12/07/20
27º/15ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Edison  Yamazaki
Edison  Yamazaki
30/03/2020 - 02:55
Imprimir Comunicar erro mais opções
Quando tudo parecia sob controle, veio o anúncio de que em Tokyo o número de contágios pelo coronavírus aumentou drásticamente.
Estamos em plena primavera e as flores das cerejeira começam a brotar nos parques do país. Nessa época, uma imensa multidão comemora os "sakuras” saindo para passear e fazer um pic-nic embaixo dessas árvores, que dizem, trazem sorte.
Mas como estamos vivendo esse terror com o coronavírus, a população consciente ficou em casa para evitar aglomerações. Mas o problema é que nem todos entendem a gravidade do momento e teimam em sair correndo riscos desnecessários.
No final de semana a TV mostrou uma reportagem onde centenas de pessoas passeavam entre as cerejeiras ignorando o pedido das autoridades para evitarem aglomerações. Depois disso, alguns parques foram até fechados para obrigar o pessoal a ficar em casa.
Foram 369 casos de contaminação somente no final de semana (28 e 29 de março), o que causou muita apreensão nas autoridades médicas.
Campanhas começaram a pipocar novamente para alertar a população, como foi feito no início da pandemia. Até o momento são 1894 pessoas infectadas, com 56 mortes, incluindo as 10 pessoas que faleceram no navio cruzeiro vindo a China que ficou ancorado em Yokohama.
Por estado, Tokyo teve até o momento 362 contaminações, seguido de Osaka com 191, Sapporo com 171, Aichi com 164 e Hyogo com 126 pessoas infectadas.
Em Kyoto, onde moro, foram 40 pessoas contaminadas, sendo que as províncias de Tokushima, Kagawa, Kagoshima e Saga só tiveram uma pessoa infectada.
As aulas foram suspensas no início de março, o que deve ter protegido as crianças. Cerimônias de encerramento e de admissão dos estudantes foram canceladas, inclusive nas universidades. Não tivemos também os Jogos Estudantis, e isso causou muita tristeza em alguns alunos, já que muitos deles perderam a última chance de representar sua instituição, o que segundo a cultura daqui é muito importante.
Algumas indústrias estão trabalhando em horários reduzidos ou com mais folgas semanais, tudo porque faltam peças para a produção. O comércio funciona normalmente, assim como as instituições públicas, os bancos e o setor de serviços.
Teve um momento que alguns saíram correndo para estocar certos produtos, mas o que sumiu das prateleiras foram apenas as máscaras, o que agrava as condições de quem tem polinose, que este anos está mais fraco. Mesmo assim, a alergia aos pólens tem trazido problemas para os mais sensíveis como nariz entupido e olhos coçando.
As competições profissionais estão programadas para recomeçar no final de abril, mas nada é certeza. Tenho a impressão de que essa pandemia veio para ensinar algumas coisas e mudar nossos conceitos sobre a vida.

Governadora de Tokyo
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Edison Yamazaki
 
Paulistano, preferiu contribuir com o esporte desistindo de ser atleta para estudar Educação Física. Foi da convivência com os seus alunos que ele entendeu que toda emoção que viveu dentro das quadras, dos campos, das pistas e das piscinas é muito mais abrangente do que somente vencer ou perder. Descobriu que as relações humanas e as amizades são tão importantes quanto à saúde e o bem estar. Com isso na cabeça foi para o outro lado mundo e hoje vive em Kyoto.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
 
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados