por câncer de mama, especialmente no Maranhão (12%), Paraíba (11,9%) e Piauí (10,9%).

De acordo com Dr. Freitas-Junior, essa análise das tendências da mortalidade do câncer de mama feminino no Brasil revela um padrão positivo nos últimos anos em algumas regiões. "Esses dados refletem as diferenças regionais de acesso a ações de prevenção, tal como a mamografia, que possibilita a detecção precoce da doença, tendo as regiões Sul e Sudeste as melhores infraestruturas".

Embora haja uma queda da mortalidade nas regiões com maior acesso à mamografia, o risco por mortalidade por câncer ainda pode ser considerado como alto, informa o oncologista Dr. Stephen Stefani, do Instituto do Câncer Mãe de Deus.

"A incidência de câncer de mama está diretamente relacionada com o nível de desenvolvimento socioeconômico, sendo maior para esses locais, mesmo que haja uma detecção precoce mais eficaz e uma diminuição da mortalidade. Assim, o risco de mortalidade por câncer de mama ainda é alto para as cidades como Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro", comenta Dr. Stephen.

Ambos os especialistas afirmam que a melhor forma de prevenção ao câncer de mama é assumir um estilo de vida saudável, que inclui exercícios físicos com regularidade, uma alimentação balanceada, evitar o álcool e o fumo. Além disso, é necessária a realização do exame de mamografia e seguimento médico regular. O estudo pode ser consultado no site National Center for Biotechnology Information.
Redação Bonde com assessoria de imprensa
PUBLICIDADE
comentários
Continue lendo
Veja mais e a capa do canal
PUBLICIDADE
9
Continue Lendo
PUBLICIDADE