09/12/19
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Rafael Machado
Rafael Machado
18/02/2019
18/02/2019
18/02/2019
15/02/2019 - 10:28
Imprimir Comunicar erro mais opções
O promotor Thadeu Augimeri de Goés Lima denunciou nesta quinta-feira (14) três pessoas por um assalto cometido no final de janeiro em uma casa da rua Indaiá, no conjunto Antares, zona leste de Londrina. Além do roubo com emprego de arma de fogo, o Ministério Público quer que Cristhian Carlos dos Santos, 33 anos, Marcos Vinícius Teotônio da Silva e Matheus Eduardo Ferreira de Oliveira, ambos de 18, também sejam processados por corrupção de menores, até porque o crime contou com a participação de uma adolescente. Outra mulher, já identificada pela Polícia Civil, continua sendo procurada.

Divulgação
Divulgação


Lima não fixou valor, mas pediu que a Justiça determine que os acusados indenizem a família assaltada. Os três permanecem presos. Segundo as investigações, o grupo roubou uma roçadeira, TV, notebook, documentos pessoais e um Citroen preto das vítimas. Os criminosos renderam a proprietária quando ela fechava o portão da residência. A ação foi flagrada por câmeras de segurança. Veja abaixo:



De acordo com o delegado-chefe da 10ª Subdivisão Policial, Osmir Neves, a identificação através das imagens permitiu que os investigadores localizassem o imóvel de um dos envolvidos. Quatro horas depois, durante a madrugada, o carro usado na fuga foi apreendido no jardim Interlagos. A reportagem não conseguiu contato com as defesas dos denunciados.
14/02/2019 - 09:41
Imprimir Comunicar erro mais opções
O juiz Luiz Valério dos Santos manteve, durante audiência de custódia realizada na Vara de Execuções Penais, as prisões preventivas de Hiago Henrique da Silva Carvalho e Lucas Viana Irineu, ambos de 21 anos, pelo roubo no início da tarde da última segunda-feira (11) em um motel localizado na avenida Sargento Maurício Agostinho Pereira, próximo ao jardim Alpes, zona norte de Londrina. Eles foram detidos por policiais da 4ª Companhia Independente junto com um adolescente, que apontava um revólver na cabeça de uma funcionária do estabelecimento quando os agentes chegaram.

Reprodução/Polícia Militar
Reprodução/Polícia Militar


Em depoimento, ela relatou que os assaltantes entraram no motel em uma moto. Ela também contou que o menor mostrou uma fotografia da vítima em seu celular, tendo conhecimento de que havia dinheiro no local. Para identificar possíveis outros participantes do crime, a delegada Lívia Pini, responsável pelo flagrante, pediu à Justiça a quebra do sigilo telefônico da dupla. Além do roubo, estão sendo processados por adulteração na motocicleta, que estava com a placa envolta com fita isolante.

A PM afirma ter encontrado Lucas em um banheiro com um malote de dinheiro. Foram encontrados quase R$ 18 mil, sendo 145 notas R$ 2, 112 de R$ 5, 42 de R$ 10, R$ 63 de R$ 20, 241de R$ 50 e 33 notas de R$ 100. Na delegacia, ele ficou em silêncio. O advogado Alfeu Brassaroto argumentou que "a decisão que decretou a prisão preventiva se mostra injusta e desproporcional, haja vista que ele (Lucas) reunia todos os requisitos possíveis para aguardar o processo em liberdade. A aplicação de medidas cautelares diversas da prisão se mostravam mais adequadas e suficientes ao caso".

A reportagem não conseguiu contato com a defesa de Hiago Carvalho.
Rafael Machado
 
Um diário da crônica criminal de Londrina. Investigações, contexto dos crimes e os desdobramentos dos casos de grande repercussão pelos jornalistas



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE