11/07/20
24º/LONDRINA
PUBLICIDADE
Saiba mais

SP multará morador e comércio por falta de máscara; valor vai de R$ 500 a R$ 5.000

O governador do estado de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta segunda-feira (29) que o estado multará pessoas e estabelecimentos comerciais que descumprirem a obrigatoriedade do uso de máscaras de rosto. A determinação passa a valer na próxima quarta-feira (1º).

Pixabay
Pixabay


Os estabelecimentos serão multados em R$ 5.000 por pessoa flagrada sem máscara e por cada vez que isso acontecer. Ou seja, se por dois dias diferentes a vigilância sanitária flagrar duas pessoas sem a proteção, o total será de R$ 20 mil.

A multa para pessoas físicas que estiverem sem máscaras em ambientes públicos será de R$ 500. Segundo o governador, todo o dinheiro recebido por essas penalidades será revertido para o programa Alimento Solidário.

"Quero lembrar que o uso de máscara passará, desde essa pandemia, a ser algo cotidiano nas nossas vidas, como vestir um par de sapatos, uma camisa, uma indumentária. As pessoas terão que usar máscaras até que tenhamos a vacinação feita na totalidade da população brasileira", afirmou.

Crieina Megid, diretora do centro de vigilância sanitária do estado, disse que a vigilância sanitária fará ações educativas para conscientizar a população sobre a importância do acessório e incentivou que sejam feitas denúncias dos casos de descumprimento das normas de saúde.

"Com relação a restaurantes e bares, temos que ter maior bom senso. Você entra de máscara, faz o pedido de máscara, mas na hora de comer com certeza vai ter que tirar. O momento de estar de máscara é muito claro; neste momento [de comer ou beber], pode ficar sem. Nas outras situações, o ambiente todo tem que estar de máscara", explicou.

Tanto Megid quanto Doria reforçaram que, havendo necessidade, a Polícia Militar e a Guarda Civil Metropolitana poderão ser acionadas para auxiliar os profissionais da vigilância.

Leia também: Crianças recebem kits de higiene e máscaras em Paraisópolis "Se [a pessoa] não tiver, o estabelecimento deve fornecer a máscara ao cliente, para que ele possa frequentar [o local]. Caso contrário, se a vigilância sanitaria ali estiver presente, vai multar", completou o governador.

Ele ainda afirmou que, de acordo com as medições de seu governo, na cidade de São Paulo o índice de uso de máscaras está em 97% e no estado, 93%. O objetivo é alcançar 100%.

"Muitas vezes as pessoas saem com as máscaras, mas não a colocam adequadamente. A máscara tem que proteger a boca e o nariz", afirmou João Gabbardo, médico do comitê de combate ao coronavírus do estado de São Paulo.
João Gabriel - Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Conteúdo relacionado:
573 novos casos
Paraná atinge marca de 600 mortes e 21.089 casos confirmados de Covid-19
Saiba mais
Arapongas registra sexto óbito pelo novo coronavírus
Em live
Belinati chama atenção contra as fake news sobre Covid-19 em Londrina
Continue lendo
Tecnologia
Faça backup dos dados do WhatsApp e transfira para o seu Android ou iPhone
10 JUL 2020 às 17h40
Entenda
Crise econômica faz crescer demanda por empréstimos durante a pandemia
10 JUL 2020 às 17h32
Recadastramento anual
Prova de vida de aposentados e pensionistas é suspensa até setembro
10 JUL 2020 às 16h12
Mercadoria do Paraguai
Cinco pessoas são presas por contrabando de produtos eletrônicos em Arapongas
10 JUL 2020 às 15h31
Conselho de Educação
Bolsonaro nomeia olavista, professor da UEL e dono de universidade para CNE
10 JUL 2020 às 14h42
Confira as datas
Caixa antecipa saque do auxílio emergencial do terceiro lote
10 JUL 2020 às 14h31
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados