03/04/20
32º/19ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Isabel Furini
Isabel Furini
01/04/2020 - 11:52
Imprimir Comunicar erro mais opções
Em 24 de março de 2020, na cidade de Bérgamo, Itália, o padre Giuseppe Berardelli faleceu aos 72 anos. Sua escolha, antes de morrer, despertou a admiração das pessoas. A epidemia deixou o hospital sem respiradores. Os paroquianos conseguiram comprar um respirador para o padre Giuseppe, mas ele decidiu dar o respirador para um jovem que estava em estado grave.

O exemplo de generosidade e desapego do padre Giuseppe comoveu o mundo.


A palavra sem ação é morta.
Bradava a voz incessantemente
Reunindo alguns poucos crentes
Na cidade de Casnigo.
Ah, palavras ditas
Soavam tão benditas
Ricocheteando nas paredes mudas
Em busca de ouvidos atentos
Sequiosos por aliviar seus sofrimentos
Que se abatem sobre o mundo.
Mas foi na voz fraca
Entrecortada por longas pausas
Que surge um herói com causa
Que fez o mundo inteiro se comover.
- Cedo o equipamento que me permitiria
Eu viver um resto de vida
Pra alguém que tenha a vida inteira pra viver.

Daniel Mauricio
AVIPAF – cadeira n. 17
Patrono Paulo Leminski



A escolha do padre Giuseppe

Plena noite
vírus e sombras se esparramam
pela cidade
ao som da trombeta
do Anjo da morte

o som da trombeta
chama o jovem
(insistentemente)
o idoso padre Giuseppe
ouve o chamado letal
mas não sente temor
o seu coração é um rio de amor
e sua alma é forte

padre Giuseppe
responde ao chamado da trombeta
e devolve a vida ao jovem
na hora da passagem
os anjos acompanham
ao bom padre Giuseppe
e seu espírito liberto
voa até Deus
que o espera com os braços abertos.

Isabel Furini
Acadêmica da AVIPAF - Cadeira 1
*


Servo de Deus

Igreja San Giovanni Battista
Cheia de beleza e adornos
Paroquianos choram.Giuseppe Berardelli
Padre herói, de sorriso aberto
Partiu...
Deixou um legado de amor.
Amor ao próximo
Amor a Deus.
De um respirador
declina
para que viva
um jovem de sua Paróquia.
Sua moto vermelha,
velha,
não lhe serve mais.
Giuseppe Berardelli
Viveu
Viver é amar
Viver é doar-se.
Exemplar e piedosamente
Giuseppe
– Virou estrela.

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira
Acadêmica da AVIPAF Cadeira 10

*




PROVA DE AMOR

E o Mestre disse:
" - Prova de amor maior não há
que doar a vida pelo irmão” *

O discípulo Giuseppe Beraldelli
seguiu à risca.
Recebera o respirador que salvaria sua vida,
que o livraria do horror de ansiar pelo ar
e não obtê-lo.
Ofertou-o para um jovem
que também ansiava por esse aparelho.

Abram portas e janelas!
Saudemos com palmas
o corpo que vai lacrado no caixão.
(O Corona vírus não permitiu velório nem acompanhamento).

Da sua bela e amada Itália,
ali, em Bérgamo,
Giuseppe se despediu.
Transvivenciou
e retornou a uma daquelas moradas
das quais o Mestre falou.
(*João 15:13)
Nilsa Alves de Melo
25/03/2020 - 07:52
Imprimir Comunicar erro mais opções
Ficar em casa esperando que a epidemia diminua a sua força, pode ser tedioso para muitas pessoas. É preciso procurar atividades diferentes: cozinhar, assistir Tv., costurar, fazer artesanato, tirar fotografias de objetos, ler… hoje vamos falar sobre livros. Há poucos dias, entrou na Amazon um romance dos escritores Franccis Yoshi Kawa e Helena Douthe, cujo título é "Namida Taiko”. O título poderia ser traduzido como "lágrimas do tambor”.

Franccis é natural de Arapongas, norte do Paraná, ele mora em Curitiba, e para escrever o livro fez uma longa pesquisa, viajou para sua terra natal, entrevistou pessoas, participou de reuniões e festivais dessa região. Franccis e Helena se reuniram e aos poucos foram surgindo os personagens.

Namida Taiko conta a história dramática com respingos de humor. Os mistérios, o amor e a morte bordejam a vida dos personagens. O livro revela costumes das comunidades japonesas no Brasil. O romance fala da geada de 1975, onde foi devastada – em apenas uma noite –, plantações de café das colônias japonesas do Norte do Paraná, deixando muitas pessoas na aflição e na miséria. Cada um dos personagens escolherá um caminho diferente. Nessas escolhas será revelado os sonhos e o caráter de cada um deles.

SERVIÇO:
Livro: Namida Taiko
Autores: Franccis Yoshi Kawa e Helena Douthe
Editora: Insight
A Venda: Na Amazon


https://www.amazon.com.br/Namida-Taiko-Franccis-Yoshi-Kawa/dp/8562241830


21/03/2020 - 10:33
Imprimir Comunicar erro mais opções
Deus nos salve da gripezinha
- porque tem um rosto ingênuo,
mas é forte e poderosa
e matou muitos no Bérgamo,
em Wuhan, em Paris e em Zaragoza.

Por onde o coronavírus passa,
ouvem-se gritos e prantos...
As mãos ficam trêmulas,
os olhos cheios de espanto.

Os Anjos elevem seus cantos!
Que o bom Deus nos ilumine!
Que o vírus perca sua força,
e nunca mais contamine.



Isabel Furini
18/03/2020 - 08:36
Imprimir Comunicar erro mais opções
Sucumbiu a Roma antiga
(a glória é sempre ilusória)
mas historiadores, turistas e sentimentalistas
visitavam o Monte Palatino
o Coliseu e o Panteão romano
até que o monstro do coronavírus
mostrou o seu rosto
e assustou
e deglutiu os turistas.

Isabel Furini

13/03/2020 - 06:27
Imprimir Comunicar erro mais opções
Inundar a cidade de poesia, para marcar a passagem do Dia Internacional da Poesia, celebrado em 21 de março — este é o objetivo da 8ª Semana da Poesia de Cachoeirinha, que o Projeto Quitanda da Leitura e a Ágora Escritório de Produção promovem, com a adesão de vários parceiros, de 14 (aniversário de Castro Alves) a 21 de março (Dia Internacional da Poesia).
E o Cultura Algures marca presença com várias atividades na programação!

No dia 15 de março a partir das 16h na Praça Telmo - Rua Adil Soares, 290 – Bairro Carlos Wilkens, participaremos do Poesia na Praça com várias intervenções poéticas como a exibição de vídeo-poemas, a caixinha de pequenos poemas e o projeto Um poema em cada árvore, iniciativa do Instituo Psia, de Governador Valadares.

Já no dia 17 de março estaremos na EMEF Ivo Rech – Rua Espanha, 811 - Bairro Marechal Rondon com oficinas de poesia, o varal poético e a caixinha de pequenos poemas para as turmas do 5º ao 9º anos.

Ainda será ministrada uma oficina de Biodança - a poética do reencontro humano na Casa de Cultura, no dia 18 de março, das 15h30 às 17h30.

No sábado, dia 21, para o encerramento da semana, repetiremos a ação Um Poema em Cada Árvore em avenidas e praças da cidade.

Todas as atividades são gratuitas. Uma semana repleta de poesia para todos os lados!

Texto de Grazi Calazans - Algures

Isabel Furini
 
Isabel Furini, escritora e educadora. Recebeu prêmios em concursos de poesia e de contos. Publicou 15 livros, entre eles: Mensagens das Flores e Ele e outros contos. Também escreve para o público infanto-juvenil. É autora da coleção "Corujinha e os Filósofos" da Editora Bolsa Nacional do Livro de Curitiba.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE