Pesquisar

Canais

Serviços

Rosa Passos: pioneira no formato compact disc - Ana Oliveira
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Rosa, sempre clássica

31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

Pra começar, dois pontos a serem comentados (não necessariamente na mesma ordem): primeiro, Rosa Passos, como a voz mais bela da música brasileira, consegue interpretar clássicos do cancioneiro popular sem ser piegas; segundo, foi ela a primeira cantora brasileira a ser lançada exclusivamente no formato Compac Disc, com "Curare".
O álbum, o segundo de sua carreira, foi apresentado originalmente em 1991, e agora relançado pela Deck Disc, aproveitando a bela participação da artista no Tim Festival 2008, além de uma homenagem ao cinqüentenário da Bossa Nova - uma vez que o repertório do CD aproximou definitivamente a artista do gênero musical.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

Continua depois da publicidade


Mais consagrada lá fora que no Brasil (aliás, lamentavelmente como fatia considerável dos bons artistas nacionais), Rosa Passos soa contemporânea em todas as canções nas quais empresta a voz. No caso de "Curare", "Dindi" (Tom Jobim / Aloysio de Oliveira); "Coisa mais linda" (Carlos Lyra / Vinícius de Moraes); "A felicidade" e "Só danço samba" (ambas parcerias de Tom Jobim e Vinícius de Moraes), só para citar algumas.


Ao abrir o envelope da gravadora, a feliz surpresa de ver um CD de Rosa Passos automaticamente me remeteu a quem me apresentou Rosinha: Ju, meu querido amigo, que até recebeu flores da artista no palco em Curitiba. Isso é para a nobreza, né, Ju? Para você, um pouco de Rosinha como minha gratidão:


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade