11/12/19
º/º
PUBLICIDADE
Kick Off
Kick Off
17/05/2019 - 17:03
Imprimir Comunicar erro mais opções
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter


O meio-campista Santi Cazorla está de volta a seleção espanhola. A convocação para os dois próximos jogos das eliminatórias da Eurocopa é um prêmio para o jogador que viveu um drama quase que irreal nos últimos anos e muito pouco não teve que abandonar a carreira.

De 2013 para cá, período em que estava no Arsenal, Cazorla passou por oito cirurgias no tornozelo direito e a lesão quase lhe custou a amputação do pé por causa de uma gangrena. A infecção foi tão grave que o meia perdeu oito centímetros do tendão de Aquiles.





Cazorla retornou nesta temporada ao Villarreal e voltou aos gramados após dois anos parado. O meia tem conseguido jogar em sequência pelo clube espanhol. A convocação para a seleção espanhola foi uma recompensa.

A última vez que Cazorla defendeu a Fúria foi em outubro de 2015. Pela seleção espanhola, o meia foi bicampeão da Eurocopa (2008 e 2012). Cazorla vai participar dos jogos contra Ilhas Faroé e Suécia nos dias 7 e 10 de junho, respectivamente, pelas eliminatórias da Euro.
16/05/2019 - 16:49
Imprimir Comunicar erro mais opções
CBF
CBF


A fase da seleção brasileira feminina não é das melhores e o técnico Vadão ainda causou polêmica ao anunciar nesta quinta-feira (16) a convocação do Brasil para a disputa da Copa do Mundo.

O time brasileiro não ganha a nove partidas e o treinador, durante a entrevista coletiva na sede da CBF, se confundiu com a geografia da Jamaica, primeiro adversário do Brasil no Mundial da França. Para Vadão, a Jamaica fica na África e não no Caribe.



Vadão também não foi perdoado pelas redes sociais ao afirmar as diferenças entre um vestiário feminino e um masculino. "É mais difícil acalmar mulheres do que homens", respondeu o treinador.

Foram convocadas 23 jogadoras e entre elas as experientes Formiga, Cristiane e Marta. O Brasil estreia contra a Jamaica no dia 9 de junho e depois pega a Austrália no dia 13 e a Itália, no dia 18.


13/05/2019 - 11:09
Imprimir Comunicar erro mais opções
A Premier League sem dúvida hoje é o campeonato mais competitivo do mundo. A disputa acirrada entre Manchester City e Liverpool – com duas campanhas históricas e que fechou com o City campeão – mostra o nível do Inglês e tudo que a Liga fez para reestruturar o futebol pós era hooligans.

Este ano, a competição foi tão acirrada, que até os artilheiros do campeonato acabaram dividindo o prêmio chuteira de ouro. O egípcio Mohamed Salah, o senegalês Sadio Mané, ambos do Liverpool e Pierre Aubameyang, do Arsenal terminaram a competição com 22 gols cada. Impressionante!

Mas o que marcou mesmo essa festa para os Reds, que mesmo com dois artilheiros e perdendo apenas uma partida ao longo da competição ficou com o vice, foi a festa do torcedor em Anfield. A filha de Salah acabou se tornando o simbolo da campanha e da alegria dos torcedores. Veja o que a garota aprontou durante a premiação do pai!


12/05/2019 - 15:27
Imprimir Comunicar erro mais opções
Reprodução/Twitter
Reprodução/Twitter


A goleada, de virada, por 4 a 1 sobre Brighton, fora de casa, neste domingo (12), garantiu o bicampeonato da Premier League ao Manchester City. Foi a sexta conquista da história dos Citizens.

Há 11 temporadas o campeonato mais equilibrado e difícil do mundo não tinha uma equipe conquistando o título em anos seguidos. A última vez havia sido o tricampeonato do Manchester Unidet (2007, 2008 e 2009), ainda na era Alex Ferguson.





Além disso, o time do técnico Josep Guardiola conseguiu outro feito histórico nestas duas campanhas vitoriosos. O City foi bicampeão com a maior pontuação da história da PL. Em 2018, somou 100 pontos e agora fez, 98. Parabéns também ao Liverpool, que foi vice-campeão com 97 pontos, e com esta campanha o time de Jürgen Klopp só não seria campeão mesmo nestas duas temporadas dominadas pelos Citizens.

08/05/2019 - 09:43
Imprimir Comunicar erro mais opções
Ontem o futebol viveu um dos momentos mais incríveis da história. A goleada de 4 a 0 do Liverpool sobre o Barcelona e a classificação heroica para a final da Liga dos Campeões foi tão espetacular que até um dos caras mais chatos do futebol mundial se rendeu ao técnico dos Reds, Jürgen Klopp.

José Mourinho - que depois do Manchester United ainda está sem clube - rasgou elogios ao treinador alemão. Aliás, Mourinho é outra pessoa quando não está no cenário de competição, um cara que faz comentários incríveis durante as partidas que vem trabalhando. Olha só alguns que separamos.

"Anfield é um dos lugares em que o impossível se torna possível. Para mim, essa virada tem um nome: Jürgen. Não se trata de táticas, filosofia, mas sim sobre coração e alma. Jürgen merece, o trabalho que ele faz no Liverpool é fantástico, mas isso é um reflexo da sua personalidade de nunca desistir, um espírito de luta, cada jogador dando tudo que pode...ele não chora porque perde um jogador, porque está jogando 60 ou 70 partidas por temporada como outros treinadores. Tudo que aconteceu hoje é devido a mentalidade de Jürgen".


Kick Off
 
Os jornalistas Lucio Flávio e Victor Lopes trazem as novidades do futebol internacional e o que de melhor acontece no mundo da bola. Do Real Madrid ao Carabobo, além da presença dos jogadores brazucas nas ligas pelos quatro cantos do planeta, tudo vira notícia aqui de forma descontraída e interativa.



ARQUIVO
Mês
Ano
AVISO: Opiniões e informações contidas nos blogs hospedados nesta plataforma são de responsabilidade exclusiva dos autores e não refletem os valores do Portal Bonde.
PUBLICIDADE