Pesquisar

Canais

Serviços

- Marcos Zanutto/Arquivo Folha
Continua depois da publicidade
Continua depois da publicidade
Acúmulo de funções

Câmara derruba proposta que exigia retorno dos cobradores dos ônibus em Londrina

Guilherme Marconi/ Grupo Folha
03 ago 2021 às 17:53
Continua depois da publicidade

A tentativa de revogar o artigo da lei municipal nº 11.472/2012 que prevê a ausência de cobrador nos ônibus urbanos foi derrubado na Câmara Municipal de Londrina na sessão desta terça-feira (3). Apresentado em 2018 pelo vereador Roberto Fú (PDT) na legislatura passada , o projeto de lei tentava recriar uma função extinta das linhas de ônibus na cidade. A proposta foi rejeitada em primeira discussão, com 12 votos contrários, 5 favoráveis e 2 abstenções na primeira sessão após retorno do recesso parlamentar de duas semanas.

Continua depois da publicidade


Esse é o segundo projeto apresentado pelo pedetista que tentava criar novas obrigações as empresas concessionárias do transporte coletivo que foi derrubado pela Casa em menos de um mês. No dia 13 de julho, outro projeto de lei que tentava limitar a 50% a ocupação no transporte público coletivo em Londrina enquanto durar a pandemia da Covid-19 foi rejeitado. A proposta o Fú pretendia obrigar que as concessionárias ofereçam ônibus suficientes para atender a todas as linhas e horários, principalmente nos períodos de maior movimento, sob pena de multa.

Continua depois da publicidade


Sobre a proposta de obrigação de cobradores que tramitava desde 2018, a CMTU apresentou resposta e manifestou-se contrariamente à proposta, sob alegação de que, entre outros argumentos, a volta dos cobradores impactaria em acréscimo de R$ 0,98 no valor da tarifa do transporte coletivo."

Leia mais na Folha de Londrina.

Continua depois da publicidade


Continue lendo