27/02/21
PUBLICIDADE
Lucio Flávio
Lucio Flávio
18/10/2020 - 17:42
Imprimir Comunicar erro mais opções
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube


Londrina e Ypiranga fizeram o melhor jogo do ano no estádio do Café. A partida foi bem disputada, com alternativas dos dois lados e belos gols. A vitória do Tubarão por 3 a 2 foi justa e pela primeira vez na série C o LEC marcou três gols em um jogo.

Foi a primeira vez que o Londrina sofreu gols no Café, mostrando a qualidade do time gaúcho, que não é vice-líder por acaso. O Alviceleste mantém a invencibilidade em casa e chega a quinta vitória consecutiva. Agora é o terceiro colocado do grupo, com 17 pontos.

O primeiro tempo foi bem jogado e premiado com três belos gols. Aos 20, após belo passe de Marcel, Igor Paixão recebeu dentro da área, tirou o zagueiro da jogada e tocou com frieza por cima do goleiro Deivity.

O Ypiranga era valente e incomodava. Aos 42, o bom centroavante Neto Pessoa recebeu dentro da área e bateu no ângulo de Dalton para empatar. O LEC não sentiu o golpe e voltou a frente do placar no lance seguinte.

Danilo acionou Matheus Bianqui na meia direita, o londrinense driblou o marcador e fez um golaço ao acertar o ângulo do gol gaúcho: 2 a 1 com gosto de quero mais.

E o segundo tempo também foi bem disputado. Alemão fez cinco alterações e o time caiu de rendimento, mas chegou aos 3 a 1 após bela tabela de Adenílson e Marcel. O volante, o melhor em campo, foi derrubado dentro da área e o pênalti foi marcado.

Adenílson bateu com categoria e fez o seu terceiro gol no campeonato, se tornando o artilheiro do Londrina na série C. A partir daí só deu o time gaúcho em campo e a pressão foi grande até os 52 minutos.

O Ypiranga chegou com perigo em quatro escanteios e fez o segundo gol após bela cabeçada do zagueiro Douglas, aos 46. Apesar da pressão no final e dos riscos, ficou a sensação mais uma vez que será difícil tirar pontos do LEC no Café.
15/10/2020 - 15:10
Imprimir Comunicar erro mais opções
O Conselho de Representantes do Londrina aprecia na noite desta quinta-feira (15) a proposta de renovação da parceria com a SM Sports. O novo vínculo passaria a valer até 2025.

A minuta que será discutida pelos conselheiros já contém algumas mudanças em relação a proposta inicial apresentada pelo gestor Sérgio Malucelli a comissão do Conselho formada para discutir os parâmetros da renovação.

Uma reunião preliminar na quarta-feira (14) entre o gestor e sete membros da Comissão alinhavou esta proposta final que será analisada pelo Conselho nesta quinta. Algumas exigências da Comissão foram aceitas pelo SM.

Gustavo Oliveira/LEC
Gustavo Oliveira/LEC


Nesta nova proposta de renovação, todo o custo do futebol, incluindo as categorias de base, ficará a cargo da SM Sports. Que bancará ainda os custos operacionais do VGD (Vitorino Gonçalves Dias), além de despesas de outras áreas, como a do marketing.

Em relação aos percentuais, se o Londrina permanecer na série C ou até mesmo caia para a série D, os repasses ao clube serão de 5% de toda a receita do futebol. Estas receitas englobam bilheteria, patrocínio, venda de jogadores e outras fontes.

O percentual subirá para 10% em caso de acesso para a série B. E se o Londrina chegar a série A, o percentual será de 12,5% da receita. A proposta do gestor era manter os 10% mesmo na série A, mas a Comissão bateu o pé e conseguiu elevar o índice.

Leia também

Diante da limitação técnica, Celsinho pode até ajudar na série C
Londrina continua inofensivo fora de casa

Como houve uma negociação preliminar e a Comissão conseguiu mudar algumas das cláusulas do contrato, a indicação da Comissão será pela renovação da parceria. Mas a decisão final será do Conselho, que é soberano.

O Conselho poderá aprovar a renovação, aprovar parcialmente e indicar mudanças em alguns pontos ou reprovar a renovação neste formato. O Conselho do LEC é formado por 50 conselheiros e a aprovação ou reprovação precisa ser por maioria simples.
14/10/2020 - 15:41
Imprimir Comunicar erro mais opções
O meia Celsinho está de volta ao Londrina. O jogador de 32 anos está treinando no CT da SM Sports e passa por avaliações físicas e médicas para ser oficializado nos próximos dias.

Celsinho sempre gerou admiração e protesto, na mesma proporção, por todos os clubes em que atuou. Pela sua qualidade, que é inegável, mas principalmente por não ter sido o jogador que prometia ser no início da carreira. No Londrina não foi diferente.

E o seu retorno, da mesma forma, traz expectativa positiva para uma parte da torcida e preocupação para a outra metade. Celsinho teve altos e baixos durante os quase quatro anos que ficou no LEC entre 2013 e 2017, com algumas saídas neste intervalo.

Gustavo Oliveira/LEC
Gustavo Oliveira/LEC


Foi um dos destaques na conquista do Paranaense em 2014, mas depois não conseguiu ser decisivo e nem unanimidade nas temporadas seguintes. Enfrentou problemas disciplinares dentro e fora de campo e quando saiu a impressão era que a sua trajetória por aqui havia terminado.

