15/07/20
24º/16ºLONDRINA
PUBLICIDADE
Entenda

Fim da quarentena pode prolongar crise econômica, diz investidor

A pressão de empresários pelo afrouxamento precoce da quarentena pode prolongar o sofrimento econômico, na opinião do investidor Lawrence Pih, que estima uma contração entre 8% e 10%​ do PIB brasileiro neste ano, sem uma condução adequada das medidas para conter o contágio do coronavírus.

Rovena Rosa/Agência Brasil
Rovena Rosa/Agência <a href='/tags/brasil/' rel='noreferrer' target='_blank'>Brasil</a>


"É um interesse próprio. Eles não estão na linha de frente. Não têm que tomar transporte coletivo, onde o distanciamento social é impossível. É cômodo. Muitos [dos empresários que pedem reabertura] trabalham pela internet. Vamos imaginar o servidor público que trabalha na saúde. Esse enfrenta o risco todo dia", afirmou Pih na transmissão desta segunda (1º) do Ao Vivo em Casa, a série de lives da Folha de S.Paulo para debater questões da pandemia.

"Se não continuamos com uma quarentena relativamente rigorosa, vai aumentar o contágio e o processo de abertura será mais lento. É importante que neste momento a gente tome medidas mais drásticas. Vai desaquecer a economia? Sim. Vai ter redução de emprego? Sim. Entretanto, se não fizermos isso, o processo vai se alongar", ele afirma.

Pih, que foi um dos primeiros empresários a apoiar o PT nos anos 1980 e três décadas depois foi também um dos primeiros a criticar o governo Dilma Rousseff publicamente, afirma que a gestão Bolsonaro não está à altura dos desafios que o Brasil tem a enfrentar.

"Em nenhum momento nos meus 68 anos no Brasil eu presenciei uma situação em que três grande crises se juntam, a econômica, a política e a de saúde. O Brasil passa por uma situação bastante difícil. E é neste momento que precisamos de líderes que tenham visão de estadista. Este governo, infelizmente não está à altura dos desafios que o Brasil enfrenta hoje", afirma.

No final do ano passado, Pih previa um crescimento do PIB em torno de 1% para o Brasil em 2020. Hoje, ele espera contração entre 8% e 10% para o ano. Só será possível voltar aos níveis de renda per capita de 2019 daqui a cinco anos, segundo as estimativas dele.

Na avaliação do investidor, o governo precisa garantir a renda da população carente e prolongar o auxílio de R$ 600. "Neste momento temos que nos preocupar menos com as questões fiscais e focar mais na necessidade da população", afirma.
Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Londrina
Comércio reabre nesta quarta após encerramento da 'quarentena de Ratinho'
14 JUL 2020 às 20h05
Paraná
Governo não renova decreto que determinou quarentena em Londrina e sete regiões
14 JUL 2020 às 18h42
28 foram roubados
PM recupera 21 notebooks furtados de Escola Municipal em Rolândia
14 JUL 2020 às 18h10
Tecnologia
Caiu aí? WhatsApp enfrenta instabilidade e afeta usuários nesta terça
14 JUL 2020 às 17h27
Sustentabilidade
Primeiro Ecoponto em funcionamento estimula destinação correta de lixo em Maringá
14 JUL 2020 às 17h11
Medidas temporárias
Confira pagamentos e tributos adiados ou suspensos durante pandemia
14 JUL 2020 às 16h06
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados