Pesquisar

Canais

Serviços

Quem não se alimenta direito corre o risco de entrar em estado de hipoglicemia e pode desenvolver diversas doenças. - Reprodução
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Atividade fisica e alimentação.

21 ago 2009 às 21:04
Continua depois da publicidade



Ao iniciar uma atividade física, o organismo utiliza o alimento ingerido para produzir energia para todo o corpo. Quando você não se alimenta antes da atividade, você pode entrar em estado de hipoglicemia (falta de açúcar no sangue), provocando dificuldade para raciocinar, sensação de fraqueza, sudorese exagerada, sonolência, visão dupla, desmaios, etc.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Os nutrientes necessários em grandes quantidades são denominados macronutrientes e os necessários em pequenas quantidades micronutrientes. Os macronutrientes, que são as proteínas, as gorduras, os carboidratos e alguns minerais, constituem a maior parte da dieta e fornecem a energia e os componentes necessários para o crescimento, a manutenção e a atividade.

Continua depois da publicidade


Os micronutrientes são as vitaminas e os elementos vestigiais (oligoelementos), que são requeridos em pequenas quantidades, de miligramas a microgramas. Em excesso, todos os elementos vestigiais são tóxicos e alguns (arsênico, níquel e cromo) foram identificados como cancerígenos.


Carboidratos: são as principais fontes de energia para a contração muscular, para o suprimento de energia para o sistema nervoso central e para o melhor aproveitamento durante a oxidação das gorduras estocadas no corpo. São exemplos de carboidratos alimentos como cereais, pães, farinhas, mandioca e batata, doces e frutas.

Continua depois da publicidade


Proteínas: são fundamentalmente importantes na reparação e construção dos tecidos corporais, na formação de hormônios, coagulação sangüínea e, secundariamente, podem servir como fonte energética. Alimentos como carne, ovo, leite, queijo e aveia fazer parte do grupo das proteínas.


Gorduras: são os nutrientes que oferecem mais calorias e as principais fontes de energia quando o indivíduo encontra-se em repouso. São importantes para várias funções metabólicas como a absorção das vitaminas solúveis na gordura (A, D, E e K), conversão hormonal (como no ciclo menstrual) e isolamento térmico. Exemplo de alimentos do grupo das gorduras são os óleos vegetais, nozes, abacate, peixe, milho, soja, leite e derivados, carne, chocolate, etc.


Sais minerais: são nutrientes essenciais, pois participam na formação de tecidos, ajudam as vitaminas no processo de organização das funções do organismo, contribuem para o funcionamento das glândulas, regulam o ritmo das funções do organismo, participam na digestão e absorção dos nutrientes, e também na contração muscular. Exemplos: frutas, verduras, legumes, carnes, etc.


Vitaminas: são fundamentais para a digestão dos alimentos, a atividade mental e o combate às infecções. Elas possibilitam o processamento de proteínas, carboidratos e gorduras. Algumas ajudam a produzir células do sangue, hormônios, material genético e substâncias encontradas no sistema nervoso. Ao contrário dos carboidratos, proteínas e gorduras, as vitaminas não fornecem energia (calorias). Entretanto, auxiliam na liberação e utilização das calorias dos alimentos. A deficiência ou o excesso de vitaminas podem causar vários problemas de saúde. As vitaminas estão presentes em grande parte dos alimentos, como frutas, verduras, legumes, carnes, etc.

Coma bem e MOVIMENTE-SE!


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade