07/03/21
PUBLICIDADE
E sugeriu PEC

Guedes cogita retorno do auxílio emergencial caso governo falhe na vacinação

Ascom/Ministério da Economia
Ascom/Ministério da Economia


O ministro da Economia, Paulo Guedes, reconheceu nesta terça-feira (26) a possibilidade de o auxílio emergencial voltar caso o número de mortes por coronavírus continue crescendo no país e o governo fracasse na vacinação da população.


Mesmo assim, ele defendeu responsabilidade para se analisar a questão e disse que é preciso verificar se o aumento recente de casos de Covid-19 não foi um reflexo pontual das festas de fim de ano. "Se a pandemia faz uma nova onda, com 1.200 ou 1.300 mortes, sabemos como agir. Mas temos que observar se esse é o caso ou não", disse.

De qualquer forma, ele disse que a medida exigirá sacrifícios do país e defendeu como contrapartida para a medida o congelamento de verbas para saúde e educação e de salários de servidores públicos.
"Não é só pegar o dinheiro e sair correndo. Tem que fazer todo o sacrifício", disse o ministro, comparando o mecanismo a uma bomba atômica.

O ministro sugeriu que, caso a pandemia avance e o governo fracasse na vacinação, o auxílio emergencial seja recriado a partir de uma nova cláusula a ser inserida na PEC (Proposta de Emenda à Constituição) Emergencial, que tramita no Congresso desde 2019 com objetivo original de diminuir despesas obrigatórias.

A cláusula de calamidade pública seria inserida na PEC com objetivo principal de suspender a aplicação de normas fiscais como a regra de ouro (que impede endividamento para despesas correntes) em casos extremos de necessidade.

A regra poderia ser acionada tanto na pandemia do coronavírus como futuramente em outros casos extremos. O ministro citou como exemplo a elevação do nível do mar, que poderia afetar a população que vive no litoral brasileiro.

Ao mesmo tempo, o mecanismo exigiria a revisão de despesas. "Você aperta um botãozinho. Você desindexa, desvincula, e ao longo dos anos o aumento de receitas vai recuperando", afirmou.
Fábio Pupo/Folhapress
PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
Continue lendo
Região de Londrina

Indústria de alimentação abre 250 vagas em processo seletivo

07 MAR 2021 às 17h25
Da região de Maringá

Prefeitos criticam decreto que liberou atividades no PR

07 MAR 2021 às 16h16
No Paraná

Em oito dias, Sesp fiscaliza mais de quatro mil estabelecimentos

07 MAR 2021 às 15h33
Contra a Covid-19

China terá passaporte digital para quem se vacinou

07 MAR 2021 às 15h16
Planejamento ruim

Brasil negou 3 vezes ofertas da Pfizer e perdeu doses

07 MAR 2021 às 12h31
No próximo sorteio

Mega-Sena acumula e pode chegar a R$ 27 milhões

07 MAR 2021 às 12h04
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados