Pesquisar

Canais

Serviços

Sem médicos

Moradores fazem protesto em posto de saúde de Londrina

Loriane Comeli - Redação Bonde
01 fev 2011 às 10:07
Continua depois da publicidade

Moradores do Jardim Leonor, Santa Rita e bairros próximos, na região oeste, fizeram nesta manhã (1) um protesto em frente à Unidade Básica de Saúde do Jardim Leonor.

Continua depois da publicidade

Ele levaram um caixão, simbolizando a "morte da saúde pública" em Londrina, conforme afirmou um dos organizadores do protesto, Ronaldo Justo, que faz parte do Conselho de Saúde da UBS. "Cerca de 300 pessoas participaram do protesto".

Continua depois da publicidade


Um dos motivos da manifestação é a informação de que a UBS, que atende 24 horas, será fechada após a conclusão da Unidade de Pronto Atendimento (UPA) na Avenida Arthur Thomas, também na zona oeste. "Esta unidade precisa ficar aberta porque muita gente depende dela", disse Justo.


Ele também comentou sobre a precariedade no atendimento da UBS do Leonor. "Não há médicos. Antes tínhamos três equipes do Programa Saúde da Família (PSF), agora, não temos nenhuma", relatou.

Continua depois da publicidade


"Eu mesmo precisei de atendimento médico na noite de saúde. Vim ao posto de saúde, mas não tinha médico. Fui ao PAM e lá fiquei por sete horas para ser atendido", disse o conselheiro.

Um manifesto escrito pelos moradores será entregue à Secretaria de Saúde.


Continue lendo