28/07/21
PUBLICIDADE
Saiba mais

Prefeitura encaminha 159 mil cartas de cobrança de IPTU atrasado

A Prefeitura de Londrina está encaminhando 99 mil cartas de cobrança, referentes ao não pagamento do IPTU de 2016 a 2018, que totalizam R$ 114 milhões, e cujos vencimentos ocorrerão nos dias 27 e 28 de novembro, a contribuintes que já estão inscritos na dívida ativa municipal. Outras 60 mil cartas serão enviadas a partir da segunda quinzena de novembro, referentes à cobrança de IPTU atrasado de 2019, totalizando cerca de R$ 60 milhões, aos contribuintes que não pagaram à vista, nem parcelaram. Neste caso, o vencimento será em 20 de dezembro.

Vivian Honorato/N.Com
Vivian Honorato/N.Com


O secretário municipal de Fazenda, João Carlos Barbosa Perez, explicou que, caso não haja a quitação dos valores em atrasos, estes débitos serão cobrados por meio de execução fiscal ou cobrança administrativa, ou seja, protesto. "É importante ressaltar que o pagamento dos débitos no vencimento evitam custas processuais e no caso de execução fiscal, honorários. Nosso objetivo é evitar as cobranças judiciais, que são mais caras e demoradas”, disse.

Até agora, de janeiro a agosto de 2019, a prefeitura arrecadou 21,76% a mais nas receitas próprias do município (IPTU, ITBI, ISS e taxas), do que no mesmo período do 2018. O montante da arrecadação foi de aproximadamente R$ 556 milhões, contra R$ 449 milhões no ano passado, neste período. Apenas em IPTU, de janeiro a agosto, a prefeitura arrecadou R$ 256 milhões, contra R$ 191 milhões no mesmo período de 2018, que corresponde a 33% a mais. Até o final do exercício, o município espera arrecadar, em IPTU, o total de R$ 343 milhões.

O secretário informou que a Prefeitura não pretende executar, neste ano, o Programa de Regularização Fiscal (Profis), bem como em 2020, devido ao ano eleitoral. "O Profis é uma política de gestão, que visa a redução do estoque da dívida ativa e deve ser realizado com um espaço maior de tempo. Sendo assim, não cogitamos a realização do programa este ano, bem como o ano que vem, em virtude do período eleitoral, o que é proibido por lei”, contou.

Perez destacou que a Prefeitura tem executado uma série de medidas, no sentido de ampliar a arrecadação do município. Uma destas foi um convênio com o poder judiciário, por meio do Centro Judiciário de Solução de Conflito e Cidadania (Cejusc). Através desta parceria, foi realizado um mutirão, que ocorreu entre os dias 4 e 8 de novembro, e resultou em mais de duzentas conciliações e um total negociado de R$ 2,3 milhões.

"Também foi instituída uma Comissão para análise da dívida ativa, estamos na iminência de estabelecermos um convênio com o Estado, Secretaria de Fazenda do Estado do Paraná, para acesso ao Banco de Dados, cartões de crédito e débito, para fazer o confronto com os valores declarados pelas empresas em Londrina, e havendo divergências, a Secretaria de Fazenda fará a notificação. Também fizemos a definição de um valor mínimo para a execução fiscal, com a intensificação da cobrança administrativa e a criação de agenda de cobrança administrativa. Todas estas ações repercutiram positivamente na arrecadação do Município”, apontou.
N.Com
Continue lendo
Moradores estão inseguros

Parque Arthur Thomas: de cercas abertas para criminalidade em Londrina

28 JUL 2021 às 19h14
Capital de negócios

Construtora londrinense amplia operações e anuncia chegada a São Paulo

28 JUL 2021 às 18h37
Flexibilização

Avanço na vacinação deixa comerciantes otimistas com as vendas do Dia dos Pais

28 JUL 2021 às 17h47
Perto de Maringá

Trabalhador morre após ser soterrado em silo de grãos em Floresta

28 JUL 2021 às 16h19
200 kg de produtos apreendidos

Vigilância Sanitária interdita panificadora por 90 dias em Maringá

28 JUL 2021 às 14h10
Que falta de sorte...

Dono de bar diz que queria largar jogos de azar, mas é detido com três máquinas em Primeiro de Maio

28 JUL 2021 às 12h05
Veja mais e a capa do canal
JORNAIS
Folha de Londrina
TELEVISÃO
MultiTV Cidades
OUTRAS EMPRESAS
Grafipress
RSS - Resolução máxima 1024x728 - () - Bonde - Todos os direitos reservados