Pesquisar

Canais

Serviços

Publicidade
Não foi de tiros

Sucuri Ana Júlia morreu de causas naturais em MS, aponta perícia

UOL/Folhapress
01 abr 2024 às 13:25
- Reprodução/Instagram @cdimitrius
siga o Bonde no Google News!
Publicidade
Publicidade

O laudo da Polícia Científica de Mato Grosso do Sul aponta que a sucuri encontrada morta nas margens do rio Formoso morreu de causas naturais.

Cadastre-se em nossa newsletter

Publicidade
Publicidade


Leia mais:

Imagem de destaque
Maquiagem

Batom vermelho é a principal tendência da próxima temporada, dizem maquiadores da SPFW

Imagem de destaque
Joe, Nick e Kevin

Jonas Brothers desembarcam no Brasil para show único em SP

Imagem de destaque
Tendências

SPFW destaca cabelos volumosos com texturas, faixas e coques na passarela

Imagem de destaque
Comprarias?

IBGE vai vender mapa com Brasil no centro do mundo após 'grande sucesso'

A suspeita inicial era de que a sucuri teria sido morta a tiros. Ana Júlia, como era chamada por pesquisadores, foi encontrada por um grupo de turistas e guias no dia 24 de março.

Publicidade


Nenhuma perfuração foi identificada no animal. Segundo o delegado do caso, Pedro Ramalho, a cobra tinha um "pequeno arranhão próximo ao olho", mas sem marcas de arma de fogo. Nenhum projétil foi localizado.


O laudo final será entregue daqui a seis dias. A informação da causa da morte por fatores naturais foi confirmada nesta segunda (1º) ao UOL.


A sucuri já participou de produções cinematográficas. A cobra, com quase sete metros de comprimento e nativa da América do Sul, estrelou documentários da BBC e também estará na Netlfix e National Geographic.


Imagem
Prefeitura de Londrina começa obras para prevenir danos causados pela chuva
Com o objetivo de prevenir os danos causados pelas chuvas, a Prefeitura de Londrina iniciará, nesta semana, obras de drenagem em quatro locais de diferentes bairros da cidade.
Publicidade

Últimas notícias

Publicidade