Pesquisar

Canais

Serviços

- Arquivo
Coleta seletiva

Lixo misturado será ignorado por lixeiros em Londrina

Redação Bonde
17 ago 2010 às 22:50
Continua depois da publicidade

As práticas de separação e destinação adequadas de todos os tipos de lixo terão que ser implementadas dentro de alguns dias em Londrina.

Continua depois da publicidade

Moradores desinformados serão amparados por uma campanha de divulgação que será feita pela prefeitura. Caminhões coletores de lixo passarão a cumprir um calendário definido para cada tipo de lixo, e deixarão para trás, ao encargo do morador, os sacos que contiverem lixo de outro tipo.

Continua depois da publicidade


As notícias sobre as mudanças que serão feitas à coleta de lixo domiciliar foram dadas pela assistente social Mariliz Garania, gestora executiva da coleta seletiva de Londrina, a formadores de opinião durante um evento que aconteceu na UEL, na manhã desta terça-feira (17).


Só a UEL produz, mensalmente, 5 toneladas de lixo reciclável e 8 toneladas de lixo não reciclável. ELa passará a responder pela separação e destinação desse material. É uma exigência estabelecida em leis e decretos de diferentes níveis – municipais, estadual e federal. Este trabalho deverá ter início dentro de 15 dias.

Continua depois da publicidade


Da mesma maneira, a cultura de separação de lixo deverá ser inserida na casa de cada londrinense, que deverá separar o seu lixo em três categorias: orgânico, reciclável e o classificado como rejeitos (coisas como fraldas descartáveis, absorventes higiênicos, papel higiênico, artigos de porcelana, fotografias e outros).


O material reciclável continuará sendo recolhido pela cooperativa de coletores existente na cidade, e os outros dois tipos pelos caminhões contratados pela Prefeitura - que não recolherão o lixo que não tiver devidamente separado.

Londrina produz, diariamente, 425 toneladas de lixo. Desse total, 135 toneladas são de material reciclável. Com informações da Agência Uel.


Continue lendo