Pesquisar

Canais

Serviços

Reprodução/Facebook
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade

Apoiadores cobram STF sobre ataques a Bolsonaro após internação

Guilherme Seto/Folhapress
04 jan 2022 às 10:28
Continua depois da publicidade

Bolsonaristas usaram as redes sociais para cobrar apuração pelo STF (Supremo Tribunal de Justiça) de supostos ataques e ameaças contra o presidente Jair Bolsonaro (PL) após internação para tratar de obstrução intestinal.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE


Marco Feliciano (PL-SP) e Carlos Bolsonaro (Republicanos-RJ) cobraram ação do STF. À reportagem Feliciano citou como ameaça um post em que o ator Zé de Abreu diz desejar que Bolsonaro exploda.

Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade


"Alguma investigação, diligência ou atitude parecida será tomada com os donos das contas das mídias sociais que ameaçam e desrespeitam o presidente?", questionou Feliciano no Twitter.


Ao compartilhar a postagem do ator, o filho 02 de Bolsonaro marcou a página do STF na plataforma. Outro que comentou os ataques foi o ex-secretário de Comunicação da Presidência Fabio Wajngarten. 


Ele afirmou que "qualquer incentivo/ameaça à vida" do presidente "deveria ser considerada promoção da instabilidade institucional e da ordem democrática".

Continua depois da publicidade


Os bolsonaristas classificaram nas redes como "ódio do bem" postagens como a do ator e de outras páginas em que pessoas desejam a morte do presidente ou questionam a internação após passar mal durante as férias em Santa Catarina.


"Esse ódio do bem está dando muita raiva. Polarizar sobre política é uma coisa. Desejar a morte é outra completamente diferente", disse Carla Zambelli (PSL-SP) ao comentar postagem de Carlos Bolsonaro.

Continue lendo