12/12/19
º/º
PUBLICIDADE
Larissa Calsavara
Larissa Calsavara
08/08/2018 - 11:20
Imprimir Comunicar erro mais opções



Maria Inês mostrou ser tão espirituosa durante nossa conversa que mudou até a maneira de conduzir o nosso relato. Vejam o que ela me disse: "A viagem para Turquia e Grécia, pelas "Pegadas de São Paulo", era a minha primeira peregrinação. Mas eu quase desisti. Fiquei pensando que a primeira peregrinação deveria ser para a Terra Santa. Mas, alguma coisa em mim falou mais alto e mudei de ideia e, agora, vejo que foi uma decisão acertada visto que muitos fatores contribuíram para que eu vivesse momentos únicos junto aos meus amigos, os já existentes e os novos que fiz no decorrer da peregrinação", salientou Maria Inês.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

A importância da preparação já abordamos na semana passada e Maria Inês faz mais algumas ressalvas valiosas. "Um dos fatores que contribuíram para o sucesso da peregrinação foi a guia que nos acompanhou desde Londrina, resolvendo todas as situações que se apresentaram, com firmeza, respeito e educação. O outro ponto que merece destaque foi o nosso guia espiritual, Pe. Romão Martins, que nos recontou a história do Apóstolo Paulo e nos conduziu por suas pegadas. O Pe. Romão preparou leituras bíblicas para cada local que visitamos, onde o apóstolo Paulo esteve em suas viagens missionárias. Essas leituras e os comentários do padre foram momentos de fé marcantes que instruiu, esclareceu e aflorou nossa fé, propiciando momentos de oração e convivência cristã, que em muitos lugares culminou com uma missa. Além desses momentos, após a viagem, o padre nos encaminhou todo o material que preparou para essa peregrinação, estendendo-os à nossa vida cotidiana. "


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Segundo ela, o grupo compartilhou muitas situações significativas em que o companheirismo foi uma constante. "Mesmo diante de circunstâncias delicadas, o conceito "regra de ouro" (Mateus, 7:7-12) esteve sempre presente, – "tratar as pessoas como gostaríamos de ser tratados". Observei muitas demonstrações de amizade, cumplicidade e solidariedade entre as pessoas e isso ocorreu tanto em momentos de fé, quanto nos passeios culturais. "



Maria Inês viveu ricas experiências de fé e amizade. "Todos tinham um mesmo objetivo – seguir as pegadas do apóstolo Paulo – mas superamos esse propósito inicial. Em outras palavras, seguir as pegadas de São Paulo reavivou minha fé e minha cristandade", completou Maria Inês.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Que assim como esse espírito de companheirismos e solidariedade foi constante durante esta peregrinação, seja também a nossa busca pelo Sagrado.



#Peregrinação #SãoPaulo #Capadócia #Turquia #Grécia #Istambul

06/08/2018 - 11:34
Imprimir Comunicar erro mais opções



Preencher a alma com o que vem do alto é uma busca constante e a busca pelo Sagrado se inicia mais uma vez nesta semana. Tentamos não nos perder durante a caminhada e a dica que eu dou é ‘busque o alto’. Deus é a nossa bússola. Semana passada eu conversei com a Sueli e percebi o como as experiências de fé que levamos para vida tem o mesmo destino, mesmo sendo vivenciadas de forma diferente.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Se compararmos o relato da Terezinha, na semana passada, conseguimos perceber o quanto as preparações de ambas para essa peregrinação são distintas. "Eu não tinha estudado o roteiro da viagem e me deixei conduzir. Dia após dia fui aprendendo e conhecendo cada lugar e cada pessoa que estava na peregrinação", disse Sueli.



Eu já comentei aqui como esse grupo foi inspirador e ainda continua sendo. As pessoas realmente entenderam o que é o convívio em comunidade e isso me deixa muito feliz e animada para as próximas peregrinações. "Todas pessoas são especiais e, com certeza, Deus as escolheu para estarmos juntos naqueles dias. Padre Romão deu o suporte espiritual sobre os caminhos de Paulo, o que nos proporcionou olhar cada lugar e vivenciar aquela época onde os cristãos eram perseguidos e conviviam com sua fé escondida", complementou Sueli.

Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Segundo ela, Meteora, na Grécia, com seus mosteiros construídos em cima dos rochedos foi um lugar maravilhoso que deixou o grupo mais perto de Deus. "Cada dia da viagem era um lugar novo onde aprendemos um pouco mais sobre os locais sagrados".


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Meu coração fica apertado quando volto de uma peregrinação como esta, onde tenho a certeza de que todos sentiram a presença do Sagrado. Me sinto um instrumento celestial e oro à Deus para que isso se intensifique em minha vida. Peço que possamos apreender com cada lugar por onde pisarmos, sendo melhores cristãos e nos responsabilizando pela santificação de nossos irmãos.



Peregrinação #SãoPaulo #Capadócia #Turquia #Grécia

03/08/2018 - 11:38
Imprimir Comunicar erro mais opções



Olá amigos, voltamos à nossa série de relatos sobre nossas peregrinações. Nesta manhã pude falar com mais uma peregrina do grupo nos Caminhos de São Paulo, onde pudemos contemplar e viver a fé na Turquia e na Grécia. A Terezinha vai contar como foi essa experiência e como essa peregrinação impactou na sua vida.



"É muito difícil escolher apenas um local que nos tenha marcado durante uma peregrinação. Nos Caminhos de São Paulo todos foram muito especiais. Em Capadócia, o passeio de balão que foi um sonho. Em Istambul, conhecer as igrejas, as mesquitas e os bazares, uma realização. Pamukkale me surpreendeu muito. É maravilhoso, assim como Meteora e Éfeso. Mas, acho que posso dizer que, de todos os lugares por onde passamos, Corinto foi o mais emocionante. A missa ao ar livre com o Pe. Romão, um diretor espiritual maravilhoso, tocou o coração de todos", contou Terezinha.



Mas o preparo espiritual para ela começou antes da viagem. "Decidi fazer a viagem pelo tema da peregrinação. Eu não conhecia a vida do apóstolo Paulo. Portanto me preparei muito, assisti filmes e li livros a respeito dele. E fui para peregrinação com essa bagagem que agregou muito, principalmente ao chegar nos locais onde Paulo esteve", disse.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Questionei Terezinha sobre o convívio com o grupo, e a resposta não podia ser diferente. "Foi inexplicável. O grupo reúne pessoas com os mesmos objetivos e este foi um grupo muito unido com as pessoas se ajudando. Foi maravilhoso e não tenho palavras para descrever. Já fiz outras peregrinações, porém, a união que vivenciei durante esta, foi ímpar."


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Terezinha também é testemunha de que não se consegue voltar de uma peregrinação sem perceber as mudanças que ela provoca na vida. "Após mais de quinze dias que havia voltado ao Brasil, minha mente continuava na peregrinação. Ir à missa e ouvir o padre mencionando Paulo em suas cartas ficou diferente. Nesse momento sou transportada para os caminhos nos quais já trilhei", emociona-se



Na busca pelo Sagrado precisamos estar preparados, assim como a Terezinha, para as maravilhas que o Senhor prepara cada um de nós.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

#Peregrinação #SãoPaulo #Capadócia #Turquia #Grécia

01/08/2018 - 11:16
Imprimir Comunicar erro mais opções




Aqui vai uma curiosidade: recentemente realizamos uma pesquisa para saber quais as preferências dos peregrinos que já participaram dos meus grupos na terra de Jesus. E hoje vou mostrar para vocês quais os lugares mais lembrados quando o assunto é Terra Santa.



O Rio Jordão, onde João Batista batizou Jesus, entre Jordânia e Israel, foi o campeão, com 71,7% das preferências, seguido do Santo Sepulcro, local em Jerusalém onde Jesus foi embalsamado e enterrado, ressuscitando em seguida, com 70,8%, e do Mar da Galileia, em Israel, sede de diversos milagres, com 70,4%.



A Basílica da Anunciação, local em Nazaré (Israel) onde Maria recebeu a visita do anjo Gabriel, é a quarta em preferência com 69,2%. O Monte das Oliveiras, onde Jesus subia para rezar em Jerusalém e a Basílica da Natividade, igreja cristã mais antiga do mundo construída sobre a gruta onde Jesus nasceu, em Belém, na Palestina, receberam o mesmo percentual: 68,7%.



Na sequência vêm Mar Morto, na divisa entre Jordânia e Israel, com 57,8%; Igreja das Nações, também conhecida como Basílica da Agonia, construída sobre a rocha em que Jesus orou em Jerusalém antes da sua prisão, com 56,1%; Via Sacra, caminho que Jesus percorreu por Jerusalém até o calvário, com 52,3%; e Igreja Primado de Pedro, lugar na Galileia da confirmação de São Pedro, com 49,7%.



Entendo que as pessoas que vão a Terra Santa sonham com a chegada em Jerusalém, afinal foi lá onde aconteceu toda a história de salvação com a ressurreição de Jesus. Mas, ao longo da viagem, os peregrinos percebem as marcas de Jesus na região da Galileia por onde Ele viveu sua vida pública dos 30 aos 33 anos, curando e mostrando, aos que ali viviam, sua fé.



Espero que nossa pesquisa possa lhe incentivar a peregrinar também. Cada local marcado por nossos peregrinos é responsável por uma parte de nossa fé. Que em sintonia com o Sagrado nos faça sempre crescer como cristãos.

30/07/2018 - 11:52
Imprimir Comunicar erro mais opções



As terminologias que uso para descrever uma peregrinação são inúmeras, dentre elas, a renovação da alma é a que mais se parece com tudo que vivo durante este caminhar. Parece mesmice, porém, as sensações que carrego no peito a cada vez que me encontro com o Sagrado em minhas viagens despertam sentimentos novos, mesmo visitando mais de uma vez o mesmo local.


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

Hoje, não quero falar de um lugar em especial. O meu desejo é que você entenda que podemos promover mudanças em nossas vidas e na vida de outras pessoas mesmo sem sair do lugar. O que quero dizer é que a peregrinação enobrece a alma, mas podemos promover a reflexões tão valorosas daqui mesmo, dentro de nossa comunidade.


Sacratour Turismo
Sacratour Turismo

Comunidade é a partilha de pessoas que vivem em um mesmo local, com uma herança em comum. E aproveito para perguntar: Qual é a maior herança que você carrega dentro de sua comunidade? Procuro sempre lembrar que a maior mudança deve partir de nós mesmos. Neste sentido, as peregrinações contribuem muito. Passando alguns dias com cada grupo em cada lugar, posso perceber o quanto as pessoas são distintas umas das outras e o quanto isso me ajuda na conexão com o Sagrado.

Larissa Calsavara
 
A experiência de conhecer novos lugares e novas culturas é única, por isso, compartilhar cada detalhe de uma viagem, como um diário, é uma boa forma de aproximar as pessoas de uma viagem inesquecível. Foi assim que as irmãs Larissa e Melissa Calsavara encontraram para compartilhar a emoção da peregrinação, e desejam que mais pessoas possam viver essa experiência, e que o peregrino aproveite ao máximo cada momento e caminhe rumo à maior intimidade com Deus e ao fortalecimento de sua fé.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE