07/12/19
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Larissa Calsavara
Larissa Calsavara
29/10/2018 - 13:57
Imprimir Comunicar erro mais opções



Olá Peregrinos, voltei de uma peregrinação mas ainda não terminei de descrever as maravilhas da anterior. Hoje, a Silvana vai me ajudar nos contando como foi peregrinar pelos Santuários Marinos ao lado de Pe. Pio.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Foi em Medjugorje que Silvana viveu sua experiência mais profunda. "Decidi subir o morro mesmo estando de sapatilha, levando na mochila água e algumas frutas. No começo a mochila estava pesada e então resolvi subir rezando os mistérios dolorosos porque pensei no trajeto de Jesus carregando a Cruz. Quando rezei o primeiro mistério a mochila se tornou leve. E assim fui pisando entre as pedras, nos espaços em que Nossa Senhora havia preparado para os meus pés. Quando estava terminando o segundo mistério da flagelação de Jesus, pisei em um espinho. Tentei caminhar atrás do grupo mais foi impossível porque precisei sentar em uma pedra para retirar o espinho. Nesse momento lembrei do Coroação de Jesus que seria o próximo mistério.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Depois continuei a subir pensando que aquele pequeno espinho havia me incomodado um pouco e lembrei que Jesus foi coroado com muitos mais espinhos e outros tipos de flagelos. Enquanto subia pisando naquelas pedras, lembrei-me de uma frase de São Josemaria Escrivá:"Cada caminhante que siga o seu caminho". Onde cabia os pés da pessoa que estava à minha frente, não cabia o meu, e isso era impressionante.



Consegui chegar ao topo do morro e lá já estavam todos a ouvir o vidente Yvan, que falava o que Nossa Senhora pediu a ele. Não entendia a sua língua e nem de quem estava traduzindo. Entretanto, eu estava com o radinho ligado e a nossa guia Ana olhou para mim rapidamente, sintonizou o rádio dela e começou a traduzir as palavras que a "Gospa" pediu para o vidente nos transmitir: Paz; Silêncio interior; Rezar sempre em família; Perdoar sempre; Ter tempo para Deus e rezar pelas famílias. Após essas palavras o vidente desceu sozinho e com muita tranquilidade.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Todas as pessoas ficaram lá rezando em silêncio e refletindo sobre as suas palavras. Após um tempo de oração, desci o morro rezando os mistérios da alegria com uma paz interior e exterior completamente diferente e inexplicável", relatou Silvana.


Larissa Calsavara
Larissa Calsavara

Quando nos dispomos passar por cima de nossas limitações para viver um pouquinho dos mistérios que Deus prepara para cada um de nós, percebemos, assim como Silvana, que nada do que passamos durante nossa passagem pela Terra é comparável à dor que o próprio Cristo sentiu por nós. Que neste dia possamos enxergar o sacrifício do Senhor com a plenitude que emana do coração da mão celestial.



#Peregrinação #SantuáriosMarianos #Medjugorje

17/10/2018 - 12:29
Imprimir Comunicar erro mais opções



"Quero falar sobre minha experiência na peregrinação aos Santuários Marianos, foram momentos únicos, em cada local visitado, missa, oração, pude sentir o que é estar no colo da Mãe.



Dentre todos os lugares que visitamos, em dois pude sentir muita unção e a mão de Maria sobre mim, o primeiro deles em Fátima, onde pude carregar o andor de Nossa Senhora durante a procissão das velas, foi um momento muito especial, nunca imaginei ter esta oportunidade. Após a procissão, a guia Larissa pediu para que eu gravasse um vídeo contanto como foi esta experiência, eu respondi a ela que não conseguiria, pois estava tomado de uma grande emoção, alegria e graça, tanto que não pude conter as lágrimas. Mesmo agora, mais de 1 mês depois, ainda estou emocionado.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

O segundo lugar que mais me tocou foi em Lourdes, visitar a gruta das aparições, ver a fonte que jorra água ainda hoje e poder tocar a pedra onde Nossa Senhora apareceu foi algo muito intenso. Não poderia deixar d e relatar o banho nas águas milagrosas de Lourdes, uma experiência marcante e inesquecível que me levou as lágrimas, o local tem uma Unção especial, como se Nossa Senhora nos pegasse no colo mesmo, uma água gelada que nos lava "por dentro" e por fora. Uma curiosidade desse banho, é que ninguém se seca veste a roupa e não se sente molhado.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

Tudo nessa Peregrinação foi especial, como a mão suave de um Anjo, que nos levou morro acima em Medjugorje, quando fomos de manhã para o encontro com o vidente Ivan, uma subida sem cansaço e em nenhum escorregão. Foi muito bom ver o vidente e ouvi-lo."



Após ouvir tudo que o Diácono Alcemir tinha a dizer, nem ao menos preocupei me em fazer uma introdução, cada vez que ouço algo sobre essa peregrinação, meu coração se enche de alegria e emoção assim como Alcemir que um mês após nossa peregrinação, ainda respira seu encontro com o sagrado pelos santuários da mão celestial.



#Peregrinação #SantuariosMarianos #Lourdes #Medjugorje

15/10/2018 - 11:16
Imprimir Comunicar erro mais opções



Hoje celebramos o Dia de Santa Teresa de Ávila. Em minha última peregrinação pelos Santuários Marianos tive a oportunidade de conhecer essa cidade que carinhosamente Santa Teresa traz no nome. A Victoria, mais uma de minhas "filhas" durante essa peregrinação, vai partilhar conosco um pouco do que vivenciou, principalmente em Ávila.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

"Muitos sonhos realizados, muitas lágrimas rolaram e muitos sorrisos floresceram, coração bateu mais forte. Estar em lugares onde Nossa Senhora apareceu foi um sonho que nunca havia me permitido sonhar. Repetidamente, padre Anderson me dizia para ter amigos no céu. E eu nunca tinha ido atrás", contou Victoria.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

Ela continuou lembrando que já havia ido ao Carmelo de Jundiaí, mas que não foi possível entrar. "Mas, ali, pudemos entrar em alguns lugares e ver mais de perto como era. Foi inexplicável. Todas aquelas relíquias, objetos litúrgicos da época, chaves de todos os Carmelos que Santa Teresa reformou e abriu, os escritos, o quarto dela, ... Tudo ali, perfeitamente visível. As celas de onde Santa Tereza conversava com sua amiga, com São João da Cruz. Foi algo que quem vê, não consegue esquecer. Apenas através da imaginação, das imagens presentes nos lugaresé que possamos ir além e sentir algo. Mas nada se compara com a experiência quem vive lá. Fomos na igreja do Carmelo, maravilhosa! O altar, onde as irmãs comungam, onde o padre vai para confessa-las , onde Teresa teve seu casamento com Jesus . Inexplicável estar ali".


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

"No corredor para irmos embora, muitos sentiram o cheiro de rosas e perguntamos ao guia local se aquele cheiro era do lugar, mas não era. Era para nós. Cada sinal, cada objeto, cada palavra, tudo era para aprendemos mais, guardar no coração e através dele, exalar o cheiro de Deus. Eu voltei diferente. Não sei explicar o que aconteceu. Cada um viveu de uma maneira. Deus quer agir em nossa vida, basta deixarmos. Basta confiar, entregar e amar", enfatizou.



Esse testemunho cheio de fé vindo da Victoria me fez lembrar do cheiro de rosas do Carmelo. E, sem dúvida, o Senhor preparou cada detalhe para nossa chegada. Que hoje possamos confiar nos planos do Senhor a exemplo de Santa Teresa de Ávila.



#Peregrinação #VidadosSantos #SantaTeresadeÁvila #Ávila

10/10/2018 - 12:36
Imprimir Comunicar erro mais opções



A peregrinação pelos Santuários Marianos realizada em agosto me trouxe tantas alegrias que ainda continuo a falar sobre elas. A Stephany também esteve nesta viagem e tem muito a partilhar conosco.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

"A peregrinação foi um momento muito marcante na minha vida. Foi a primeira vez que andei de avião e a primeira vez que sai do Brasil. Foi um encontro onde Deus é quem fala. Todos os lugares por onde estive foram marcantes e eu realizei sonhos em vários países. Lourdes me surpreendeu, especialmente quando passamos o dia no santuário e o padre Anderson nos convidou a rezar o rosário. Naquele dia, eu tive uma experiência nova com a oração do Rosário. Um amor pela oração nasceu em mim. Foi a conclusão do testemunho de fé das crianças em Fátima, depois em Bernadete, e que estava acontecendo em mim", relatou Stephany.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

Por conta do tempo de sua existência em relação aos demais santuários, Medjugorje é sempre uma surpresa inegável aos peregrinos, e marcou muito a Stephany. "Eu não sabia direito sobre o lugar e nem ouvido falar muito a respeito. Sabia que lá acontecem muitas conversões e por isso tem padres atendendo confissões em diversos idiomas. E nós tivemos a graça de nos confessar nesse santuário. Enquanto estávamos lá fiquei bem nervosa por conta da confissão e de tudo o mais do lugar. Também estava achando lindo a recitação do Rosário que se dividia no antes e depois da missa. Durante a oração, as emoções foram grandes. De repente, o sino da igreja tocou e todos ficaram de joelhos. Ficamos todos um pouco perdidos mas sabíamos que algo muito especial estava acontecendo. E aconteceu mesmo! Depois nos falaram que foi o momento em que nossa Senhora apareceu para um de seus videntes, Ivan. Então eu sabia que esse lugar tinha algo diferente e uma coisa nova para mim também".


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

Ao mencionar a confissão, Stephany nos faz refletir sobre sua importância como cristãos e contribui para o nosso amadurecimento espiritual. "Sei que o que acontece em cada confissão é extraordinário, mas naquele dia foi diferente. Antes da missa eu, minha irmã e o Lucas fomos na capela e eu pedi muito para Deus que eu pudesse ter uma ótima confissão, em que eu não tivesse medo de falar nada. Foi muito lindo porque mesmo com a capela cheia de pessoas, parecia que estávamos só eu e Ele. E naquele dia mais uma vez Deus me amou e derramou sobre mim sua graça. Aquilo me bastava, era tudo o que eu precisava. Foi incrível receber aquele abraço de Deus que te levanta, através de um sacerdote tão abençoado, que ama à Deus e a igreja. Só tenho a agradecer", finalizou.


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

#Peregrinação #SantuáriosMarianos #Lourdes #Medjugorje

03/10/2018 - 08:27
Imprimir Comunicar erro mais opções



Durante minha peregrinação pelos Santuários Marianos Europeus conheci o Lucas e logo desenvolvi por ele um sentimento fraternal. Por sinal, hoje o chamo de filho. Ele vai partilhar conosco um pouco do que viveu durante essa jornada de fé, principalmente em Fátima onde sentiu fortes emoções. Acompanhe:


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

"Quando eu disse que iria peregrinar, muitas pessoas me pediram algo de Nossa Senhora de Fátima. Fiquei com isso na minha cabeça: por que Fátima? O que Ela tem de tão especial? Afinal, passarei em tantos outros Santuários, mas por que as pessoas falam tanto de Nossa Senhora de Fátima? Fui pensando nisso daqui até chegar lá."


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

Quando cheguei já senti uma espiritualidade gigantesca e comecei a entender o "por que Fátima". Mas, foi em um jantar que a Larissa trouxe uma notícia inesperada: a possibilidade de, naquela mesma noite, eu carregar Nossa Senhora durante o andar da procissão das velas. Fiquei em estado de choque com essa notícia. Sabia que algo de sobrenatural me esperava nas próximas horas. Fiquei muito tenso na fila pensando se ia dar certo, afinal a minha estatura era mais baixa que os demais."


Larissa Calsavra
Larissa Calsavra

"No final deu tudo certo. Quando chegou a hora, minhas pernas tremiam e eu só me perguntava o porquê! Sai do interior de São Paulo para carregar Nossa Senhora. Perguntava se havia sido escolhido. Chorei bastante durante e depois da procissão. Agradeço a Larissa por este momento porque, naquela noite em Fatima, aconteceu algo sobrenatural em minha vida e nunca mais serei o mesmo. Agora eu entendo por que todo mundo queria algo de Fátima! Ela tinha algo para mim naquela noite!"



As palavras do Lucas permearam meu coração. Nossa Senhora o acolheu e quem recebeu o maior presente foi ele. Deus, por intercessão da Mãe, nos cuida, e também nos presenteia com os mais belos presentes.



#Peregrinação #SantuáriosMarianos #NossaSenhoradeFátima

Larissa Calsavara
 
A experiência de conhecer novos lugares e novas culturas é única, por isso, compartilhar cada detalhe de uma viagem, como um diário, é uma boa forma de aproximar as pessoas de uma viagem inesquecível. Foi assim que as irmãs Larissa e Melissa Calsavara encontraram para compartilhar a emoção da peregrinação, e desejam que mais pessoas possam viver essa experiência, e que o peregrino aproveite ao máximo cada momento e caminhe rumo à maior intimidade com Deus e ao fortalecimento de sua fé.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE