Pesquisar

Canais

Serviços

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Alguém duvida?

31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Depois da atuação de ontem e dos decisivos gols que marcou, acho que ninguém mais duvida da recuperação e da capacidade de Ronaldo. A cada jogo que disputa, balançando a rede adversária e participando de duras disputas com os zagueiros adversários, o Fenômeno mostra que está voltando à melhor forma física e técnica e que continua sendo um craque. Ronaldo está sempre provando que tem estrela e é um vencedor.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

O segundo gol de Ronaldo foi para o Rei Pelé (que estava na tribuna) matar saudade dos seus próprios feitos na Vila Belmiro. O Interessante foi a revelação do craque no final do jogo: "percebi que ele (o goleiro Fábio Costa) costuma sair do gol, jogar adiantado e tudo ficou mais fácil". Pelé, que fez muitos gols desse naipe, mesmo com o coração ferido pela derrota santista, não poupou elogios ao fenomenal jogador.

Continua depois da publicidade


E graças ao Ronaldo o Corinthians ficou muito perto do título do Paulistão. Se ninguém duvida que ele se recuperou, poucos duvidam que o Timão colocará as faixas nos peitos de seus jogadores.


Deixando Ronaldo de lado, o Corinthians não foi brilhante como no jogo contra o São Paulo, mas foi extremamente competitivo. Chicão, que não joga na final, foi o exemplo vivo da raça corintiana. Felipe levou um gol esquisito, mas salvou em outros lances. O Timão fez prevalecer a força do seu conjunto.


O Santos fez o que pôde. Pressionou, lutou, apertou o Corinthians, mas seus jogadores decisivos não decidiram. Kleber Pereira continuou perdendo gols e o garoto Neymar sentiu o peso da decisão. Teve que assimilar a derrota e esperar uma jornada de maior acerto no Pacaembu.

Continua depois da publicidade


Outras decisões


Quem "me derrubou do cavalo" na intuição foi o Atlético Mineiro. A goleada aplicada pelo Cruzeiro liquidou o campeonato de Minas. Deu para entender que o Cruzeiro é um grande time, competente e embalado e, na mesma proporção o Atlético é muito frouxo. Ainda não será desta vez que o humilhado Galo vai truncar a série de conquistas dos cruzeirenses.


No Rio deu o normal. O empate é sempre o resultado mais lógico num clássico. Botafogo e Flamengo vão disputar em total equilíbrio o último jogo e se acontecer uma nova igualdade a decisão será na prorrogação e até nos pênaltis.


Aqui no Paraná Renê Simões assumiu o Coritiba e ganhou o Atle-tiba que evitou o título antecipado do Atlético. Foi uma grande vitória que recolocou o Coxa na briga pelo título, mas os atleticanos continuam sendo o maior favorito. Quem decepcionou foi o J. Malucelli. Ao perder do Nacional, perdeu também a chance de ser líder isolado e o maior favorito para ser campeão.


Agora é assim: Como teve a melhor campanha no geral o Atlético precisa só de uma vitória contra o Cianorte, na Arena; o Coritiba precisa ganhar do Nacional (no Couto Pereira) e esperar que o Atlético não vença; e o Malucelli, para ficar com o título, terá que derrotar o Paraná e esperar que Atlético e Coritiba não vençam. A emoção maior ficou para a última rodada.


E o LEC?

Amanhã é o dia decisivo da parceria com a SM Esportes. Se sair, o grupo assume o futebol do clube na disputa da série D do Brasileiro. Se não sair, Peter Silva terá que comandar o futebol do Tubarão no campeonato e poderá receber alguns jogadores da SM como reforços. Vamos aguardar.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade