Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Poemas do Dia Internacional da Mulher

08 mar 2022 às 12:01
Continua depois da publicidade

Poemas do Dia Internacional da Mulher

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Feliz dia para todas as mulheres do mundo!

Continua depois da publicidade

Tive a agradável surpresa de receber uma homenagem poética da professora e poeta Maria Antonieta Gonzaga Teixeira.

Muito obriga pelo carinho, queria poeta!

Unindo-se à homenagem temos um poema da poeta Divani Medeiros.

Continua depois da publicidade

Falando do Dia Internacional da Mulher os poemas de Izabel  Rodrigues Guandalini e Sonia Cardoso.


Minha homenagem à escritora e poeta Isabel Florinda Furini. Homenagem extensiva às Mulheres amigas de perto e de longe. Maria Antonieta Gonzaga Teixeira


O que dizer de você
e para você Isabel Furini?
Todos os adjetivos já foram citados,
todas odes em versos
e prosa já foram cantados.
Então?
O que direi?
Isabel Furini exemplo de mulher.
Que dedica sua vida
a fazer da escrita raios de luz.
Direi ao Deus das alturas
que proteja com amor de Pai,
sua estrada e a estrada da mulher branca,
negra, parda, rica, pobre, proteja a mulher.
Que ventos levem ternura para o seu viver
e o viver de toda mulher.
Que brisas suaves amenizem suas dores
e as dores da mulher.
Que o sol ilumine seus caminhos
e os caminhos de toda mulher.
Que a lua inspire o seu viver
e o viver da mulher.
Isabel Furini, que sua vida
e a vida da Mulher
seja de conquistas brilhantes,
realizações literárias
e poesias que encantam.

Maria Antonieta Gonzaga Teixeira
Acadêmica da AVIPAF  Cadeira 10.
Castro-Paraná-Brasil


*


 Mulher, luz na imensidão do Mar


Mulheres são como águas
Se encontram para crescer
E como as ondas do mar
Se unem para pensar
São Divas e graciosas
Parecidas com sereias
Sábias e empoderadas
Luz na alma que clareia
Olhar de águia no deserto
Coração valente a pulsar
Luta pela sobrevivência
Passos largos no caminhar
Na vida, constrói caminhos
Com sapiência e valentia
Defende-se com suas garras
Proativa todos os dias


Divani Medeiros



*


Uma exotica orquídea
Ou uma simples margarida
Não importa
Toda flor
Tem sua beleza
E importância
Assim são as mulheres
Cada qual em sua profissão
Desempenhando uma missão
Dando conta ainda
De multiplas situações
Carrancudas ou sorridentes
Vão levando a vida adiante
Com sabedoria suficiente
Para transformar a vida dos seus....
Realizando sonhos
Poetizando seu cotidiano
E
Conquistando o mundo.....

Izabel  Rodrigues Guandalini

*

Mulheres


Navegam por mares nebulosos
Sejam plácidos ou revoltos
E mesmo difamadas, afinal
O barquinho virou porque
A menina não sabia remar
E pior a menina é velha
E quer casar,são infinitas as
Rimas infames,mas elas insistem
Desde o silêncio líquido da
Placenta, a lutar, cair e levantar
Sangram todos os meses, mas não
Morrem, morrem sim pela
Indiferença, machismo, desigualdade
E agora assistimos a desconstrução
De tudo,caráter, rios,mares, fauna
E flora, povos originários,
Mas continuamos a lutar mesmo
Morrendo um pouco a cada dia
Morte em vida, morte matada.

Sonia Cardoso - Acadêmica da Avipaf


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade