05/08/20
25º/13ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Confira!

Google registra explosão de buscas por seguro-desemprego

Na esteira da publicação da MP (medida provisória) que flexibiliza as regras trabalhistas e das restrições ao funcionamento do comércio e serviços em meio à crise do coronavírus, explodiram as buscas no Google pelos termos desemprego e seguro-desemprego.

Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Marcello Casal Jr./Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


O levantamento, feito pela empresa a pedido da reportagem, mostra que o interesse pelo assunto cresce desde a sexta (13).

Para medir a intensidade das pesquisas, os dados foram organizados em uma escala de 0 a 100, em que 100 representa o interesse máximo de busca. O Google não divulga os números absolutos de pesquisas feitas.

De modo a evitar distorções, foram excluídos sábados e domingos, quando as buscas caem consideravelmente.

Nesta segunda, o índice registrou 100 para os dois termos, ponto mais alto considerando os últimos 12 meses. Para efeito de comparação, a média desde março de 2019, descontada a última semana, era 45 para a palavra desemprego e 55 para seguro-desemprego.

Na noite de domingo (22), o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) publicou medida provisória que, dentre outros pontos, autorizava a suspensão do contrato de trabalho por até quatro meses.

No período, o empregado deixaria de trabalhar e não receberia salário. A empresa seria obrigada a oferecer curso de qualificação online ao trabalhador e a manter benefícios, como plano de saúde.

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM), criticou a MP, e líderes do Congresso cogitaram devolvê-la. Na tarde desta segunda, porém, Bolsonaro recuou e anunciou em rede social que revogaria o trecho que permitia a suspensão dos contratos.

O governo deve enviar outra MP, anunciada na semana passada, que permite o corte de jornadas e salários em até 50% durante a crise.

As buscas no Google se intensificaram ao passo que prefeitos e governadores anunciaram o fechamento do comércio e de serviços não essenciais, como academias, shoppings e bares. As proibições visam conter o avanço da epidemia no país, que somava 1.891 casos e 34 mortes na tarde desta segunda.

No dia 18, quando o interesse pela pesquisa por seguro-desemprego registrou índice 73, o governador de São Paulo, João Doria (PSDB), estabeleceu que os shoppings da região metropolitana fossem fechados a partir desta segunda (23).

No mesmo dia, o prefeito da capital, Bruno Covas (PSDB), determinou o fechamento, a partir da sexta (20), de todo o comércio –a exceção de serviços essenciais, como farmácias e supermercados. Posteriormente, as restrições foram estendidas por Doria para todo o estado.

No dia 19, quando a intensidade das pesquisas por seguro-desemprego saltou para 83, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel (PSC) proibiu o funcionamento de bares e restaurantes e a circulação nas praias a partir do sábado (21).

Há restrições em diversos outros estados, como Amazonas, Rio Grande do Sul, Minas Gerais e Pernambuco.

No Twitter, desde o dia 11, foram publicados mais de 1.300 posts com a frase "fui demitido" ou "fui demitida". Os pontos mais altos foram registrados na quinta (19) e sexta (20), com 211 e 246 posts, respectivamente.

Retuítes e múltiplos tuítes de um mesmo usuário foram excluídos do levantamento.

Na rede, usuários que relataram ter perdido o emprego levantaram dúvidas sobre como conseguiriam ter acesso ao seguro-desemprego, uma vez que os postos de serviço estão fechados.

A solicitação do benefício, contudo, pode ser feita online, pelo portal Emprega Brasil (empregabrasil.mte.gov.br), do Ministério da Economia.
Por conta da crise, o governo federal reajustou de 2,1% para 0,02% a projeção de crescimento do PIB em 2020.
Daniel Mariani, Diana Yukari e Flávia Faria - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
Entenda!
Conheça a aromaterapia e como ela auxilia na proteção viral
Veja o guia!
Dicas práticas para fortalecer o sistema imunológico
Veja algumas medidas
Isolamento social é fundamental para evitar disseminação do coronavírus
Continue lendo
Explosão em Beirute
Bolsonaro diz a embaixador que Brasil vai ajudar o povo libanês
05 AGO 2020 às 14h49
Pesquisa
Serviço público tem mais pessoal em trabalho remoto que setor privado
05 AGO 2020 às 14h30
Pandemia
'Não dá para continuar muito', diz Bolsonaro sobre prorrogação de auxílio emergencial
05 AGO 2020 às 11h22
Processo disciplinar
Três PMs são demitidos por fraudar apreensão de moto em Londrina
05 AGO 2020 às 11h20
Caso Carlos Azarias
Justiça de Londrina torna réu suposto mandante do assassinato de chefe de fraude no IPTU
05 AGO 2020 às 11h15
Veja os números
Movimento no Restaurante Popular de Londrina cai durante a pandemia
05 AGO 2020 às 11h05
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados