Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Publicidade
Publicidade
Veja vídeo:

Purificadores de água comprados com vaquinha de Felipe Neto chegam ao Rio Grande do Sul

Folhapress
09 mai 2024 às 09:55
- Reprodução/X
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

Após arrecadar mais de R$ 4,8 milhões em um dia, Felipe Neto organizou a compra de 220 purificadores de água para enviar aos locais atingidos pelas enchentes no Rio Grande do Sul.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
2x São Paulo

Área queimada no pantanal em 2024 já é 54% maior do que em ano de destruição recorde

Imagem de destaque
Saiba mais

Estudo atesta eficácia de tratamento mais barato para AVC pelo SUS

Imagem de destaque
Pouca mudança

Enquadramento de homotransfobia como crime de racismo completa 5 anos com lacuna de dados

Imagem de destaque
Nova tendência

Homens deixam muita pele à mostra para combater caretice e padrões de gênero

As máquinas chegaram a Porto Alegre nesta quarta-feira (8), de avião da FAB. Os purificadores estão sendo instalados e colocados em funcionamento pela Defesa Civil. Segundo o influenciador, 1,5 milhão de litros de água podem ser purificados por dia.

Publicidade


Em seu perfil no X, Felipe Neto prestou contas aos doadores e se defendeu das críticas. Ele também afirmou que vai processar quem o acusa de usar as doações de forma indevida, com foco em reverter os valores de indenizações para mais ações sociais.


"Aos idiotas espalhando que menti o valor dos purificadores: cada um foi R$ 18 mil; + 2 mil por filtro de linha; + 2 mil por kit de manutenção; total de R$ 22 mil por unidade. Se alguém sente que pode fazer melhor, cala a boca e faz! ", escreveu.


Até o momento, foram confirmadas 100 mortes em decorrência das enchentes no Rio Grande do Sul e 130 pessoas estão desaparecidas. O número de desabrigados passa de 67 mil desabrigados e o de desalojados está na casa dos 163 mil. Muitas dessas pessoas estão sem água e sem energia elétrica.


Imagem
Moradores de Londrina e região se unem para ajudar a população do Rio Grande do Sul
Em meio à tragédia, a solidariedade. No momento de tristeza e luto, a possibilidade da esperança. Mesmo a mais de mil quilômetros de distância, moradores de Londrina e de cidades da região têm buscado fazer a diferença na vida da população gaúcha.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade