05/08/20
25º/13ºLONDRINA
PUBLICIDADE

Entenda o que é o estado de calamidade pública

Na iminência da aprovação do decreto de estado de calamidade pública no Brasil por conta do avanço do novo coronavírus (Sars-CoV-2) por todo o país, é importante entender o que essa situação excepcional traz de efeitos tanto para o governo como para a sociedade.

Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Marcello Casal Jr./Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


De acordo com informações do Senado, essa situação é decretada quando os danos à saúde e aos serviços públicos se instalam e afetam diretamente a capacidade de ação do poder público. O decreto é diferente da situação de emergência, que se caracteriza quando esses dois problemas são iminentes, ou seja, que ainda não aconteceram. A medida está disponível no Artigo 65 da LRF (Lei de Responsabilidade Fiscal) e, no caso do decreto federal, será preciso que tanto a Câmara dos Deputados como o Senado aprovem a decisão.

Decretada a calamidade, são liberados recursos federais para ações em casos de emergência - seja para o atendimento da população em si ou para entidades e órgãos públicos necessitados através do Programa de Resposta aos Desastres.

Neste momento, o estado de calamidade pública ainda afetará outros pontos: a União não precisará cumprir a meta fiscal deste ano - que já admitia um déficit fiscal de até R$ 124,1 bilhões nas contas públicas - e não precisará mais fazer o contingenciamento de recursos para combater a pandemia.

Porém, o governo de Jair Bolsonaro precisará cumprir tanto o teto de gastos como a chamada regra de ouro, um mecanismo que "busca evitar o uso de recursos provenientes de dívida para o pagamento de despesas correntes", de acordo com a definição do Tesouro Nacional. A medida está sendo solicitada para que o governo consiga intervir na economia em questões como geração de emprego e de auxílio econômico para evitar uma falência generalizada de empresas. Também libera mais recursos para a saúde.

Até o momento, o Ministério da Saúde confirma 291 casos da epidemia no Brasil e contabiliza 8.819 casos suspeitos. Até o momento, uma morte foi confirmada - mas outras quatro estão em análise em São Paulo e outras duas no Rio de Janeiro.
Ansa Brasil
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Coronavírus
Procon de Londrina notifica 8 empresas por preços abusivos de álcool gel e máscaras
Alerta
Boletim: Paraná confirma 12 novas mortes por dengue
Saiba como lavar
Higienização correta das mãos é medida eficaz na prevenção do coronavírus, diz microbiologista
Continue lendo
Explosão em Beirute
Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês
05 AGO 2020 às 14h49
Pesquisa
Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado
05 AGO 2020 às 14h30
Pandemia
'Não dá para continuar muito', diz Bolsonaro sobre prorrogação de auxílio emergencial
05 AGO 2020 às 11h22
Processo disciplinar
Três PMs são demitidos por fraudar apreensão de moto em Londrina
05 AGO 2020 às 11h20
Caso Carlos Azarias
Justiça de Londrina torna réu suposto mandante do assassinato de chefe de fraude no IPTU
05 AGO 2020 às 11h15
Veja os números
Movimento no Restaurante Popular de Londrina cai durante a pandemia
05 AGO 2020 às 11h05
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados