Pesquisar

Canais

Serviços

Pixabay
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Avalia especialista

Manutenção preventiva no freio pode evitar acidentes graves

Redação Bonde com Assessoria de Imprensa
29 set 2021 às 11:10
Continua depois da publicidade

O sistema de freios a disco tem as pastilhas e discos como principais componentes. É exigida revisiões periódicas para que a segurança da direção seja garantida até o fim da sua vida útil.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Segundo o coordenador de assistência técnica da TMD Friction do Brasil, Raulincom Borges da Silva, é importante estar sempre atento às indicações de uso de cada fabricante. “As causas que levam ao desgaste do disco de freio são diversas, tais como aplicação incorreta e uso excessivo em condições severas, sejam de tráfego e/ou carga. Todos esses fatores podem deformar a estrutura do disco ao longo do tempo e prejudicar a experiência de frenagem do veículo. Por isso, é importante optar por mecânicos especializados que possam garantir que cada serviço seja executado corretamente, além da aplicação de pastilhas e discos de qualidade”, explica.

Continua depois da publicidade


Prevenção


Para garantir que o tempo de vida útil do disco seja respeitado, além das checagens de sua espessura durante as manutenções preventivas (revisões), o condutor deve se atentar aos sinais que o veículo dá ao longo dos meses. “Um disco de freio muito “gasto” e/ou cheio de irregularidades em sua superfície (como por exemplo: sulcos e incrustações), ao entrar em contato com as pastilhas de freio, causa vibração no volante ou no pedal do freio. Ruídos também poderão ocorrer. Então o melhor a fazer, nesta situação, é buscar manutenção do sistema com um profissional”, afirma Raulincom.

Continua depois da publicidade


A formação de faixas rebaixadas e irregulares também impedem que as pastilhas tenham um contato uniforme com o disco, prejudicando a frenagem. Isto pode causar uma dificuldade maior de resposta do veículo, exigindo que o motorista precise aplicar muito mais força no pedal. Neste caso, segundo o especialista, é recomendável que o condutor visite a oficina o mais breve possível.


Retífica de disco: vale a pena?


Retificar é um ato de desbastar uniformemente a superfície do disco, tornando-a mais uniforme/regular.


Esse processo requer uma avaliação cautelosa e especializada, considerando a vida útil que o disco “suporta”. É importante ressaltar que é necessário retificar os dois lados, simultaneamente, para que o balanceamento não seja prejudicado. 


Também é importante ficar atento na espessura, pois existe o risco da estrutura ficar comprometida quando a retifica é feita além da quantidade permitida.



Lembre-se:


Especificações: Utilizar somente discos compatíveis aos originais, não usando peças com dimensões diferentes (tanto no sentido da espessura como na do diâmetro);


Nunca modifique: Fazer furos adicionais ou chanfrar algumas regiões é desaconselhável, pois pode fragilizar os discos, podendo propiciar fissuras e até a quebra;


Instalação: Tenha todo cuidado no processo de montagem dos discos. Faça a limpeza e utilize apertos uniformes dos parafusos, evitando assim desalinhamentos.


Continue lendo