Mas o futebol dá voltas e oferece novas oportunidades. Pelo nível do seu futebol e, principalmente, pela flagrante limitação técnica do elenco do Londrina nesta série C, Celsinho pode ser útil na caminhada em busca do acesso.

Não sei se será titular. Acho pouco provável. Até porque já tem 32 anos e terá que se superar na parte física. Não joga uma partida oficial desde março.

Nos seus últimos clubes ficou provado a dificuldade em ter uma sequência de jogos.

No Água Santa, na série A2 paulista, fez 16 partidas. Já no Santa Cruz, apenas três. E no Vila Nova, seu último clube, participou de apenas seis partidas, na maioria delas entrando no decorrer dos jogos.

Mas em razão do nível do elenco alviceleste e da competição, Celsinho pode ser útil. Que nesta sua volta, a parte da torcida que o apoia e que gosta do seu futebol possa ter mais motivos para comemorar no fim do Brasileiro.
11/10/2020 - 21:36
Imprimir Comunicar erro mais opções
O Londrina segue um time que não incomoda ninguém fora de casa na série C. A derrota por 2 a 1 para o Criciúma na noite de domingo (11), no Heriberto Hülse, foi a quarta em cinco jogos. Dos 15 pontos disputados, ganhou apenas um.

Obrigatoriamente o LEC terá que melhorar este aproveitamento para se classificar para a segunda fase. Mesmo que repita a performance no estádio do Café no segundo turno, precisará de pontos como visitante para seguir na briga pelo acesso.

O Alviceleste sentiu a ausência dos titulares Jeferson, Matheus Bianqui e Adenílson, mas fez um bom primeiro tempo. Time controlou bem a partida, correu poucos riscos e teve volume ofensivo. Faltou mais participação de Danilo e Carlos Henrique.

No segundo tempo, o time voltou mais recuado e falhou defensivamente. Tomou dois gols em quatro minutos e consagrou o centroavante Michel, que marcou aos 16 e aos 20.

Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube


No primeiro, o gol saiu na única jogada ofensiva que o Criciúma fez no jogo. A bola aérea. Após uma cobrança de falta, o zagueiro Vitão desviou de cabeça e Michel dominou e girou em cima de Marcel para abrir o placar.

Logo em seguida, Gedeílson errou um passe, a bola pegou na mão de Jean Dias. O árbitro errou ao não marcar a falta e no contra-ataque a bola chegou para Michel dentro da área. O centroavante finalizou fraco, mas Dalton foi muito mal no lance e a bola passou por baixo do seu corpo. Erro do árbitro e do goleiro alviceleste na mesma medida no lance.

O Londrina sentiu o golpe e Alemão fez quatro alterações. O time demorou para se reencontrar e a boa notícia ficou para a estreia de Samuel Gomes. O atacante do Goiás deu duas assistências. Na primeira, Igor Paixão perdeu a chance dentro da área.

Na segunda, Carlos Henrique não desperdiçou. Recebeu entre os zagueiros e tocou na saída de Agenor, aos 42 minutos. Não foi suficiente e o time não teve mais tempo para ao menos empatar.

Como na maioria dos jogos até aqui, faltou ao Londrina regularidade ao longo dos 90 minutos. Perdeu diante de um adversário pressionado e que mostrou muitas limitações técnicas. Tem a obrigação de manter o ótimo aproveitamento no Café nos dois próximos jogos contra o Ypiranga e Ituano.
04/10/2020 - 17:33
Imprimir Comunicar erro mais opções
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube
Gustavo Oliveira/Londrina Esporte Clube - De falta, Adenílson marcou o seu gol na série C do Brasileiro
De falta, Adenílson marcou o seu gol na série C do Brasileiro


Adenílson foi contratado para ser o diferencial do Londrina na série C. E a cada jogo confirma ser diferente mesmo. O camisa 10 garantiu mais uma vitória do Londrina. Com um golaço de falta, aos 45 minutos do primeiro tempo, o meia fez o gol do 1 a 0 sobre o Volta Redonda, no domingo (4), no estádio do Café.

Adenílson só na brilhou mais porque, gentilmente, deixou Carlos Henrique bater o pênalti sofrido por Igor Paixão logo a um minuto de jogo. O centroavante bateu muito mal e mandou para fora.

Apesar de querer dar a chance ao companheiro, Adenílson tem que ser o responsável por qualquer bola parada no LEC. Seja falta, pênalti, escanteio e se bobear até reposição do goleiro. Que não se mude mais de batedor daqui para a frente.

Depois de um início ruim, o Londrina conseguiu o seu objetivo e terminou o primeiro turno no G4. E graças ao desempenho no Café. Dos 14 pontos, 13 foram conquistados em casa: quatro vitórias seguidas e o empate na primeira rodada.

O Londrina vai precisar de pelo menos mais 14 pontos no returno para se classificar. No entanto, terá que melhorar seu aproveitamento como visitante, já que no segundo turno serão quatro jogos em casa e cinco fora. Que o desempenho longe de casa comece a melhorar já no próximo jogo contra o Criciúma.
Lucio Flávio
 
Formado em Comunicação Social/Jornalismo. Repórter da Rádio Paiquerê AM desde 1997 e da Folha de Londrina desde 2012. Participa de coberturas esportivas nacionais e internacionais



Sites Sugeridos
 
ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
 
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados