Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Por contrato

Justiça pede que Record responda se pode quitar dívida de Ana Hickmann com banco

Gabriel Vaquer - Folhapress
21 mai 2024 às 09:55
- Divulgação
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

A 16ª Câmara de Direito Privado do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo) solicitou que a Record informe se poderia pagar em juízo a um credor de Ana Hickmann. A ideia é usar os valores contratuais que a apresentadora e ex-modelo recebe da emissora por meio de sua pessoa jurídica para quitar uma dívida.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Ato criminoso

Conheça os perigos e riscos de soltar balões; fabricação ou soltura pode dar multa e até cadeia

Imagem de destaque
Patrimônio histórico ameaçado

Entenda como santos são roubados de igrejas mineiras e traficados para fora do país

Imagem de destaque
Falta de recursos

Crise com demissões e redução de horários no Inmet ameaça previsão climática

Imagem de destaque
E agora?

Não pagou a taxa de inscrição do Enem? Veja como fazer

O pedido foi feito no dia 8 deste mês. A reportagem teve acesso à ação, movida pelo Daniele Banco, instituição financeira que concedeu crédito à Hickmann Serviços Ltda., empresa que até o ano passado era de Hickmann em sociedade com o ex-marido, Alexandre Correa.

Publicidade


O banco diz que fez um crédito de R$ 185,3 mil para a empresa de Hickmann, mas não teve retorno de pagamento nem conseguiu fazer qualquer tipo de negociação para resolver a situação. Com isso, a instituição quer que os valores que a TV de Edir Macedo eventualmente vá pagar à empresa da apresentadora sejam penhorados.


Em sua decisão, o desembargador Miguel Petroni Neto concordou que a Record fosse consultada sobre o assunto. O magistrado pediu que a emissora responda em até 30 dias se existem créditos a serem depositados na conta da Hickmann Serviços Ltda.

Publicidade


"Defiro o pedido e determino que a Record informe se a executada Hickmann Serviços Ltda. possui créditos a serem auferidos em razão de negócios jurídicos existentes entre as partes, e, em hipótese positiva, providencie o pagamento dos valores por intermédio de depósito para conta bancária vinculada a este Juízo", diz trecho da decisão.


A Record tem até 30 dias, após intimação, para responder se poderia fazer o depósito de forma judicial. Se a resposta for positiva, a Justiça repassaria o montante depositado pela emissora para o banco solicitante.


Hickmann alega que Correa fez negócios falsificando sua assinatura para desviar dinheiro enquanto os dois eram casados. Os advogados da ex-modelo afirmam que o empresário transferiu R$ 41,8 milhões para contas privadas, segundo um laudo técnico entregue para a defesa.


Procurada pela reportagem, a defesa de Ana Hickmann confirmou a situação, mas diz que o caso está em "análise judicial". A Record diz que não comenta casos judiciais em andamento.


Imagem
ChatGPT retira voz parecida com a de Scarlett Johansson do ar após notificação extrajudicial da atriz
O presidente-executivo por trás do ChatGPT, Sam Altman, ofereceu à atriz Scarlett Johansson, que dubla a robô Samantha do filme "Ela" ("Her" no original), o trabalho de dar voz ao chatbot de inteligência artificial mais popular da internet.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade