Pesquisar

Canais

Serviços

José Marcos, da Embrapa:‘‘O sabor melhorou muito. O leite de soja no começo não era fácil de tomar’’ - César Augusto
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Alternativa

Mais saboroso, leite de soja conquista consumidores

Gisele Mendonça / Folha de Londrina
31 dez 1969 às 21:33
Continua depois da publicidade

As bebidas à base de soja compõem um dos segmentos da indústria alimentícia que mais crescem no Brasil - em média 20% ao ano. Os produtos ganham espaço nas prateleiras dos supermercados e cada vez mais consumidores estão dispostos a experimentá-los. Tem leite de soja puro e misturado com fruta, suco de fruta acrescido de soja e iogurte. A evolução da tecnologia de produção e o lançamento de novas variedades da leguminosa conferem a estas bebidas um sabor mais leve e agradável.

Continua depois da publicidade
PUBLICIDADE

‘O sabor melhorou muito. O leite de soja no começo não era fácil de tomar’, atesta o farmacêutico bioquímico José Marcos Gonitjo Mandarino, pesquisador da Embrapa Soja. Ele informa que nos últimos anos a instituição desenvolveu variedades de soja sem a enzima lipoxigenase, responsável pelo sabor desagradável. ‘Nós já indicamos para as empresas algumas variedades que elas podem usar’, diz.

Continua depois da publicidade


Segundo o pesquisador, o leite de soja foi desenvolvido na China há mais de 4 mil anos. No Brasil, uma empresa pioneira colocou o produto no mercado há mais de duas décadas. Hoje, é possível encontrar, pelo menos, seis marcas. Além do leite puro (que traz no rótulo a palavra original), existem espécies de vitaminas misturadas com frutas (coco, banana, morango), o produto com chocolate e as versões light (sem adição de açúcar).


Mandarino informa que algumas empresas usam o grão de soja e outras a proteína concentrada. ‘Em geral, todas as marcas têm qualidade, mas existe diferença de sabor. Tem que ir usando para ver o que mais agrada’, observa.


No caso dos sucos de fruta adicionados de leite de soja, a variedade de marcas e sabores é maior.

Continua depois da publicidade


‘Hoje, todas as empresas que trabalhavam só com suco de fruta também estão produzindo alimento com soja’, diz Mandarino. Além dos sabores tradicionais, é possível encontrar opções sazonais como pera com menta, maracujá com manga, entre outros.


Tanto no caso do leite quanto dos sucos, os preços estão entre R$ 2 e R$ 3 o litro. Dependendo da marca, existe diferença de até R$ 1. Também há caixinhas de 200 ml, que saem em média R$ 1,30. ‘Proporcionalmente, sai mais caro, mas a embalagem menor é mais prática, principalmente para as crianças levarem para a escola’, observa Mandarino.


Apesar de os sucos serem mais aceitos e difundidos, o leite é mais nutritivo porque contém mais soja. O pesquisador ensina que é só olhar no rótulo e achar a quantidade de proteína. Enquanto o suco traz em média 1,2 gramas de proteína para cada 200 ml, o leite apresenta 5 gramas por 200 ml. Mandarino ressalta, porém, que os sucos têm o mérito de ajudar a criar o hábito de se consumir alimento à base de soja.


Também é possível achar leite de soja em pó (para crianças e adultos), além de iogurtes, creme de leite e leite condensado à base da leguminosa.


São muitos os benefícios para a saúde


Os benefícios da soja para a saúde humana começaram a ser difundidos na década de 1990, quando a leguminosa passou a ser vista como alimento funcional. Segundo José Marcos Gontijo Mandarino, pesquisador da Embrapa Soja, hoje está provado que o uso constante da proteína de soja tem poder redutor do colesterol, diminuindo o risco das doenças cardiovasculares. O alimento também contribui para a redução do risco de câncer (mama, útero, próstata, colo do intestino e reto) e alivia os sintomas da menopausa e da tensão pré-menstrual (TPM) nas mulheres, além de amenizar as chances de se desenvolver osteoporose.


Também é comprovada a melhoria da função cognitiva. ‘Sabe-se que crianças que foram alimentadas com soja tem uma capacidade maior que as demais. E pessoas mais velhas que se alimentaram com soja durante a vida toda têm uma tendência menor a ter problemas de alzheimer, arteriosclerose’, enumera.


Ele informa que a soja é muito rica em proteína (em torno de 40%), tem gordura de boa qualidade e é uma excelente fonte de ferro, o que contribui para a redução dos quadros de anemia. A leguminosa possui vitaminas, principalmente do complexo B, e alguns tipos de açúcares (oligossacarídeos), que são benéficos para a formação de uma flora intestinal saudável. Entre os compostos funcionais importantes da soja, o pesquisador cita ainda a isoflavona.

Mandarino informa que a soja é um alimento calórico, mas o extrato da leguminosa não é. ‘Tem 2% só de gordura e o teor de proteína é o mesmo do leite de vaca’. Ele afirma que as pessoas podem substituir o leite de vaca pelo de soja sem prejuízo nutricional. ‘Fala-se muito que o leite de vaca é fonte de cálcio. Mas o adulto pode consumir outros alimentos (queijo, iogurte) que dão aporte de cálcio’, pondera.


Continue lendo

Últimas notícias

Publicidade