17/04/21
PUBLICIDADE
Entre 2000 e 2010

Vulnerabilidade social na Região Metropolitana de Curitiba tem queda de 26,7%

A Região Metropolitana de Curitiba (RMC) registrou queda de 26,7% em seu Índice de Vulnerabilidade Social (IVS) entre 2000 e 2010, segundo estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) divulgado nesta segunda-feira (5). Baseado no Atlas de Desenvolvimento Humano, o levantamento considerou indicadores de infraestrutura urbana, capital humano e trabalho/renda de 16 dos principais aglomerados urbanos do País. Com IVS de 0,285 (quanto mais próximo a 1, maior é a taxa de exclusão), a RMC aparece com a terceira melhor colocação, atrás apenas de Porto Alegre (0,270) e Vale do Rio Cuiabá (0,284).

A região também apresentou a diminuição mais expressiva na dimensão capital humano no período, de 0,402 para 0,266, o que corresponde a 34% - nenhuma localidade teve evolução inferior a 26%. De forma geral, os menores progressos se deram na área de infraestrutura. Somente no Norte, no Nordeste e no Centro-Oeste houve casos de variações superiores a 10%. A Grande São Luis, no Maranhão, por exemplo, que apresentou a maior redução no quesito, de 24%, permaneceu com o IVS mais alto (0,527 em 2010). O índice é puxado por itens como acesso ao saneamento (água, esgoto e coleta de lixo) e tempo de deslocamento casa-trabalho.


Para observar os resultados mais detalhadamente, o Ipea agregou as 16 Regiões Metropolitanas analisadas em 10 mil Unidades de Desenvolvimento Humano (UDHs), que contabilizaram resultados diferenciados, dependendo da região e, sobretudo, do alcance dos serviços, equipamentos e políticas ofertados à população. Somente 19% das UDHs estavam nas faixas mais altas da vulnerabilidade social em 2010 – em 2000, eram quase 60%. Da mesma maneira, a proporção de unidades nas faixas mais baixas aumentou de 18% para 44%.

RMC
Em 2000, 11% das UDHs da RMC encontravam-se na faixa da muito baixa vulnerabilidade social, enquanto 8% apresentavam baixa exclusão. Já em 2010, essas proporções corresponderam, respectivamente, a 21% e 31%, sendo que a soma do percentual de UDHs nas faixas de alta e muito alta passou de 55% para 7%. O resultado mostra que houve retração da desigualdade. Em termos absolutos, a diferença entre o menor e o maior índice passou de 0,612, em 2000, para 0,459, em 2010 (uma variação de 25%).

Ainda é possível notar, contudo, diferenças quanto à localização dos municípios. Pinhais, São José dos Pinhais, Colombo, Campo Largo, Balsa Nova e Lapa, que ficam próximos da sede (Curitiba), com uma oferta de serviços maior, possuem IVS mais baixo. Na outra ponta, Doutor Ulysses, Adrianópolis, Tunas do Paraná, Bocaiúva do Sul, Rio Branco do Sul e Campo Largo, localizados na porção norte da RMC, apresentam os valores mais altos.

A vulnerabilidade social aponta a ausência ou insuficiência de alguns ativos, recursos ou estruturas (como fluxo de renda, condições adequadas de moradia e acesso à educação), que deveriam estar à disposição de todo cidadão. Conforme os pesquisadores, tais situações decorrem de processos sociais amplos, contra as quais o indivíduo, por si só, não conseguiria agir; e cujos rumos só o Estado, através de políticas públicas, teria condições de alterar. A publicação completa está disponível no endereço http://ivs.ipea.gov.br


Região Metropolitana de Curitiba
2000
População: 2.813.237.
PIB: R$ 28,34 bilhões.
PIB/per capita: R$ 10,07 mil.
IDHM (2000): 0,698.
IVS (2000): 0,389.
IVS Infraestrutura Urbana (2000): 0,419.
IVS Capital Humano (2000): 0,402.
IVS Renda e Trabalho (2000): 0,345.

2010
População: 3.223.836.
PIB: R$ 94,9 bilhões.
PIB/per capita: R$ 29,47 mil.
IDHM (2010): 0,783.
IVS (2010): 0,285.
IVS Infraestrutura Urbana (2010): 0,405.
IVS Capital Humano (2010): 0,266.
IVS Renda e Trabalho (2010): 0,184.
IVS 2000-2010 (%): 0,104 (26,7%).

Dimensões
IVS Infraestrutura Urbana 2000 = 0,419.
IVS Infraestrutura Urbana 2010 = 0,405.
IVS 2000-2010 (%) = 0,014 (3,34%).

IVS Capital Humano 2000 = 0,402.
IVS Capital Humano 2010 = 0,266.
IVS 2000-2010 (%) = 0,136 (33,8%).

IVS Renda e Trabalho 2000 = 0,345.
IVS Renda e Trabalho 2010 = 0,184.
IVS 2000-2010 (%) = 0,161 (46,67%).

Fonte: Atlas da Vulnerabilidade Social nas Regiões Metropolitanas Brasileiras/Ipea
Mariana Franco Ramos – Equipe Folha
PUBLICIDADE
Continue lendo
Após sete finais de semana

Comerciantes de Londrina comemoram retomada do atendimento aos sábados

17 ABR 2021 às 16h33
Funeral do marido

Imagem da rainha Elizabeth isolada gera comoção nas redes sociais

17 ABR 2021 às 15h39
6º sorteio sem ganhador

Caixa sorteia hoje R$ 40 milhões da Mega-Sena acumulada

17 ABR 2021 às 13h42
Operação Pronta Resposta III

Homem morre durante operação da PM no Flores do Campo

17 ABR 2021 às 13h23
Publicação viralizou

Aluna surda recebe explicação de professor por áudio

17 ABR 2021 às 12h58
Deu falta

Professores da rede estadual denunciam falhas em novo sistema de registro de frequência

16 ABR 2021 às 20h20
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados