31/03/20
32º/19ºLONDRINA
Isabel Furini
Isabel Furini
20/04/2012 - 10:34
Imprimir Comunicar erro mais opções


Ao saber que Adam Sandler havia recebido três Framboesas, fiquei pensando que ninguém merece! Três de minhas amigas haviam assistido ao filme "Cada um tem a gêmea que merece", só uma delas havia gostado e disse que, na sua opinião, Adam Sandler foi vítima de bullyng por parte dos organizadores do antiOscar, o Framboesa de Ouro.

O comediante tinha uma boa carreira. Será que alguém ficou magoado com isso? Agora ninguém sabe se ele ainda tem carreira pela frente. É necessário perguntar se é divertido acabar com os outros? Humilhar? Diminuir as chances de triunfo de um profissional? Penso que a melhor atitude quando não gostamos de um ator, de um diretor ou do assunto de um filme é não assistir. Só isso. Acho interessante que algumas pessoas assistem a filmes com atores ou roteiros que odeiam só para poder criticá-los.

Será que o mundo moderno é tão agressivo, tão seletivo, que a maioria das pessoas já sofreu de frustrações e quer descarregar essa carga emocional nos outros?

É como se o agressor estivesse dizendo: "Eu fracassei várias vezes, mas vejam o Adam Sandler, ele é pior do que eu. Ele é de nada. Ganhou três Prêmios Framboesa e pode ser considerado o pior do mundo".

Será que isso dá prazer para algumas pessoas?

Vivemos em um mundo tão assustador como o mundo dos vampiros ou das tribos primitivas. Os terrores podem ser outros, mas o terror está aí. É o medo de perder o emprego, de fracassar, de ser criticado, de ser deixado para trás, de ser enganado. Medo do fracasso. Medo da solidão. Medo de morrer ou de não morrer... Nossa civilização é tão assustadora!

E o glamour é tão falso, não é? Você notou que os profissionais não vão a festas para se divertirem, eles fazem "contatos". Não vão à praia porque gostam de praia, mas porque temem os comentários dos vizinhos e amigos. Alguém poderá se perguntar: Ele não tem dinheiro para lazer? Vivemos no mundo da imagem, do photoshop, todos queremos ser lindos e bem sucedidos como algumas estrelas de Hollywood – digo, algumas estrelas, porque tudo nos leva a pensar que Adam Sandler foi simplesmente sacaneado. Ou, para usar uma imagem mais própria de Hollywood, posso dizer que ele foi devorado por um buraco negro. E não merecia isso. Vamos esperar agora que algum Justiceiro da galáxia possa salvá-lo.

Isabel Furini é escritora e poeta premiada, autora de "Eu quero ser escritor – a crônica". e-mail: [email protected]
COMENTE ESTE POST

 Caracteres restantes : 2000
Isabel Furini
 
Isabel Furini, escritora e educadora. Recebeu prêmios em concursos de poesia e de contos. Publicou 15 livros, entre eles: Mensagens das Flores e Ele e outros contos. Também escreve para o público infanto-juvenil. É autora da coleção "Corujinha e os Filósofos" da Editora Bolsa Nacional do Livro de Curitiba.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.