Pesquisar

Canais

Serviços

Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Vai viajar?

Confira os piores horários para trafegar por estradas de SP neste fim de ano

Folhapress
23 dez 2021 às 09:26
Continua depois da publicidade

Cerca de 8 milhões de veículos deverão circular nas principais estradas paulistas neste fim de ano. Por isso, o motorista deve evitar os horários de pico se não quiser passar longos períodos do feriadão preso dentro do carro nas estradas (veja as as opções que devem ser evitadas abaixo).

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Somente nas estradas sob concessão que ligam a capital ao interior ou ao litoral de São Paulo, até 3 de janeiro, durante as festas de Natal e de Ano-Novo, são esperados 5 milhões de veículos. O cálculo é da Artesp (Agência Reguladora de Transporte do Estado de São Paulo).

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


Já nas estradas administradas pelo DER (Departamento de Estradas de Rodagem), a previsão é que outros 2,8 milhões de veículos rodem no período de folga prolongada.


Apenas para o Natal, a Artesp diz que a expectativa de veículos no sistema Castello Branco-Raposo Tavares é que o fluxo seja de 580 mil veículos até a próxima segunda-feira.


Na Anhanguera e na Bandeirantes devem circular 698 mil veículos rumo ao interior, no período.

Continua depois da publicidade


Já na Ayrton Senna-Carvalho Pinto são esperados 815 mil veículos (nos dois sentidos).


No sistema Anchieta-Imigrantes, a concessionária Ecovias, que administra o trecho, espera que 474 mil veículos sigam em direção à Baixada Santista.


A concessionária Ecovias vai implantar a Operação Subida 2 X 8 das 8h até 1h da segunda (27). Nesse esquema, os veículos podem subir a serra pelas duas pistas da Imigrantes e pela pista norte da Anchieta, enquanto a descida é feita somente pela pista sul da Anchieta.


Na rodovia dos Tamoios, que faz a ligação entre o vale do Paraíba e o litoral norte do estado, a estimativa é que 257 mil veículos circulem até a próxima segunda.


Já a concessionária que administra o rodoanel Mário Covas (trechos sul e leste) aguarda mais de 940 mil veículos durante o Natal.


Para o Réveillon, a estimativa é de movimento ainda maior nas rodovias paulistas, segundo a agência e as concessionárias.


Em rodovias federais, há a expectativa que cerca de 1,4 milhão de veículos deixem São Paulo e Rio de Janeiro e circulem pela rodovia Presidente Dutra, no período. Só nesta quinta (23), a concessionária Nova Dutra estima 9.300 veículos por hora deixando a capital paulista, entre 10h e 22h.


Na rodovia Régis Bittencourt, são esperados cerca de 2,8 milhões de veículos circulando entre São Paulo e Curitiba, com uma média de 174 mil veículos por dia em cada uma das seis praças de pedágio ao longo do trecho sob concessão.


A concessionária Arteris Fernão Dias, que administra a Fernão Dias, estima que cerca de 3,3 milhões de veículos devem passar pela rodovia entre esta quinta e 3 de janeiro de 2022. O fluxo maior deve se concentrar nas extremidades da rodovia, entre Guarulhos (Grande SP) e Bragança Paulista (a cerca de 85 km da capital paulista) e entre Contagem e Itatiaiuçu, em Minas Gerais.


O Detran-SP (Departamento de Trânsito) alerta para que motoristas tenham cuidado nas viagens de fim de ano com base em estatísticas.


Segundo o órgão estadual, levantamento do Infosiga, ferramenta do governo estadual com dados sobre acidentes, mostra que entre os dias 24 de dezembro e 1º de janeiro o total de mortes é 6,7% maior nas vias e rodovias do estado, comparando-se a outros dias. A análise abrangeu o período de 2015 a 2020.


Nos dias entre o Natal e o Réveillon, a média de mortes foi de 16 por dia, enquanto nas demais datas foi de 15, diz o departamento de trânsito.


Outros caminhos para o mar (Entre natal e ano-novo)


Rodovia Cônego Domênico Rangoni: 530 mil veículos

Rodovia Padre Manoel da Nóbrega: 970 mil veículos

Rodovia Mogi-Bertioga: 295 mil veículos

Rodovia Oswaldo Cruz: 158 mil veículos

Rodovia Raposo Tavares: 925 mil veículos

Para o Réveillon, a estimativa é de movimento ainda maior nas estradas paulistas.


Programe-se e evite pegar estrada nestes horários


Imigrantes/Anchieta

- A concessionária Ecovias prevê movimento pesado apenas na volta, mas a Artesp alerta para se evitar os seguintes horários

Sexta (24): das 15h às 19h

Sábado (25): das 8h às 13h

Segunda (27): das 12h às 20h


Rodovia dos Tamoios

Sexta (24): das 15h às 19h

Sábado (25): das 8h às 13h

Segunda (27): das 12h às 20h


Anhanguera/Bandeirantes

Quinta (23): das 15h às 19h

Sexta (24): das 9h às 12h

Domingo (26): das 15h às 20h


Castello Branco/Raposo Tavares

Quinta (23): das 16h às 20h

Sexta (24): das 8h às 12h

Domingo (26): das 15h às 20h


Ayrton Senna/Carvalho Pinto

Sexta (24): das 8h às 13h

Domingo (26): das 15h às 20h

Segunda (27): das 16h às 22h


Antes de pegar estrada:


- Cuidados mecânicos: verifique os itens de segurança, condições dos pneus, freios, luzes e limpadores de para-brisa. Se puder, faça um check-up em uma oficina mecânica antes da viagem;


- Atenção ao volante: mantenha uma distância segura dos outros veículos, dê passagem quando solicitado, nunca dirija após ingerir bebida alcoólica e ultrapasse somente com segurança;


- Chuva e neblina: em caso de condições adversas do clima, redobre os cuidados, reduza a velocidade e procure se guiar pelas faixas da rodovia;


- Para não esquecer: os faróis baixos devem permanecer acesos, e o acostamento só deve ser usado em caso de emergência;


- CNH: a Carteira Nacional de Habilitação precisa estar dentro do prazo de validade ou, no máximo, vencida há 30 dias. Motoristas que tiveram a CNH vencida entre março e abril de 2020 e que não renovaram por causa da suspensão de prazos em virtude da pandemia têm até o próximo dia 30 para deixar a documentação em dia;


- Documentação: lembre-se de verificar se o licenciamento está em dia. Caso contrário, a multa é de R$ 2.934,70 e sete pontos na carteira de habilitação, além da apreensão do veículo.

Continue lendo